Planeta Comenta DC no Multiverso: Convergência – Arqueiro Verde e Átomo (Editora Panini)

Veja a análise do Planeta sobre Convergência – Arqueiro Verde e Átomo, lançado pela Panini.

convergencia-arqueiro-verde-e-atomo-600x917

Sinopse:

Arqueiro Verde descobre que está preso dentro do domo com seu filho, o monge Connor Hawke, mas não há muito tempo para por o assunto em dia… não com a ameaça da Canário Negro do futuro. Enquanto isso, na outra aventura da edição, o Átomo Ray Palmer descobre a verdadeira natureza das vozes que o estão deixando maluco dentro da sua cabeça. Uma dica: ele não está louco como pensa!

(Convergence: Green Arrow 1-2; Convergence: The Atom 1-2)

Análise:

Arqueiro Verde por Christy Marx.

Um ano dentro do domo na Metrópolis onde Oliver Queen ficou preso teve um efeito diferente do que em outros lugares. Os cidadãos ficaram deprimidos e desesperançosos, e a intolerância racial predominam. Nesse cenário, Ollie conhece seu filho, Connor Hawke. Inseguro sobre seu recém-descoberto papel como pai, Oliver não tem muito tempo para pensar, pois o domo cai e o desafio é lançado por Telos – enfrentar uma versão diferente da Canário Negro e sua filha, Olivia, cujo pai é o Oliver Queen dessa outra realidade. Conseguirá Oliver e Connor, que até então nem se conheciam, venceram as duas oponentes acostumadas a atuarem juntas já por um bom tempo? Um dos melhores rie-ins de Convergência, sem dúvidas. A questão da paternidade e família foi abordada durante toda a trama, mesmo quando a batalha já havia se iniciado. O escritor conseguiu desenvolver em apenas duas edições os conflitos familiares de ambas as partes de modo bem profundo. Leitura altamente recomendada.

Átomo por Tom Peyer.

Não conseguindo lidar com a morte de Ray Choi, seu sucessor como o Átomo, Ray Palmer passa a agir de modo estranho perante o público, louco e ouvindo vozes em sua cabeça. Seu desejo de vingar a morte de Ryan faz com que motive o retorno de Slade Wilson, o Exterminador. Mas, quando o domo cai, Ray precisa enfrentar Barracuda, dos Extremistas. Uma boa história homenageando o Átomo e seu legado. O único ponto negativo é que achei a narrativa da segunda edição um pouco confusa e isso acabou atrapalhando uma história mais fluída. Uma leitura razoavelmente boa no geral, com a primeira edição muito bem desenvolvida, mas a segunda parte um pouco fraca.

Por Roger

ANÚNCIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

+ Lidas da Semana

Crítica | Castle Rock (1ª Temporada)

Sem muito alarde Castle Rock chega ao fim depois de uma temporada tecnicamente muito bem executada, e pode ser que passe despercebida já que...

SDCC 2018 | DC Comics anuncia quatro novas animações para 2019

A DC Comics, entre os diversos anúncios da San Diego Comic-Con, revela quatro novas animações para o ano que vem. Após anunciar os filmes...

Demolidor | Tudo o que já sabemos sobre a 3ª temporada

Cego desde pequeno, Matt Murdock luta contra a injustiça durante o dia nos tribunais como advogado e à noite nas ruas de Hell’s Kitchen...

11 séries de época para se apaixonar

Todo mundo tem uma preferência de narrativa quando procura uma série para ver. Existem séries para os amantes de ficção científica, séries de fantasia, policial,...

Relembrando Animes – US Manga

Hoje o Relembrando animes vai ser um pouquinho diferente... Ao invés de falar sobre animes os tokusatsus, vou falar sobre um programa de TV....

Mais Notícias

Você não está conectado à internet