Review | Dr. Stone, de Riichiro Inagaki e Boichi

Partindo de uma premissa de ficção pura, logo nas primeiras páginas o próximo lançamento da Panini, Dr. Stone, nos entrega uma tragédia de proporções globais, quando uma misteriosa luz atravessa os céus  e transforma todos em pedra instantaneamente, humanos e animais,  porém, passados milhares anos (mais precisamente 3.669 anos, segundo o personagem Senku) Taiju, que finalmente havia tomado coragem para de declarar para seu amor Yuzuriha, desperta de seu “casulo” e após encontrar seu amigo gênio Senku, parte para descobrir o que os levou de volta a idade da pedra.

O interessante após o despertar de Taiju é a jornada, a redescoberta de coisas que para nós, no mundo atual, são comuns, fogo, energia elétrica,  pólvora é o básico necessário para evoluir, e a incomparável inteligência de Senku, guia a truculência de Taijun para essa evolução, a fórmula relativamente simples para quebrar a pedra, só poderia ser descoberta por ele. Outro ponto interessante foi, ao encontrarem a enorme estátua de Buda em bronze, e a explicação científica em apenas um balão mostra o motivo de terem um caminho até ali, e não um “poder divino” pra isso.

Graças à fórmula criada por Senku, eles conseguem reverter a petrificação de um importante e poderoso aliado, Tsukasa Shishiou, dito como o “primata colegial mais forte de todos” e realmente ele é extremamente forte e inicialmente os ajuda porém ele insiste na ideia de um  mundo purificado, apenas com crianças e adolescentes que não experimentaram a maldade dos adultos, temos a profunda questão da cobiça, se valeria a pena ressuscitar a todos e o julgamento de que o ser humano é altamente corruptível é citado aqui.

Tsukasa Shishiou em ação

As citações de elementos químicos e fórmulas estão espalhadas por todas as páginas e capítulos do mangá, mas nada de chatice daquela aula de química, tudo acontece de uma forma que passa rapidamente, devido a ágil narrativa de Riichiro Inagaki somada a arte de Boichi nos prende em cada quadro devido aos detalhes desse “novo mundo” selvagem e repleto de perigos.

Com um início promissor de sci-fi e uma boa dose de shonen Dr. Stone promete, e resta acompanharmos os próximos passos da evolução para atestar se os caminhos certos serão tomados, pois o início já foi muito bem contado. A Panini planeja lançar o mangá de forma bimestral, com 192 páginas em papel offwhite 66, mesmo dos recentes lançamentos, com valor de R$ 21,90. No Japão já foram lançados 7 volumes e ainda está em andamento.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet