Review | Como se Fosse Magia de Bianca Briones

Resultado de imagem para como se fosse magiaLivro: Como se fosse magia.

Editora: Gutenberg

Sinopse: Eva nasceu com o dom de passar os sentimentos para o papel, com isso conquistou milhares de leitores pelo mundo. Agora ela precisa escrever o último livro da sua série de fantasia, mas está com um bloqueio há um ano e não sabe o que fazer.
Enquanto ela tenta se reconectar a seus personagens, a vida coloca em seu caminho um homem igualzinho a um dos seus protagonistas.
O problema é que o desconhecido surge sem nenhuma lembrança de quem ele é.
Enzo está muito confuso. A princípio, ele duvida da conversa maluca de Eva. Mas, mesmo com seu ceticismo, ele não pode negar que se sente extremamente ligado a ela.
O que isso quer dizer?
Envolvidos por esse curioso e estranho mistério, Eva e Enzo estão prestes a descobrir que às vezes para que duas pessoas se encontrem mundos inteiros são capazes de colidir.

 

Eva é uma autora famosa, que já escreveu todos os tipos de gêneros literários. Agora ela está focada em escrever o último livro da sua série de fantasia, mas está com bloqueio criativo e não consegue pensar em nada. Até que certa noite ela encontra um homem que parece muito com seu personagem do livro, Enzo. Mas ele está sem memória e não tem como tirar sua curiosidade. Eva se vê envolvida com o rapaz por ter tantas coincidências com seu personagem, e pede ajuda ao seu melhor amigo gay, Thiago. Os dois são unha e carne, não se desgrudam um segundo. Eva precisa saber mais um pouco de Enzo, seu personagem que veio para a vida real.
O livro tem uma proposta muito interessante, deixando o leitor curioso sobre o que a autora irá fazer para Enzo ter aparecido do nada na vida de Eva. Fiquei decepcionada com o desenvolvimento da história, achando que o foco acabou sendo outro. Enzo, apesar de não ter memória, também não tem personalidade. Achei o amor dos dois muito robótico, Eva tem todos os motivos para ama-lo, mas ele não. Ela foi apenas uma pessoa boa que o ajudou e contou que ele saiu do seu livro. Oi? O livro todo você fica imaginando o quê a autora vai fazer para explicar e é ai que ela me decepcionou. Não soube dizer se o livro era fantasia ou realidade.
Eva vê seus personagens, fala com eles e se sente mal porque as pessoas a chamam de louca. Mas a autora não explica se isso é magia ou se ela realmente vê coisas que não existem. O fim do livro é corrido, parece que a autora queria terminar logo e foi jogando as informações de uma vez, quase não havendo diálogos dos personagens. Apesar de ser um fim totalmente sem lógica, não teve muita criatividade. Fiquei decepcionada, pois a autora poderia ter feito algo bem mais elaborado e decidido se seria fantasia ou não. O livro me lembrou aquela Sessão da Tarde bem juvenil.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet