Li O Espetacular Homem-Aranha #2, formato americano, 76 páginas, lombada canoa, R$ 9,40, lançado em dezembro de 2016 pela Editora Panini.

Comentário:

The Amazing Spider-Man #2: O Espetacular Homem-Aranha e Hobie Brown, o Gatuno rastreiam a localização do Webware que Peter Parker entregou à Peixes, uma base subaquática. Após um confronto com Aquário e outros capangas, o Aranha e o Gatuno recuperam o dispositivo, mas só depois de saber que os dados criptografados do Webware foram enviados para todas as outras bases do Zodíaco espalhadas pelo planeta. Na Guatemala, Aleksei Sytsevich, o Rino, é recrutado por uma misteriosa futura ameaça. A invasão à base de Aquário com muita ação e uma boa dose de humor, no estilo Aranha, foi o tema básico desta história. Leitura satisfatória.

The Amazing Spider-Man #3: Peter anuncia a nova sede das Indústrias Parker de Nova York no Edifício Baxter, o que não deixa Johnny Storm nada contente. O Tocha Humana voa até a nova sede a fim de uma prestação de contas. Enquanto a SHIELD se prepara para uma ofensiva global contra o Zodíaco, seu Aeroporta Aviões é atacado por Escorpião, Áries, Touro e um exército armado com um objetivo bem específico. Um encontro no velho estilo Marvel entre o Espetacular Homem-Aranha e o Tocha Humana, com o tradicional confronto devido a um mal entendido e uma aliança para combater a ameaça principal. Além de uma bela homenagem ao Quarteto Fantástico mantendo a chama acesa. Leitura recomendada.

Spider-Man #2: O Espetacular Homem-Aranha aparece no meio da destruição na cidade causada pela batalha dos Novíssimos e Diferentes Vingadores contra o Coração Negro, mas cabe ao Homem-Aranha (Miles Morales) decidir a luta. Além da satisfação de derrotar um poderoso vilão, Miles ainda recebe um elogio e incentivo por parte do Aranha (Peter Parker). O confronto, é claro, foi filmado e se tornou um sucesso nas redes. Agora é oficial, Nova York tem mais um Escalador de Paredes para protegê-la. Cansada de ver o fraco desempenho de Miles na escola, sua mãe resolve pedir ajuda à avó dele. As histórias do Homem-Aranha Miles Morales tem grande potencial nesta nova Terra Primordial da Marvel, mas sua estreia contra o Coração Negro realmente deixou um pouco a desejar. Leitura razoável.

Por Roger

Colecionador de HQs Marvel desde 1981 quando comprei minha primeira HQ Heróis da TV Nº 21 pela Editora Abril e HQs DC desde 1984 quando a Abril lançou os três títulos: Super-Homem, Batman e Heróis em Ação. Durante a década de 90, por motivos pessoais, fiz uma pausa, mas retornei em 2000 lendo algumas histórias do universo Ultimate.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here