Review | Um gosto de vida de Susan Mallery

Claire Keyes, aos 28 anos, vive longe das irmãs: a gêmea Nicole e a mais nova, Jesse. Aos 6 anos partiu de casa para se tornar uma concertista de sucesso pois já era um prodígio, então sobrou pouco espaço para a família, amigos e relacionamentos. Mais eu fico totalmente do lado da Claire, porque a coitada sofreu muito, e vocês vão ver isso também.

“A vida era uma confusão, mas a música era calma, segura e linda.”

A louca da sua irmã mais nova liga desesperadamente dizendo que Nicole precisa da sua ajuda pois está convalescendo. E a coitada da Claire sai toda desesperada pra prestar ajuda.
Agora imagine, uma garota que sempre viveu dependendo dos outros tomando as rédeas de uma casa e dos negócios da família? Isso não vai ser bom! E não é mesmo, mas rende ótimas risadas. E a Claire é uma super fofa. Gostei tanto dela, com seu jeitinho de menina e tão amorosa lidando com a parte horrorosa da personalidade da Nicole. Porque ô mulherzinha com a língua afiada hein! Mas é engraçado demais. São ótimas sacadas em forma de conversa.

“- Então um dia percebi que já passar dos 20 anos e que havia me tornado esquisita.
– Você não é esquisita – disse Nicole. – É … Você é… Sexualmente desafiadora.
– Oh, sim, isso soa melhor.”

Criar laços permanentes com as irmãs é o principal objetivo que levou Claire a voar quilômetros, e está decidida a tornar isso realidade. A garota é uma batalhadora e não desiste nunca. Conhecemos também Wyatt, um homem maravilhoso que me deixou babando, pai solteiro, responsável e melhor amigo de Nicole. Esse último fato cria algumas dificuldades pra Claire pois ele defende Nicole com unhas e dentes, deixando um clima ruim pra todos.

E a Amy gente, que linda! É a filha de Wyatt. Ela é surda. Amo os surdos, e sei um pouco de linguagem de sinais. E todos os sinais são mesmo os sinais em português. Então esse livro de muitas formas me cativou, e fiquei super feliz de tê-lo lido.

“- Você é madura. Tem sido preguiçosa até agora. Só isso. Decida fazer as coisas de um modo diferente.
– Você faz parecer tão fácil.
– E por que precisa ser difícil? Apenas decida e siga em frente. Ou volte a viver como antes.”

Um livro lindo que fala sobre o amor fraternal, criar vínculos eternos e um amor incondicional. Se a Susan Mallery é melhor ou chega ao nível da Nora Roberts, como indica a crítica do Booklist, isso eu não sei. Só sei que ela é única e escreve de uma forma maestral que fiquei surpreendida.

Recomendo e estou louca pra ler os próximos que fala logo da Nicole!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here