Review | Justiceiro #3 (Panini)

Review do encadernado Justiceiro #3, escrito por Greg Rucka e desenhos de Marco Checchetto, lançado em março de 2014, pela Editora Panini, 176 páginas, R$ 21,90, formato americano. Originalmente em Punisher #11-16 e Bullseye: Perfect Game #1-2.

Sinopse:

Frank Castle precisa convencer a sargento Rachel Cole-Alves a deixar seus sentimentos pessoais de lado e agir com o sangue-frio necessário para exterminar todos os integrantes do Câmbio, os responsáveis pelo massacre em seu casamento. Mas a sangrenta missão da dupla pode levar a um caminho sem volta! 

Mercenário – Jogo Perfeito: o assassino mais letal do planeta desaparece por um ano, escondendo-se bem debaixo do nariz de todos!

Comentário edição a edição:

Punisher #11: Durante o depoimento sobre o último tiroteio, o Det. Bolt revela que passava pequenas informações para o Justiceiro. Segue-se o relato de Bolt sobre o ataque de zumbis na Times Square, liderado pelo Garra Negra, rechaçado violentamente por Frank Castle.

Punisher #12: Depois de fracassar em obter o Omegadrive, Rachel Cole-Alves desapareceu, mas sua conexão com a repórter Norah Winters levam o Justiceiro a encontrá-la. Perdida em suas incertezas  e amarguras, Rachel tenta achar resposta, que somente Frank pode lhe dar.

Punisher #13: Frank e Rachel se infiltram no iate Líder do Bando onde vários criminosos e organizações estão reunidos para um leilão de vários artefatos poderosos. Os dois estão atrás de um em específico, mas o disfarce de Castle é revelado e ele é capturado. Resta apenas a Rachel conseguir completar a missão e libertar seu companheiro.

Punisher #14: Depois de roubar uma armadura de adamantium feita pelo Dr. Octopus, Frank propõe uma venda ao Câmbio. Frank envia Rachel para “negociar” diretamente com Stephanie Gerard, enquanto prepara sua armadilha.

Punisher #15: Após ver a Sgt Cole-Alves assassinar sua parceira, Chris Poulsen entra em colapso e decide punir os invasores. Ele atrai a atenção da polícia, fazendo parecer que o Justiceiro enlouqueceu e está matando todos que encontra pela frente a fim de executar sua sentença contra o Câmbio.

Punisher #16: Durante o tiroteio, em meio a fumaça provocada por gás lacrimogêneo, o Det. Bolt é baleado pela Sgt Cole-Alves. Procurados pela polícia, Frank e Rachel decidem se separar para facilitar em suas fugas. Mas a angústia e o arrependimento tomam conta de Rachel o que a leva a tomar uma atitude radical.

Análise final:

Terceiro volume que encerra a trama envolvendo a caça do Justiceiro ao Câmbio e a busca de vingança da Sargento Rachel Cole-Alves, que termina de forma violenta e dramática. No geral, um bom roteiro de filmes do gênero “Policial”, com todos os ingredientes necessários. O final deixa brechas que poderão ser exploradas no futuro. De qualquer forma, a história de Frank Castle às mãos do escritor Greg Rucka ainda terá um desfecho no volume seguinte.

O encadernado ainda contém uma história curta em duas partes, escrita por Charlie Houston e desenhada por Shawn Martinbrough, mostrando porque o Mercenário pode ser considerado um dos vilões mais letais do planeta. Em sua busca em ser o melhor, o Mercenário encara um trabalho que leva tempo, paciência e determinação. Leitura recomendada.

Nota geral: 8,5

Por Roger

REVER GERAL
nota
8,5
Colecionador de HQs Marvel desde 1981 quando comprei minha primeira HQ Heróis da TV Nº 21 pela Editora Abril e HQs DC desde 1984 quando a Abril lançou os três títulos: Super-Homem, Batman e Heróis em Ação. Durante a década de 90, por motivos pessoais, fiz uma pausa, mas retornei em 2000 lendo algumas histórias do universo Ultimate.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here