Review | Coleção Graphic Novels DC #24 – A Morte do Superman

Li Coleção Graphic Novels DC #24 – A Morte do Superman, lançado pela Editora Eaglemoss.

Seguindo a narrativa acelerada e em forma de contagem regressiva dessa trama, resolvi fazer o review da mesma forma, comentando cada edição até seu clímax.

Superman – O Homem de Aço #18

Lois Lane descobre os planos dos Subterrâneos de invadir a superfície e alerta o Superman. Enquanto isso, uma misteriosa e poderosa criatura surge de repente e ruma à cidade causando muita destruição.

Liga da Justiça #69

A Liga da Justiça é alertada sobre a devastação causada pelo misterioso monstro e vai a seu encalço, porém, seus esforços se mostram inúteis e o inteiro grupo é massacrado facilmente – e a criatura estava com um braço amarrado nas costas. Superman estava participando de um programa de entrevistas da Cat Grant quando fica sabendo do ocorrido e se dirige ao local. Lá ele salva o Gladiador Dourado que chama o monstro de Apocalipse.

Superman #74

Superman e a Liga juntos contra o Apocalipse! Mesmo com a combinação de seus poderes, os heróis não conseguem parar o monstro. Ao perseguir Apocalipse, Superman se vê num dilema entre salvar um jovem e sua família que foram pegos no fogo cruzado ou impedir que a criatura monstruosa chegue à próxima cidade.

As Aventuras do Superman #497

Superman salva a família que ficou presa nos escombros e retorna para combater Apocalipse, dessa vez auxiliado por Máxima. Os membros da Liga são levados ao hospital, com exceção de Bloodwynd. Em Nova York, Superman e Máxima são derrotados, e Apocalipse segue em direção à Metrópolis. Cada página da revista é desenhada em quatro quadros.

Action Comics #684

A batalha continua desenfreada entre Superman, já exausto e Apocalipse ainda em perfeitas condições físicas. A revista passa ser desenhada em apenas três quadros por página.

Superman – O Homem de Aço #19

Lois Lane continua a dar cobertura total sobre o catastrófico evento. Com apenas dois quadros desenhados por página, podemos ver a brutalidade da batalha e a devastação em Metrópolis. Nada parece deter o avanço do Apocalipse, nem mesmo com a intervenção da Supergirl.

Superman #75

A fatídica edição, desenhada em apenas um quadro por página, mostra os últimos momentos desse que pode ser considerado um dos embates mais violentos e destrutivos da história dos quadrinhos. O desfecho já é de conhecimento por todos os fãs do Homem de Aço, mas a dramática narrativa nas páginas finais arrepia até hoje.

Um marco na cronologia do Superman, uma trama simplória, até pouco explicada, mas com um nível de brutalidade e dramaticidade altíssima. Os quatro escritores responsáveis por essa história – Louise Simonson, Dan Jurgens, Jerry Ordway e Roger Stern conseguiram fazer um belo trabalho em conjunto mantendo uma boa fluência e coerência de uma história para a outra. E a contagem regressiva desenhada nas quatro últimas edições com enquadramentos em formato decrescente só aumenta ainda mais a tensão da leitura. Leitura altamente recomendada.

Por Roger

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here