Review | Children of the Sea, de Daisuke Igarashi

Um dos personagens principais deste novo lançamento da editora Panini não está apenas na capa, e sim em praticamente todas as páginas do quadrinho, o oceano em si é um dos protagonistas de Children of the Sea, instável e belo, ele faz parte do grande mistério que a personagem Ruka se envolve em suas férias de verão.

As belas paisagens que iniciam a história seguem por todo o mangá, os desenhos detalhados de Daisuke Igarashi (autor de Witches) mesmo em preto e branco nos dá uma sensação de imensidão, nos proporciona a tranquilidade de um mar calmo, a fauna marinha preenche cada quadro com o mistério das crianças criadas por dugongos (, cada cena submersa nos transmite que algo muito estranho está acontecendo.

Ruka conhece Umi e Sora, com uma origem envolta em um mistério submarino, temos depoimentos de três  pescadores diferentes com explicações que aumentam ainda mais o clima de dúvida se os jovens são seres do mar, e para aumentar ainda mais o suspense de algo errado, ainda temos o desaparecimento dos peixes e o aparecimento de seres marinhos abissais mortos nas praias da região.

Do mesmo modo que o oceano possui seus mistérios o traço de Igarashi nos deixa procurando algo escondido também, seja no olhar de cada personagem ou no ambiente, no não dito, na sombra de cada quadro, Children of the Sea é um mangá para se contemplar do mesmo modo que olhamos o mar noturno, procurando pistas.
A obra já foi concluída no Japão em 5 volumes, a Panini irá lançar por aqui em periodicidade bimestral e com 320 páginas cada volume, em papel offset 90 e com um belo acabamento com verniz aplicado em alguns locais da capa, porém, mesmo com esses “mimos” que embelezam o mangá, o valor de R$ 32,90 pode afastar alguns leitores, mas fica a dica de uma envolvente aventura, relativamente curta e que será concluída em cinco volumes.

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet