A Criança do Fogo, de S.K.Tremayne

Para ler com casacos, uma bebida quente e luzes acesas.

A Criança do Fogo da editora Bertrand Brasil é o segundo livro do autor S.K.Tremayne lançado no Brasil.

Rachel tinha uma vida simples em Londres até conhecer David, um rico advogado viúvo e 10 anos mais velho. Rapidamente apaixonaram-se, casaram e foram morar em uma enorme mansão vitoriana na gélida região da Cornualha.

A região possui grandes penhascos a beira mar, onde no passado existiram diversas minas, algumas inclusive eram tão fundas que ficavam abaixo do nível do mar, tornando o trabalho dos mineiros extremamente insalubre e perigoso.

A Criança do Fogo - Mina Botallack na Cornualha
A Criança do Fogo – Mina Botallack na Cornualha

A família de David sempre viveu na região, tendo enriquecido a partir da extração de minérios, que até o século XIX era a grande economia do lugar.

David deseja manter a mansão junto à família e possui um filho de 8 anos de seu casamento anterior que com certeza herdará a propriedade do pai. Rachel se apaixona pelo garoto também desde a primeira vez que o encontra e parece que todos terão uma vida idílica nas belas paisagens inglesas.

Porem David trabalha em Londres e só volta para casa aos finais de semana, portanto Rachel passa a semana inteira na casa enorme, somente com uma cozinheira, a sogra que já apresenta sinais de Alzheimer e o garoto James.

De repente, sem a presença do pai por ali, o simpático James passa a apresentar características estranhas, fazendo previsões sobre mortes e dizendo que anda vendo sua mãe morta pela casa.

No começo Rachel acredita que ele esteja triste pela perda da mãe, mas depois que uma das previsões do garoto se realiza, ela passa a vê-lo com outros olhos. Aparentemente David não contou a Rachel todas as informações sobre a morte de sua ex-esposa.

Aos poucos a convivência vai se tornando mais difícil, até que James conta a Rachel sua ultima visão:

– Você estará  morta até o Natal.

Qual o motivo para James aterrorizar Rachel?

Quais os segredos escondidos naquela casa e naquela família ?

E quais os segredos que Rachel esconde em seu passado?

Será que James está dizendo aquelas coisas mesmo ou é Rachel que está inventando tudo?

E porque David não quer que James volte ao psicólogo?

E porque David não contou a Rachel todos os fatos sobre a morte de sua ex-mulher?

O que aconteceu naquela noite?  Terá sido realmente um acidente?

E a coincidência maior: Nina, a ex-mulher de David,  morreu numa noite de Natal.

O autor consegue criar um crescente clima de terror nesta história, onde o leitor passa a desconfiar da sanidade da personagem principal ao mesmo tempo que vai se aterrorizando cada vez mais com aquela casa e com as gélidas paisagens da Cornualha, com suas antigas minas e precipícios. Fantasmas ou imaginação?

A gente sabe que algo vai dar errado, e o clima do livro é esse.

Em A Criança do Fogo, tanto a casa quanto a região da Cornualha com sua antigas minas são personagens no livro, e me envolveram bastante na historia, tornando a leitura muito rápida.

Com certeza eu nunca moraria na mansão descrita no livro, mas confesso que fiquei com vontade de conhecer a região onde o livro se passa, mesmo sentindo todo o frio daqueles penhascos enquanto fazia a leitura.

Mas A Criança do Fogo também apresenta alguns problemas de enredo e no desenvolvimento dos personagens. Principalmente na relação de David e Rachel que não colam como um casal.

Além disso, mais ao final, para mim ficou difícil ficar do lado de Rachel e de entender a submissão de David. As atitudes não combinavam com os personagens descritos até ali.

A revelação final foi bem diferente do que eu imaginava. Bem inesperada, mas um pouco mexicana.

Mas entre prós e contras, eu recomendo a leitura de A Criança do Fogo, principalmente pelo clima sufocante que o autor consegue imprimir ao texto.

Para ler com casacos, uma bebida quente e luzes acesas.

E você, curte historias de suspense com um pé no sobrenatural? Acredita em fantasmas ou acha que os vivos são mais perigosos que os mortos?

Vamos conversar nos comentários.

E Não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E Curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui.

 

 

 

 

 

 

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here