Review | Verdadeiras Histórias de Sangue, de César Bravo

Review | Verdadeiras Histórias de Sangue, de César Bravo

VHS: Verdadeiras Histórias Sangue do autor César Bravo é uma história que vai muito além das palavras. Una-se a esse livro uma edição super caprichada da editora Darkside Books e a capacidade incrível que César Bravo tem de nos transportar para a sua história, e você terá uma experiencia muito diferente de leitura.

O livro VHS é composto por diversos contos, que são todos ligados por uma lugar: a cidade de Três Rios. Os contos, que a princípio parecem desconexos, vão se ligando por uma linha fina e sútil, onde horas lidamos com o sobrenatural, e depois com o horror mais natural que vemos dentro das pessoas.

Queria falar de como cada conto me marcou durante a leitura, mas poderia me estender demais e tornar a resenha um tanto quanto cansativa. Por isso, preferi apenas comentar sobre os contos que mais me marcaram e que mais gostei.

O primeiro conto é o Firestar videolocadora. Que conto! Ele já ambienta a história para nós e da uma palhinha do que vem a seguir. Vemos garotos que trabalham em uma locadora descobrindo vídeos caseiros e, além disso, coisas bem macabras que esses vídeos escondem. Ficamos como o Renan: assustados com o que vimos, mas bem curiosos com o que vem a seguir.

Branco como algodão é um conto forte. A história mostra uma versão diferente, mais localizada, na loira do banheiro. Essa versão, sinceramente, é muito mais triste e sinistra do que estamos acostumados a ver por aí.Amei o conto, e esperava maior justiça.

Os três que capturaram o diabo, para mim, foi um conto mais intimista. Esse conto, por mais que deveria ser aterrorizante, teve um ar de nostalgia, de ouvir histórias doa antigos, aquelas lendas de cidade que toda criança gosta de ouvir e recordar.

O peso do Enforcado, ainda que não apresente tanto o sobrenatural como outros contos de VHS, é um dos meus favoritos. Você consegue se conectar fácil aos personagens da história e passa a se preocupar e sofrer com eles.

Alguns homens afirmavam que a morte os chegava como um alívio, mas para um homem de trinta e três anos? Não, no caso de Emílio Brás, a morte ainda era velha e feia, tinha dentes pontudos e a dor destilada do mundo.

Whey Protein, ainda que não tenha uma gota de sobrenatural, foi o conto que mais me marcou. É incrível perceber como uma pessoa pode ser baixa e fria, e quanto outros podem estar dispostos a se sacrificar para outrem. Parece uma história fora da realidade, mas ela acontece em vários cantos mundos, sejam com gêneros trocados ou não.

Zona de abate – Matadouro 7 foi o melhor conto do livro. Ele consegue fazer referência a outro livro do autor e aos contos do livro interligando tudo. HSBF6-X fechou com chave de ouro. Ainda preciso digerir o final desse livro.

Esse é o meu primeiro contato com a escrita do César Bravo. O livro é muito bem escrito e gostoso de ler. Como estou no período de adaptação, estou avançando de forma mais lenta. De forme alguma isso significa que a leitura seja ruim, pelo contrário, fico atenta a cada detalhe que é passado. A edição da Darkside é sensacional e nos ambienta muito bem na cidade e na época que se passa o livro.

Recomendo a obra para os fãs de terror e para aqueles que querem conhecer mais sobre autores brasileiros que merecem muito destaque dentro do cenário literário, ao construir uma narrativa fluída, bem costurada e que sabe assustar com as coisas mais simples.

Adquira seu exemplar no Submarino

Sobre o autor

Leia mais Reviews

Review | O dia em que te toquei, de Paula Toyneti Benalia

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês a resenha de uma série de época de uma autora brasileira que tem me encantado...

Review | “VINGADORES PRIMORDIAIS”

Boa noite amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Review | A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector

Ainda que a canção não tenha sido escrita para a escritora, toda vez que escuto a canção de Caetano Veloso e José Carlos Capinam...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O dia em que te toquei, de Paula Toyneti Benalia

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês a resenha de uma série de época de uma autora brasileira que tem me encantado...

Review | “VINGADORES PRIMORDIAIS”

Boa noite amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Review | A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector

Ainda que a canção não tenha sido escrita para a escritora, toda vez que escuto a canção de Caetano Veloso e José Carlos Capinam...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...