Review | Coleção Graphic Novels DC #26 – Mulher-Maravilha – Paraíso Perdido

Li Coleção Graphic Novels DC #26 – Mulher-Maravilha – Paraíso Perdido, que reúne as edições #164-170 da revista Wonder Woman, escrito e desenhado por Phil Jimenez, lançado pela Editora Eaglemoss.

Deimos, Fobos e Eris, os filhos de Ares desejam trazer seu pai de volta à Terra para espalhar a violência, ódio e guerras devastadoras, e escolhem Gotham City como a cidade para criar seu próprio Areópago. Mas, a cidade tem seus protetores, os vigilantes de Gotham, porém, a fim de derrotar deuses, será necessário mais do que isso. Mulher Maravilha, Donna Troy, Moça-Maravilha e Ártemis juntam-se a Batman, Asa Noturna, Robin, Oráculo e Caçadora para um esforço em conjunto antes que a Terra se torne um campo de guerra. E, em Themiscyra, uma guerra civil pode destruir a Ilha Paraíso. Hipólita, Diana e Donna devem defender seu matriarcado e suas irmãs guerreiras, deixando de lado suas próprias diferenças.

A estreia de Phil Jimenez nos roteiros e nos desenhos foi muito feliz. Ele trouxe de volta os elementos essenciais da fase de George Pérez, inclusive seus desenhos são bem parecidos ao de Pérez, não somente nas fisionomias, mas nos enquadramentos também. Jimenez apresentou de forma eficaz toda a representatividade que a Mulher Maravilha tem no universo DC, tanto em seu lar natal, quanto no mundo do patriarcado. A última história que mostra Lois Lane acompanhando Diana ao redor do mundo foi particularmente reveladora, em ambos os lados. Para quem gosta da fase de George Pérez, é impossível não gostar ou não se identificar com esse volume. Leitura altamente recomendada.

Por Roger

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here