Review | Bloom de Elizabeth Scott

Título: Bloom
Autora: Elizabeth Scott
Editora: Simon Pulse
Ano: 2008
Número de Páginas: 244
Classificação: 5/5

Há uma diferença entre seguir e deixar ir. Lauren tem uma boa vida: notas decentes, grandes amigos, e um namorado que qualquer menina teria vontade de ter.Então, por que ela está tão infeliz? Demora até a chegada de Evan Kirkland para Lauren para descobrir a resposta: ela está mantendo isso demais. Ela está negando-se um monte de coisas (como sexo) porque ficar com o namorado fiel e lindo, Dave, é a coisa “certa” a fazer. Afinal, quem iria desistir do namorado perfeito? Mas, quando Dave começa a falar mais e mais sobre a vida deles juntos, planejando um futuro, Lauren simplesmente não pode ver a si mesma – e então o desejo de Lauren em ter Evan, e, além disso, quando está com Evan se torna ainda mais feroz – Lauren percebe ela precisa fazer uma escolha … antes que um seja feito para ela.

Acho que tá acontecendo comigo o mesmo que aconteceu quando eu não conhecia a Sarah Dessen mas já amava seus livros, não só pelas capas mas também pelas sinopses. É a mesma coisa que eu sinto quando vejo um livro da Elizabeth Scott, aquele sentimento que te impulsiona de que vai ser bom além da conta.
Esse é o segundo livro dela que leio, o primeiro foi “Te Amo Te Odeio Sinto Sua Falta” (que colocarei resenha aqui em breve), e o pressentimento se repetiu: foi ótimo!
Ela é aquele tipo de escritora que descreve cenas simples com tanta simplicidade e conexão que encanta. E em “Bloom”, Scott fez um trabalho espetacular que nos mostra como precisamos ser nós mesmo.
Temos nossa protagonista, Lauren namora o carinha mais fofo da escola e popular que toda menina queria ter como namorado, ele é perfeito demais, mas tão perfeito que ela se questiona se teria mesmo que estar com ela. Sem uma mãe, vive apenas com o pai que não lhe dá muito atenção devido ao trabalho; sendo este um namorador de primeira. E é com umas das namoradas dele, que Lauren conhece Evan, que depois de anos volta para a cidade onde viveram, e a oportunidade de ser ela mesma aparece.
Gostei muito desse enredo. Uma garota à procura de si mesma. Ela é especial de muitas formas: é encantadora, pensativa, adora o pai, é amiga quando precisa, mas não consegue deixar que outros sejam seus amigos, se acha inferior e AMA LIVROS.

“- Mas foi… nunca me senti assim antes. Não estou certa se quero me sentir assim.
– Entendo. É como se houvesse pessoas que você pode gostar e controlar o quanto gostam de você , certo? Mas também há outro tipo de pessoas, pessoas com quem quando você está com eles não pode … não pode se sentir a salvo. E se sente maravilhoso, mas às vezes é como…
– Aterrorizante.”

Às vezes, toda a história me pegava de surpresa, o que me deixava perplexa com a forma como tudo prosseguia. E pensava: “uau, de onde ela tirou isso?”, talvez porque não tivesse imaginado que tudo iria por esse ângulo.
Especialmente gosto dos livros da Scott porque ela consegue narrar seus personagens em 1° pessoa da forma que eu acho ser correta: entrando na cabeça do personagem. Esmiuçando tudo, nos mostrando qualquer sentimento, falha, qualidade, desequilíbrio que possua. ADORO ISSO!

“Falar de alguém que te faz feliz, faz verdadeiramente você se sentir feliz. Ser feliz faz você querer falar de tudo, faz você querer compartilhar para recordar uma e outra vez.”

Mal posso esperar para começar outro!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

Review: O Dragão Negro de Chris Claremont

Quando os anos 1980 começavam, a Marvel começou a estender seu universo para outros rincões. O selo Epic, Illustrated foi uma destas iniciativas, um...

Rebobinando – 10 Coisas Que Eu Odeio em Você

O rebobinando de hoje é sobre um filme adolescente clássico do final dos anos 90, baseado em outro clássico, mas dessa vez da literatura,...

Review – Gekkan Shoujo Nozaki-kun (Mangá)

Essa é a história de Sakura Chyio, uma menina ruiva, muito meiga que é apaixonada por Nozaki, um menino alto e muito calado, a...

Relembrando Animes – US Manga

Hoje o Relembrando animes vai ser um pouquinho diferente... Ao invés de falar sobre animes os tokusatsus, vou falar sobre um programa de TV....

Mais Notícias