esquadrão 1-7

Li Esquadrão Suicida #1-7, do encadernado Suicide Squad: Kicked in the Teeth, com roteiro de Adam Glass e desenhos de Federico Dallocchio, Cliff Richards e Clayton Henry, e tecerei breves comentários sobre as edições.

Edição #1: Sete membros do Esquadrão Suicida foram apanhados, torturados e sua “lealdade” à Amanda Waller posta à prova. E em sua primeira missão, eles são enviados ao Mississipi eliminar um estádio de futebol lotado.

Edição #2: Ao aterrissar dentro do estádio, o Esquadrão percebe que todos foram infectados e se tornaram uma espécie de zumbis. Pistoleiro é o homem de confiança de Waller e quando consegue o que veio buscar, acabam sendo encurralados por agentes federais.

Edição #3: Em posse do bebê que é imune ao vírus zumbi, os membros do Esquadrão precisam se esconder até o momento certo para a extração. Pensando que as bombas instaladas em seus pescoços seriam extraídas após cumprirem a missão, eles devem estar prontos para a próxima, e desta vez, o Capitão Bumerangue se junta ao Esquadrão, e como líder.

Edição #4: Com a adição do Capitão Bumerangue e Ioiô, o Esquadrão – Pistoleiro, Arlequina, Tubarão-Rei e El Diablo – invadem uma base do Basilisco para sequestrar a cientista que desenvolveu o vírus zumbi. Faltando menos de 20 minutos para as bombas instaladas explodirem em seus pescoços, os membros do Esquadrão se vêem no meio de uma rebelião de super vilões em Belle Reve.

Edição #5: Conseguir conter uma revolta de prisioneiros, onde mais da metade são meta-humanos é um trabalho suicida, ou seja, o trabalho exato para o Esquadrão lidar. Sem a nanobomba em seu pescoço, Arlequina consegue escapar de Belle Reve.

Edição #6: Os primeiros contatos da Dra. Harleen Quinzel com o Coringa. Enquanto o Esquadrão vai atrás da Arlequina, ela tem outros planos, e com certeza, envolvem o Palhaço do Crime.

Edição #7: A origem da Arlequina é contada em forma de flashbacks, enquanto o Esquadrão Suicida a persegue dentro da Delegacia de Polícia de Gotham, onde o rosto do Coringa está guardado.

A versão Novos 52 do Esquadrão Suicida com bastante ação e reviravoltas, mas sem o humor e as variedades nas missões que a versão dos anos 80 possuía.

Por Roger

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here