Planeta Comenta DC no Multiverso: Convergência – Os Novos Titãs (Editora Panini)

Veja a análise do Planeta sobre Convergência – Os Novos Titãs, lançado pela Panini.

cv_novos_titas_capa-600x917

Sinopse:

A mais consagrada formação dos Novos Titãs bate de frente com a Patrulha do Destino do Universo Tangente! E na Gotham City pré-Ponto de Ignição, Estelar, Donna Troy e Arsenal precisam sobreviver ao ataque dos Extremistas.

(Convergence: The New Teen Titans 1-2; Convergence: The Titans 1-2)

Análise:

Novos Titãs por Marv Wolfman.

Após um ano, o domo cai e o Novos Titãs devem enfrentar a Patrulha do Destino do Universo Tangente. Basicamente, o plano dos integrantes da Patrulha é capturar o Cyborg e utilizar suas baterias para que possam voltar a seu mundo. E a história é só isso mesmo. Mas, o grande triunfo desse tie-in chama-se Marv Wolfman, simplesmente o criador dos Novos Titãs dos anos 80 ao lado do mestre George Pérez. Wolfman conhece com ninguém esses personagens clássicos – Asa Noturna, Estelar, Moça-Maravilha, Cyborg, Mutano, etc., suas personalidades e modo de pensar e agir, e usou desse vasto conhecimento nessa trama. Os desenhos é de Nicola Scott, que também desenhou durante um bom tempo uma fase um pouco mais recente dos Novos Titãs, mas seus traços não são os mesmos. Mesmo assim, principalmente para quem é fã da fase de ouro dos Novos Titãs de Wolfman/Pérez, é uma leitura obrigatória.

Titãs por Fabian Nicieza.

Antes do domo cair sobre Gotham, Arsenal tinha perdido seu braço e sua filha Lian. Durante um ano, Roy se preparou instalando câmeras de vigilância e armamentos por toda a cidade secretamente, ao mesmo tempo, tentando superar a morte da filha. Quando o domo cai, os Titãs – Arsenal, Donna Troy,. Estelar, Cyborg e Mutano – precisam enfrentar os Extremistas. Pesadelo, um dos Extremistas traz Lian de outra linha temporal viva e obriga Roy a trair seus companheiros, se quiser sua filha de volta. Roy se vê num dilema profundo, ao escolher entre a vida de seus amigos ou de sua filha, mesmo sendo de outra linha temporal. Fabian Nicieza trabalha o lado emocional do herói ao extremo. Infelizmente, a conclusão me decepcionou um pouco. Mesmo assim, uma boa leitura.

Por Roger

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

E3 2018: As novidades da Microsoft

A companhia de Redmond vem passando vários anos encadeando apresentações extremamente poderosas que, sim, giram em sua grande maioria em torno de anúncios de...

Review: O Dragão Negro de Chris Claremont

Quando os anos 1980 começavam, a Marvel começou a estender seu universo para outros rincões. O selo Epic, Illustrated foi uma destas iniciativas, um...

Crítica | Hereditário

Quando nascemos trazemos uma bagagem para o mundo, em uma mala muito pequena chamada célula, características hereditárias nos acompanham em cada traço de DNA,...

3 motivos para assistir The Marvelous Mrs. Maisel

O que você pode esperar de uma comédia ambientada nos anos 50 e sobre comédia? Dá pra desconfiar e muito de uma história assim....

Mais Notícias