Morte em Família

Li Graphic Novels DC #11 – Batman – Morte em Família,  escrito por Jim Starlin e desenhos de Jim Aparo, lançado pela Editora Eaglemoss.

Trata-se na verdade de um arco em seis partes, pois as edições #426 e 427 possuem o dobro de páginas, o que na prática torna o arco em seis partes distribuídas em quatro revistas, lançadas em apenas dois meses. Um desfecho dramático e violento para a breve carreira de Jason Todd como Robin. Jim Starlin, em minha opinião, desenvolveu muito bem o aspecto humano, urbano e investigativo do Homem Morcego, e sua passagem já estava chegando ao fim.

A trama parece bom simples, mas é carregada de muita complexidade por conta das questões emocionais com que Jason tem de lidar, seja com a perda dos pais, a recém-descoberta verdade de que sua verdadeira mãe pode estar viva, os sentimentos de abandono que ele vinha trazendo desde que se tornou órfão e culminou com o fato de Bruce não querer que ele atue mais como seu parceiro de combate ao crime. Naturalmente a história tem algumas “saídas” fáceis demais ou até mesmo mal explicadas, típicas da época, mas a trama em si é muito boa. O desfecho sobre o destino de Jason foi decidido pelos próprios leitores. Vale a pena a leitura.

Por Roger

Colecionador de HQs Marvel desde 1981 quando comprei minha primeira HQ Heróis da TV Nº 21 pela Editora Abril e HQs DC desde 1984 quando a Abril lançou os três títulos: Super-Homem, Batman e Heróis em Ação. Durante a década de 90, por motivos pessoais, fiz uma pausa, mas retornei em 2000 lendo algumas histórias do universo Ultimate.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here