Top Multiverso – 10 Curiosidades sobre O Hobbit (livro)

“Em uma toca no chão vivia um Hobbit…”

Há 79 anos, no dia 21 de setembro de 1937 foi publicado pela primeira vez o livro que se inicia com essa frase: O Hobbit. Escrito por JRR Tolkien, o livro conta a história de Bilbo Bolseiro, um Hobbit caseiro que valoriza sua rotina diária acima de qualquer outra coisa, que acaba sendo envolvido por Gandalf, Thorin e seu grupo de anões em uma aventura, a fim de recuperar um tesouro que é guardado pelo Dragão Smaug.

Para comemorar essa data tão especial para os fãs de Tolkien, eu reuni 10 curiosidades sobre O Hobbit, que é meu livro favorito de todos os tempos para compartilhar com vocês…

 

 

 

 

1 – Mais de 100 Milhões de exemplares do livro foram vendidos ao longo destes 79 anos e o mesmo foi traduzido para mais de 50 línguas.

2 – Em meados da década de 70, cerca de 10 pilotos israelenses foram capturados e colocados em uma prisão egípcia. Sua função era a de traduzir O Hobbit para o Hebraico, trabalho esse que foi tão bem feito que é vista como a melhor tradução do livro.

3 – Na China foi lançada uma versão não autorizada de Harry Potter. O mais interessante é que além de ser uma produção ilegal, os livros eram compostos por trechos enormes de O Hobbit, mas com algumas nomenclaturas alteradas.

4 – Antes de ser publicado, o manuscrito de O Hobbit passou pelas mãos de  C.S. Lewis, autor de As Crônicas de Nárnia e de um menino de 10 anos, filho de Stanley Unwin, dono da editora que publicou o livro em 37. O empresário pediu para que seu filho fizesse uma resenha sobre a história, que indicaria se ela seria publicável. E o menino falou o seguinte:  “O livro é bom e deve ser aplicado para todas as crianças de 5 a 9 anos”

5 – A primeira adaptação de O Hobbit aconteceu em uma animação curta de 1966 dirigida por Gene Deitch.

6 – O universo de O Hobbit começou a ser criado em 1917, quando Tolkien tinha 25 anos. No entanto, a história em si só foi desenvolvida uma década depois, em 1928. Tolkien trabalhava então como professor na Universidade de Oxford quando, ao corrigir provas dos estudantes, bolou a seguinte frase “Numa toca no chão vivia um hobbit”.

7 – No primeiro rascunho de O Hobbit, Gandalf era um feiticeiro chamado Bladorthin e, por incrível (ou mais confuso) que pareça, o líder dos anões, Thorin, era chamado de Gandalf.

8 – Aparentemente Tolkien não foi o responsável por criar a palavra “Hobbit”. De acordo com o dicionário Oxford, a palavra apareceu pela primeira vez em um livro do século 19 sobre folclore, como uma definição para fadas, ou pessoas pequenas.

9 – O livro é considerado uma história infanto-juvenil, mas nem por isso ele deixa de ser um livro altamente recomendado para os adultos.

10 – Leonard Nimoy (nosso eterno Spock de Jornada nas estrelas) era fã das obras de Tolkien e em 1968 gravou um disco chamado: Os Dois Lados de Leonard Nimoy aonde interpretava uma música intitulada de “The Ballad of Bilbo Baggins”, que contava a história de Bilbo e suas aventuras.