Review | Black Hole, de Charles Burns

A despretensão tem um preço que nem todos podem pagar!

Por N motivos Black Hole se tornou um grande clássico que merece ser lido pelos amantes da 9ª Arte. Escrito por Charles Burns em meados de 1995, Black Hole representou magistralmente uma quase Era de Aquário, porém mal sucedida. Regado a muito sexo e drogas acompanhamos a vida de vários adolescentes que foram assolados por um novo tipo de praga, que causa deformações no corpo. Esgotada há um bom tempo nas terras BR, a querida Editora Darkside trouxe novamente essa grande edição de terror e ninguém melhor que eles pra ter investido em tal estória.

A premissa por si só já é bastante interessante. Na viva e liberal década de 70 os adolescentes vivem a mercê de seus prazeres e vontades. Ambientada em Seatle-EUA acompanhamos suas escolhas, relacionamentos e impulsos sentimentais. Por mais liberal que seja a época, existe um novo vírus que está se espalhando cada vez mais entre as pessoas (principalmente nos adolescentes) que é transmitido através do ato sexual. A praga como é chamada, não mata, nem debilita a saúde de seus hospedeiros, mas causa-lhe mutações irreversíveis e cada uma delas de uma forma diferente, manifestando características dantescas na maioria de suas vitimas.

Agora infectados, as vitimas da praga não conseguem se relacionar em uma sociedade preconceituosa e impaciente com quem tem características bestiais.  Além de ter que conviver com isso, eles terão que tomar decisões que mudará para sempre o rumo de suas vidas. Convivendo com o preconceito eles aprendem da pior maneira possível o valor e o peso de suas escolhas, tudo tem certa influencia, tudo acontece de repente, é adolescência sendo representada como realmente é!


BLACK HOLE - MUNDO HYPE

Os quadrinhos underground’s tem ganhado cada vez mais notoriedade no mercado atual. Com esse novo levante de novos fãs, o gosto se aprimora, a exigências por boas histórias passa a ser a prioridade entre os leitores. Tudo muda, tudo satura, mas boas histórias perpetuam nas fileiras das obras imutáveis. Rasgar elogios para uma obra como Black Hole é muito fácil, é basicamente unânime a percepção positiva entre os leitores que já tiveram o prazer de acompanhar tal obra. Mas o que merece mais destaque além de seus pontos explícitos, são as mensagens por trás de toda história.

Charles Burns levou muito tempo para concluir a obra, pensando talvez em lança-la em um melhor momento, ou ter uma inspiração a mais. Da mesma escola de bons autores como Art Spiegelman e Richard McGuire, Burns conseguiu elucidar muito bem o que é a adolescência em si. Claramente por se tratar da década de 70 e esse vírus metafórico tratado como mutação, retrata bem como foi a AIDS nessa época.

Basicamente temos 4 principais personagens: Keith, Chris, Rob e Eliza. O autor apresenta separadamente cada história, porém todos convivem no mesmo cenário e vão se relacionando conforme a narrativa avança. Os adolescentes vivem essa característica Hippie sem pensar no futuro, querem apenas, beber, usar drogas e fazer sexo (Como a maioria dos adolescentes até hoje).

A praga existe entre eles é algo recorrente e preocupante e mesmo assim parecem não temer, acreditam que a vida pode ser levada de qualquer forma, com tanto que consigam aquilo que querem. A regra geral é ficar louco e curtir geral. Mas nem tudo são flores, após descobrirem que estão “doentes” cada qual de momento reagem de forma diferente. Nem todos estão preparados para o risco, um deslize, uma falha de atenção e pronto, estão com a praga. O que mais admira na escrita de Charles Burns é como ele consegue emular tão bem os sentimentos adolescentes.

BLACK HOLE - MUNDO HYPE

Como  tudo tem um tom dramático, como parece que a vida não é justa e perante alguns problemas irreversíveis parece que não vale a pena viver. Como os amores são os mais fortes, como o afeto é importante. O amor platônico permeia a história toda e o lance de admiração adolescente é abordado a todo momento. O garoto popular da escola, a garota que todos querem ter como namorada, os nerds fracassados, os indiferentes. Tudo isso para um leitor que já passou dessa fase soa quase como uma grande nostalgia. E não só os adolescentes, mas os próprios pais que são enganados e vitimas das mentiras de seus filhos. Tudo por causa da prepotência juvenil que é característica quase entre todos.

Como a história é bem fechada, não irei falar muito sobre, pra não estragar sua experiência ao ler.

Por fim é uma obra profunda, que exige uma atenção especial a suas principais características técnicas. A narrativa gráfica é diferenciada, trazendo momentos passados se misturando o presente, tudo talvez como uma grande referencia de como as drogas agem na cabeça de cada um.

BLACK HOLE - MUNDO HYPE

O tom escuro das páginas causa uma inquietação ao ler, queremos imediatamente ir para um cenário menos bizarro e mais convidativo. Tudo está intrinsecamente ligado, pequenos objetos são usados como ganchos para outros momentos. Tudo remete a um Black Hole ou em conotações sexuais que é o que permeia a edição.

 

O desfecho da história é muito bom, algo dramático e coerente onde assim como a vida, não há inicio ou fim, apenas o meio. A edição da Darkside está primorosa, com capa dura esse calhamaço conta com mais de 368 páginas com uma ótima diagramação e merece sua atenção. Ela embeleza e traz um valor sem igual a qualquer coleção de quadrinhos. Recomendo fortemente que leia e acompanhe uma das melhores obras de nosso tempo.

E você caro leitor, é fã de obras underground, já leu Black Hole?

Curta, comente e compartilhe nas redes sociais e leve mais essa indicação a seus amigos.

Acompanhe outros reviews aqui como: Paciência, Erzsébet e Aqui

Boas histórias merecem ser lidas, leia Black Hole!

REVER GERAL
Nota
9
Leitor compulsivo, bebedor de café e entusiasta quando se trata de leitura. Tecnólogo em Marketing por formação e Locutor por paixão. A minha missão declarada é tornar você, um leitor tão apaixonado quanto eu. A leitura é fonte inesgotável de conhecimento. Conheça-te a ti mesmo!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here