Review | Perdendo-me de Cora Carmack

Um dos poucos livros que me fez hiperventilar. E já fazia um bom tempo que isso não acontecia. Acho que descobri o que eu preciso na minha vida: mais New Adult. Porque elessão tudo de bom! Nível Master e mil coraçõezinhos pra quem deu um ponta pé inicial nesse estilo literária – lhe serei sempre grata, beijos.

Então vamos ao que interessa. Bliss. Essa é a mulher que em breve se formará na faculdade e ainda é virgem – o que a incomoda muito – então decide que precisa lidar com esse “problema”.

“E agora eu estava no meu quarto , me arrependendo de ter tido coragem de contar a ela o que eu estava escondendo. Eu soube antes mesmo de terminar que tinha sido uma péssima ideia.
– SÉRIO? É por causa de Jesus? Você está, tipo, se guardando para ele? – sexo parecia simples pra Kelsey. Ela tinha o corpo de uma Barbie e o cérebro sexualmente carregado de uma adolescente.”

Bliss está num dilema que nem ela mesma entende. E eu a entendi perfeitamente. Porque a pior coisa que se pode imaginar pra uma pessoa estável é a menção a algo instável, sem valor e passageiro. Ela tem o controle da sua vida, e gosta que seja assim. Mas há alguém na sua vida que é o oposto disso: sua melhor amiga, Kelsey. A garota é uma pirada que vive do momento e só quer farra. E é a própria que põe as coisas pra andar na vida da amiga. Em alguns momentos gostei muito da Kelsey, mas em outros ela me irritou por forçar tanto a barra.

É nessa loucura que Bliss encontra o homem perfeito. Mas será tão perfeito assim? Só sei que hiperventilei horrores. Não porque ele aparece sendo descrito sem roupas tá meninas! Acalmem-se!

Imaginem a cena: o cara no lugar menos improvável do mundo lendo um livro, cabelo loiro (eca! não curto mas ok né) caindo nos olhos azuis cristalinos, apenas um pouco desleixado para dar uma aparência masculina sem deixá-lo muito cabeludo e um rosto que poderia ter feito anjos cantarem.

Nesse momento eu imaginei o Nick Carter (de hoje) encarnado no Garrick. E pronto estava feita!

Leiam, é muito engraçado também. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

Review: O Dragão Negro de Chris Claremont

Quando os anos 1980 começavam, a Marvel começou a estender seu universo para outros rincões. O selo Epic, Illustrated foi uma destas iniciativas, um...

Rebobinando – 10 Coisas Que Eu Odeio em Você

O rebobinando de hoje é sobre um filme adolescente clássico do final dos anos 90, baseado em outro clássico, mas dessa vez da literatura,...

Review – Gekkan Shoujo Nozaki-kun (Mangá)

Essa é a história de Sakura Chyio, uma menina ruiva, muito meiga que é apaixonada por Nozaki, um menino alto e muito calado, a...

Relembrando Animes – US Manga

Hoje o Relembrando animes vai ser um pouquinho diferente... Ao invés de falar sobre animes os tokusatsus, vou falar sobre um programa de TV....

Mais Notícias