Review – Batman – Ano Um (Especial 10 anos de Batman Begins Parte 2)

Salve pessoas!

No último dia 15 fizeram 10 anos do filme que mudaria a visão do publico sobre filmes de heróis, Batman Begins, e pra comemorar esse aniversario aqui vai review da HQ que serviu de referencia para o filme, Batman – Ano Um, um dos clássicos do homem morcego.

Escrito por Frank Miller (Batman – Cavaleiro das Trevas, Demolidor – Homem Sem Medo, Sin City e 300 de Esparta) e desenhado por David Mazzucchelli (Demolidor – A Queda de Murdock), é mostrada originalmente nas edições 404 a 407, na serie do Batman da DC Comics de 1987, Lançado a algum tempo um encadernado no Brasil de Batman – Ano Um pela editora Panini.

A historia começa seguindo duas narrativas, a primeira o comissário Gordon, ainda tenente na historia, acaba de chegar em Gothan, uma cidade infestada pelo crime, violência e corrupção, onde o acompanharemos em seu primeiro ano na policia de Gothan e seu primeiro conflito com Batman. Em contraponto e em paralelo com o Tenente teremos a narrativa de Bruce Wayne, voltando recentemente a cidade após voltar de seu treinamento esperando acabar com todos os problemas da cidade utilizando seus próprios métodos, ao mesmo tempo que acompanhamos o jovem Bruce descobrindo que combater o crime e esconder sua identidade não é fácil.

Um ponto forte dessa historia é a narrativa que Frank Miller usa, ele aprofunda e trabalha bem os personagens, no caso de Gordon ele usa elementos como a gravidez de sua esposa, a corrupção na policia, onde ele parece ser o único honesto e uma traição conjugal, sendo a personalidade de Gordon a mais bem construída através da narrativa, pode-se até dizer que o foco principal da historia é para ele, pelo menos é o que pareceu pra mim, mas Miller tenta balancear com a do Batman, que ao contrário do tenente tem mais dificuldade em agir nas ruas por ser novo nisso, Batman em seu primeiro ano é bem humanizado, em questão de não ser tão apelativo como em outras historias, e tem bastante problemas em suas primeiras noites de patrulha, mais vai se acostumando ao decorrer da obra.

Em relação a arte de Mazzucchelli os quadros até que são bem fluidos e a cenas de ação bem construída, já muitas vi criticas em relação a sua arte por não ser esteticamente bonita, caso você tenha algum problema com arte assim, mais no meu caso não foi um incomodo durante a leitura.

Em relação ao filme são claras as relações com a hq em partes que mostram a fuga de Batman da policia, onde ele usa um esquadrão de morcegos ou de como que ele tem a ideia da roupa de morcego, Nolan usa bem os elementos de Ano Um no filme Begins, pra mim sendo o principal é que tanto Frank Miller como Nolan fazem uma historia mais seria para o homem morcego. Filmes como, por exemplo, o de Tim Burton ou de Joel Schumacher fazem muita referencia a era de ouro e até a era de prata do personagem, onde o Batman era visto de forma mais teatral e inocente.

Após Cavaleiro das Trevas do próprio Miller foi que os quadrinhos passaram a ter uma cara mais madura, eu acho que essa é a principal referencia que Nolan quis passar em seus filmes, além de contar a origem do Batman da forma mais plausível possível.

Caso alguns prefiram tem também uma animação feita pela DC de Ano Um, mais recomendo fortemente a leitura do quadrinho até por ser um dos clássicos do homem morcego.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

Marvel | Loki e Wanda ganharão séries no streaming da Disney

Segundo a Variety, Loki e Wanda, interpretados por Tom Hiddleston e Elizabeth Olsen, ganharão série no streaming da Disney na Marvel. A Disney pretende investir...

Panini divulga a primeira capa do crossover entre Turma da Mônica e Liga da Justiça da DC Comics

Sábado passado, dia15 de setembro, durante o Batman Day, um evento especial realizado pela Panini para os fãs do Homem-Morcego, a editora divulgou com...

Review | Fire Force Vol. 1, de Atsushi Ohkubo

Novo mangá do mesmo criador de Soul Eater, Fire Force nos traz a história do aspirante a bombeiro Shinra Kusakabe, mas não um bombeiro...

Marvel apresenta as novas séries dos Defensores

Retomar conceitos e ideias anteriores muitas vezes pode ser uma ba jogada. A Casa das Ideias está trazendo de volta os Defensores originais. Muitos...

Mais Notícias