Review | A Gigantesca barba do mal de Stephen Collins

”De baixo da pele de todas as coisas, há algo que ninguém pode saber. A função da pele é manter tudo lá dentro e não deixar nada aparecer.”

Na improvável estória A GIGANTESCA BARBA DO MAL, o autor Stephen Collins nos traz muito mais do que uma simples crítica social camuflada, mas uma das mais instigantes metáforas já apresentadas nos quadrinhos. Publicada no Brasil pela Editora Nemo, o quadrinho chegou às prateleiras em Outubro de 2016 e conseguiu seu lugar ao sol.

A edição nos apresenta a vida de Dave, um sujeito mais do que simples, que tem uma vida simples, mora em uma casa simples, onde tem uma função simples na empresa onde trabalha. O que Dave destaca bem como narrador principal da edição é que na ilha onde mora chamada de ”AQUI”, tudo é muito simétrico e perfeito, onde tudo parece errado de tão certo que é. Dave nos apresenta ser uma figura mais do que interessante, mesmo em um mundo onde pessoas andam apressadamente a todo momento, com seus celulares conectados, sem reparar na beleza que existe entorno, Dave se mostra um sentimentalista possível, onde o próprio consegue reconhecer a beleza da vida em pequenos detalhes.  
A GIGANTESCA BARBA DO MAL - MULTIVERSO NEWSPara construir um cenário de que a ilha de AQUI é quase perfeita, o autor apresenta o além da fronteira chamado de ”LÁ”, onde se ouve apenas histórias lendárias beirando o improvável. O plot principal em torno do título da edição é que Dave é uma pessoa totalmente desprovida de pelos e cabelos, tentando diariamente se adequar ao padrão de AQUI. Eis que um dia fatídico, surge em seu rosto uma barba repentina, e essa mudança drástica de aparência vai mexer com a cabeça de Dave, com seu trabalho e principalmente com sua cidade.


A GIGANTESCA BARBA DO MAL - MULTIVERSO NEWSEu havia assistido alguns Youtubers do qual acompanho, que recomendaram fortemente essa edição. Agora que o momento de crise está batendo forte, decidi parar de comprar quadrinhos e livros, mas, (isso não me impediria de ler novos materiais). Então me cadastrei no SOCIAL COMICS, foi uma das melhores coisas que já fiz. (Lí também por lá a divertida: A HISTÓRIA MAIS TRISTE DO MUNDO, mas esse review vai ficar pra outro dia)

Ao ler A GIGANTESCA BARBA DO MAL, não sabia o que esperar, quadrinhos alternativos tem essa mágica de não nos criar expectativas, nem boas, nem ruins, pois são histórias soltas, diferentes dos quadrinhos de Super-Heróis que variadas vezes se mostram previsíveis. Algumas paginas conseguiram me causar um certo terror, A GIGANTESCA BARBA DO MAL - MULTIVERSO NEWSum certo terror.

3 ou 4 páginas sem um único balão, a arte me causava um sentimento apreensivo, uma paleta de preto, branco e cinza, com um sombreamento realista fora do comum. Gostei bastante dessa edição, um dia pretendo te-la em mãos para ler muitas e muitas vezes e ostentar na prateleira futura. O desfecho final não necessariamente é uma grande surpresa mas sim uma grande mensagem, que as vezes tudo parece dar errado, mas não passa de uma transformação para algo muito melhor. Assim como sempre, recomendo muito que você fã de quadrinhos alternativos dê essa chance a esse material que além de muito bem escrito é muito bem editado e apresentado pela Editora Nemo.

Em devidas proporções comparo essa edição a tantas outras boas também como O ESCULTOR de Scott McCloud e PÍLULAS AZUIS de Frederik Peeters (O plot e a edição nada tem haver com ambas, mas pelo sentimento que me trouxe, mesmo que menos impactante, merece um lugar especial entre as melhores alternativas).

Você que é fã de quadrinhos alternativos, leia também algumas outras boas indicações que eu já havia recomendado aqui como O MUNDO DE AISHA, PERSÉPOLIS e CASTELO DE AREIADiga nos comentários, quais outros quadrinhos você recomendaria? Lembre-se que informação é tudo, indique, discuta e aprenda sempre um pouquinho mais, leia e não saia desse Multiverso!A GIGANTESCA BARBA DO MAL - MULTIVERSO NEWS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here