Review | Hellblazer – “Na Cadeia”

Bom dia aos amigos do Mundo Hype!!! Hoje vamos falar do arco “Na Cadeia” de Brian Azzarello (roteiro) e Richard Corben (arte), estrelando o bruxo da DC Comics, John Constantine. Este arco foi publicado em 5 partes na extinta  e saudosa revista “Pixel Magazine” entre os números 7 (início) e 11 (fim) – outubro de 2007 a Fevereiro de 2008 (e pertence a linha Hellblazer).

Confesso que não sou um grande fã do personagem sempre retratado com a semelhança ao cantor inglês Sting, da banda de rock “The Police”, e que esporadicamente (principalmente nas grandes sagas da DC Comics) associa-se aos grandes ícones da editora.

Azzarello estreou no número 146 e ficou até o número 174 na linha Hellblazer, que tem uma temática mais adulta e voltada ao terror.

O arco acontece no interior de um presídio, onde o cenário é ultra violento e denso…os diálogos são de linguagem chula e carregadas de palavrões, e os prisioneiros são a escória da humanidade.

Em uma mistura de raças, credos e etnias, vemos a chegada de um novo prisioneiro, que não é nada mais ou nada menos, que o próprio Constantine.

A natureza sarcástica, esnobe e prepotente de Constantine divide o presídio, mas a grande maioria quer matá-lo (mas antes disso estupra-lo, diga-se de passagem).

Mas após algum tempo e de situações assustadoras acontecerem, os detentos começam a ser tomados pelo pavor e a certeza de que estão realmente no inferno….só que agora, o próprio Diabo está encarcerado com eles !!

Mas por que Constantine está em um presídio de segurança máxima e a mercê de assassinos e estupradores por sua livre e espontânea vontade?

Somos lançados em um redemoinho de violência, horror, loucura e morte, em uma narrativa sem limites e acompanhada pela arte forte e agressiva de Corben (que chega a lembrança da arte de Robert Crumb), nos dando a noção exata do cenário violento e infernal que predomina neste arco.

Um marco dos quadrinhos, pois trata-se de como já dissemos acima, da estreia de Azzarello em Hellblazer. Fica aqui também registrada, a qualidade das capas a cargo de Tim Bradstreet, que dão o tom sombrio e aterrorizante das edições.

Bem vindo ao horror…..bem vindo ao universo de John Constantine…bem vindo a Hellblazer!!!

Espero que gostem da postagem e peço que deixem seus comentários/críticas, para que eu possa avaliar a qualidade do produto final.

Eu sou o Paulo Cruz (vulgo Cesinha) e te convido à estar comigo em meu próximo review…..continuem me dando o prazer de sua companhia…até a próxima!!!

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você não está conectado à internet