Review – Hirunaka no Ryuusei (mangá)

Esses tempos eu fiz a review de Ao Haru Ride e falei que não gostei da obra por algumas razões, principalmente porque o romance na história é muito chato. Daí me lembrei de um mangá que li a um tempo de romance e que a história é super agradável e eu adorei, então pra compensar (o que eu falei de mal sobre o romance em Aoharaido), hoje vou falar sobre ele, porque só tenho coisas boas pra dizer.

Mangaká: Yamamori Mika

Volumes: 12 (concluído)

Genero: Shoujo, Romance, comédia, Vida Escolar

Tipo: Mangá

Ano: 2011

Editora: Shueisha

Serializado em: Bessatsu Margaret

Hirunaka no Ryuusei ou Daytime Shooting Star, conta a história de uma garota de 15 anos chamada Suzume Yosano, ela é do interior e não é exatamente delicada ou extremamente feminina, além de ser uma pessoa muito simples. Devido à transferência de trabalho de seu pai para o exterior, fica decidido que Suzume ficará no Japão e irá morar em Tóquio com seu tio que ela mal conhece. Ao chegar na cidade, ela esbarra em um homem misterioso que acaba levando-a para a casa de seu tio (acaba que ele e o tio são amigos) depois que ela se perde.

Esse Homem é Shishio e a grande surpresa é que Suzume irá vê-lo com muito mais frequência no momento em que ela começa a escola, afinal de contas, ele é seu professor. É no mesmo instante que ela faz a sua primeira amizade em seu novo colégio. Um garoto tímido, que não fala com meninas, chamado Mamura, mas que aos poucos será conquistado pelo carisma da garota do campo. A partir dai vamos acompanhando seu dia-a-dia, e vendo Suzumi tentando fazer novas amizades e entender aquele novo e inusitado mundo que é a cidade grande.

Tem muitos mangás que eu leio a sinopse, acabo lendo sobre e perco o interesse antes de começar a ler. E eu tenho que confessar que Hirunaka no Ryuusei foi exatamente um desses casos, apesar dos traços terem me chamado atenção logo de cara, a história não me interessou nenhum pouco. Tudo que eu odeio em um shoujo, existe nesse mangá, clichês, clichês e mais clichês, primeiro que a história envolvia um relacionamento entre professor e aluna, segundo que era um triângulo amoroso, esse realmente foi meu pensamento quando ouvi falar do mangá pela primeira vez.

Mas um tempo depois me deparei com ele no leitor de mangás que eu uso, não tinha nada pra fazer e acabei lendo. Que bom que eu fiz isso! A obra tem clichês? Sim! Tem vários, mas a autora trabalha de uma forma que faz com que os clichês fiquem perfeitos. Não é chato, não é enjoativo, não é apelativo e te prende de uma forma que faz com que você torça pra história não acabar, ao mesmo tempo em que você quer saber logo o final.

É praticamente impossível você não gostar de Shishio ou de Mamura. Os dois personagens são super cativantes e apesar de eu ter torcido desde o inicio pra ela ficar com Mamura, foi impossível não me pegar pensando que seria legal ela ficar com Shishio, às vezes. Se estamos acostumadas com garotinhas mimadas e indecisas, Suzume é provavelmente uma personagem que foge de tal clichê. Não estou falando que ela não chora, que ela não se magoa e que não se abate em determinados acontecimentos. Mas é muito bom ver uma personagem feminina de pulso forte, que acredita nas decisões tomadas e pensa por ela, sem se preocupar com opiniões alheias e é essa personalidade de Suzume, que leva o mangá a ter um final que a maioria não esperava, confesso que nem eu.

Como eu já falei, os traços da autora me chamaram a atenção e são lindos, ouso dizer que até agora foram os traços mais lindos que eu já vi em um mangá, realmente me apaixonei pela arte de Yamamori Mika e não só pela arte, mas pelo trabalho completo, tanto que fui atrás de outras obras e a que está saindo agora é o mangá Tsubaki Chou Lonely Planet que está no comecinho, mas pelo jeito vai ser tão lindo como Hirunaka no Ryuusei e eu prometo que logo eu faço o review dele.

A melhor coisa sobre Hirunaka no Ryuusei é que ele está completíssimo em português, na verdade ainda falta um extra, mas o que importa mesmo é a história principal e dessa não falta nada. No mais só posso recomendar muito esse mangá, pra quem é fã de shoujo e pra quem não é também. Porque a história é linda, divertida e vale muito a pena ler.

ANÚNCIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

SDCC 2018 | DC Comics anuncia quatro novas animações para 2019

A DC Comics, entre os diversos anúncios da San Diego Comic-Con, revela quatro novas animações para o ano que vem. Após anunciar os filmes...

GOTHAM | Divulgado o visual do vilão Bane na 5ª temporada da série

Ontem (22/10) foi divulgado através da conta no Twitter de Tze Chun (produtor e roteirista da série) imagens que mostram o visual do vilão...

Porcupine Publishing licencia direitos mundiais em inglês para o RPG de A Bandeira do Elefante e da Arara

Esta semana, a série A Bandeira do Elefante e da Arara fechou um grande contrato de licenciamento em dois meses, desta vez com a Porcupine Publishing, uma...

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

Johnny Depp interpretará reconhecido fotógrafo de guerra no filme “Minamata”

O filme documentará como W. Eugene Smith (interpretado por Johnny Depp) e sua esposa, Aileen Mioko Smith ajudaram a expor a gigantesca devastação ambiental causada por...

Mais Notícias

Você não está conectado à internet