Review | Um estranho nos meus braços, de Lisa Kleypas

Antes de falar sobre o livro em si, quero contar um pouco da saga que vivi para conseguir ter esse livro em mãos. Em 2017, estava plenamente navegando pelo Facebook e vi uma postagem falando sobre um livro da Lisa Kleypas, Um estranho nos meus braços, um livro de romance de época que não tinha ouvido falar anteriormente. Entrei na postagem para saber um pouco mais e descobri que esse livro sequer foi publicado no Brasil (Editora Arqueiro é a sua chance de fazer os fãs dessa autora muito mais felizes), apenas em Portugal. Como estava em Lisboa na época, decidi me aventurar a achar esse livro, até porque fizeram uma bela propaganda do mesmo.

Depois de visitar várias livrarias da cidade (o pessoal da Bertrand, livraria mais antiga do mundo, já não devia estar suportando mais me ver), as feirinhas de ruas que vendiam livros e incontáveis sebos (tirei uma tarde visitando vários sebos pela cidade), não consegui achar esse livro. Pouca gente tinha ouvido falar e quem conhecia nunca tivera um exemplar.

Desisti da procura para a compra e acabei achando uma biblioteca –não tão- perto de casa. Já no meu último suspiro, perguntei a mega educada bibliotecária se tinha e, para a minha surpresa e alegria, tinha! Mas estava em outra unidade. Fiz o cartão da biblioteca (tenho até hoje) e aguardei uma semana para tê-lo em mãos. E digo que toda essa procura valeu muito a pena.

Um estranho nos meus braços foi lançado pela Editora O Arco da Diana em 2008 em Portugal, e conta a história de Lara, que vivia um casamento infeliz e acaba com seu marido desaparecido em um acidente de barco.

‘Lady Hawksworth, o seu marido não está morto…’ Lara não podia acreditar no que estava a ouvir. O seu marido, desaparecido há um ano num naufrágio, com quem tinha vivido um casamento infeliz e desprovido de amor estava vivo e iria voltar para casa. Como era possível? Lara não conseguiu controlar a emoção quando reencontrou Hunter. O homem frio e cruel que lhe atormentou a vida e só lhe deu dor, vergonha e humilhação no leito matrimonial. Agora estava ali. Mais magro, com a pele mais escura, mais velho… mas sem dúvida que era Hunter. Aquele homem conhecia segredos que só o marido podia saber, tinha a sua fotografia guardada numa peque na caixa, a mesma que ela lhe dera há três anos quando Hunter partira para a Índia . Mas, a o mesmo tempo, era um homem assustadoramente diferente. Mais meigo, atencioso aos seus caprichos, decidido a reconquistar o seu amor, a fazê-la sentir-se uma mulher desejada e a esquecer as memórias tristes do passado. M as será aquele homem realmente o seu marido ou um impostor em cujos braços Lara se entrega em busca da felicidade?

Quando estive em Portugal, já conhecia Lisa Kleypas e já havia me apaixonada perdidamente por Sebastian de Pecados no Inverno. Comecei Um estranho nos meus braços esperando uma história tão boa quanto. Como de praxe, a escrita da autora é fluída, leve e envolvente. Além do romance de base do livro, lidamos também com um mistério: o homem que retornou é realmente o marido de Lara?

Lara é uma mocinha forte, que acaba tendo que viver uma vida simples, mesmo seu marido desaparecido tendo deixado bastante dinheiro, mas ela acaba vivendo essa vida por causa dos parentes que seu marido que passam a tomar conta das terras onde ela morava. Já habituada a sua nova vida longe de um marido frio, ela tem seu mundo revirado com a volta do mesmo, pelo menos, a volta de um homem igual ao seu marido, que dizia sê-lo. Agora resta a ela descobrir se aquele realmente é seu marido e se está disposta a se apaixonar por ele.

Eu não posso falar muito sobre Hunter pois poderia entregar ou confundir mais a cabeça de vocês sobre a história. Mas ele é um personagem misterioso, que a gente acaba tendo dúvida assim como Lara ao longo do livro.

Eu admito que fui surpreendida com o final, talvez pela falta de costume de ler tantos livros de romance na época que li esse livro e que a Lisa sabe como me fazer fechar um livro sorrindo e querendo esquecer a história para poder ler mais uma vez.

Porém a reviravolta que acontece no final do livro, por mais que tenha me pegado de surpresa, talvez não seja tão surpreendente para a maioria dos leitores. É uma história bem simples, com um plot twist bem lugar comum. Dos livros da Lisa, esse não é um dos meus preferidos, mas poderia ficar no Top 10 livros fofos que já li da Lisa Kleypas. A minha impressão pode ter sido influenciada pela trajetória que passei para conseguir ter esse livro em mãos (talvez a busca tenha sido mais emocionante do que o livro, ou fez com que minha expectativa ficasse muito mais alta do que de costume), mas acho que outros leitores podem gostar muito da leitura.

Um estranho nos meus braços é um romance tocante, que vai agradar aos fiéis leitores e aos novos também.

Editora Arqueiro poderia trazer essa história para nós. O que acham?

Dependemos do apoio de leitores como você para ajudar a manter nossa redação sem fins lucrativos forte e independente.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here