Review | Azazel de Isaac Asimov

“Nas ruínas de um castelo inglês, o lingüista George Bimnul encontrou manuscritos de um rei dinamarquês do século XI que continham a chave para conjurar demônios. Ao proferir estranhas palavras, George passou a invocar uma pequena criatura a qual denominou Azazel.”

O mestre Isaac Asimov nos traz nessa obra uma coleção de 18 contos divertidos e irônicos. Publicado em 1988 o livro AZAZEL, reúne os contos que Asimov publicou de 1982 á 1988 em variadas revistas de ficção cientifica inclusive sua própria revista. Por mais que o personagem Azazel se trate de um Demônio de 2 cm (Mais para o lado mistico do que cientifico), Asimov colecionou as melhores histórias para esse livro, provando ter uma versatilidade para desconstruir seu próprio estilo e fazer algo que ele mesmo denomina como anti-asimoviano. Então fica a dica do próprio autor, para que você leitor, não pense que lerá as mesmas referencias SiFi do estilo clássico de Asimov. Apenas desfrute de boas sátiras humorísticas. Uma de suas versões e a mais recorrente publicada no Brasil, foi pela Editora Record.

A narrativa de Isaac nos prende por seu mix de humor e inteligência. Em todos os contos o próprio Asimov se encontra com seu amigo George para variadas conversas em um restaurante, a fim de colocar o papo em dia, onde o autor se beneficia de novas estórias enquanto George de uma boa refeição. No primeiro capítulo ”O Demônio de dois centímetros” George conta para Asimov como conseguiu encontrar encantamentos para invocar seu pequeno amigo diabo, que é capaz de feitos místicos, porém jamais, a favor de George, apenas coisas boas que beneficiam seus amigos e parentes, nada de benefícios para George.

A cada conto o autor deixa claro a personalidade de George que além de ser um ótimo ”contador de histórias” trata Azimov com desdem, mesmo sendo seu amigo ele o tem a pouco valor, variadas vezes apequenando-o e julgando que Azimov é de baixo padrão intelectual, para entender alguns de seus contos, mesmo reconhecendo que é um ótimo ouvinte.

A cada conto acompanhamos os problemas mais do que humanos, que aparentemente sem solução são resolvidos por Azazel. A grande sátira de tudo isso, é que o pequeno, pouco sabe sobre os desejos dos homens, sobre o modo que pensam e quais os comportamentos naturais que possuem. Sendo assim a cada desejo que se realiza, por mais perfeito que seja, não consegue atingir o objetivo principal, justamente pela ingenuidade do pequeno Azazel que faz tudo ao pé da letra.


AZAZEL - ASIMOV - MULTIVERSO NEWSEu montei uma lista de alguns autores que ainda precisava ler, entre eles estava Asimov. Após uma pesquisa sobre livros leves que tinham o propósito de divertir e ser uma coisa menos densa, achei Azazel, que confesso que atendeu muito bem a expectativa. Depois de ler muitas coisas, queria algo que fosse mais divertido e livros de contos são ótimos pra isso. 

Falando sobre o livro, gostei muito da forma como Asimov consegue se fazer um personagem tão impar, a ponto de nem lembrarmos que é o mesmo. A forma como George o trata, é hilária, sem respeito algum, tirando sarro em pequenas frases que só aumenta a impressão de como George é um mala.

Mesmo Azazel sendo o titulo, com certeza o personagem principal é George. Um cara que ao mesmo passo que diz ajudar os outros, sempre tenta tirar proveito de situações e oportunidades que de bom moço não tem nada. Além de todo esse comportamento lemos a cada capitulo, que as vezes é melhor não termos o que desejamos, pois isso pode estragar nossa vida de uma forma inimaginável. 

O legal é que mesmo sendo algo mágico/mistico, Azazel sempre faz uma explicação cientifica de como conseguirá alguns feitos, (mesmo que aquilo não tenha nada a ver na vida real, causa uma sensação de que poderia ser feito). Característica forte de Asimov na escrita. O que me deixou um pouco triste, é que todos os contos possuem mesma característica, então quando se está terminando os contos, sempre vem algo previsível, mas acredito que por ser uma coleção de contos, já era de se esperar. Leia também outro ótimo livros de contos, do brazuca Raphael Montes – O Vilarejo (mas esse é de terror).

Claro que depois de ler esse textão todo, você vai procurar o Azazel pra ler, pois esse é o meu objetivo a final, então sugiro que leia principalmente os contos:

  • OS MALES DA BEBIDA;
  • TEMPO PARA ESCREVER;
  • LÓGICA É LÓGICA;
  • OS OLHOS DE QUEM VÊ;
  • A OBRA DA MENTE;
  • GALATÉIA;
  • VÔO DA IMAGINAÇÃO.

Como gosto é algo muito relativo, leia o livro e comente aqui nesse post, o que achou dos contos e quais os melhores? 

Me ajuda a aumentar o repertório e indique nos comentários, quais outras obras de Asimov merecem atenção especial? 

AZAZEL - ASIMOV - MULTIVERSO NEWS
ISAAC ASIMOV

Tome cuidado com o que deseja!

REVER GERAL
Construção do Mundo/Contexto
8.0
Construção de Personagens
9,0
Capa/Sinopse
8,0
Narrativa
9,0
Desenvolvimento da história
8,0
Plot Twist/Cliffhanger
8,5
Leitor compulsivo, bebedor de café e entusiasta quando se trata de leitura. Tecnólogo em Marketing por formação e Locutor por paixão. A minha missão declarada é tornar você, um leitor tão apaixonado quanto eu. A leitura é fonte inesgotável de conhecimento. Conheça-te a ti mesmo!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here