Review | Suzane, Assassina e Manipuladora de Ulisses Campbell

Suzane , Assassina e Manipuladora - Capa
Suzane , Assassina e Manipuladora – Capa

Suzane, Assassina e Manipuladora escrito pelo jornalista Ulisses Campbell e lançado pela editora Matrix traz a historia de uma das mais famosas assassinas brasileira, Suzane Von Richtofen que convenceu o namorado e o cunhado a matarem seus pais em 2002.

SINOPSE: Suzane Louise von Richthofen é uma lenda do mundo do crime. Em 30 de outubro de 2002, ela abriu a porta de casa para guiar os matadores dos seus pais. Enquanto dormiam, Manfred e Marísia morreram com dezenas de pauladas, desferidas pelo namorado de Suzane e pelo irmão dele, Daniel e Cristian Cravinhos. O crime abalou o país. Pela monstruosidade, a assassina recebeu dois vereditos: o primeiro saiu do Tribunal do Júri em 2006, quando foi condenada a 39 anos de cadeia. A segunda sentença foi proferida pelo Tribunal do Crime, existente dentro das penitenciárias. A comunidade prisional não perdoa pedófilos, estupradores, nem filhos que matam os pais. A menina rica, branca e de cabelos loiros foi condenada. As mulheres sanguinárias do PCC receberam a missão de matá-la dentro da Penitenciária Feminina da Capital, ainda nos anos 2000. Esperta, extremamente manipuladora, Suzane sobreviveu. Este livro esquadrinha o caminho que a criminosa trilhou desde que foi presa pela primeira vez até o momento em que começou a sair da prisão. Para detalhar a vida da assassina, o repórter Ullisses Campbell realizou dezenas de entrevistas e mergulhou nos emaranhados universos do Direito Penal e da Psicologia Forense. A obra mostra uma Suzane que deseja se casar no religioso, virar pastora evangélica e que nutre um sonho agora revelado.

Suzane Von Richtofen em 2002, época do crime
Suzane Von Richtofen em 2002, época do crime

Eu sempre gostei de ler sobre jornalismo investigativo e acho que o trabalho de jornalistas na maioria das vezes é bastante apurado e imparcial, o que nos dá vislumbres interessantes do que está sendo transmitido, então quando fiquei sabendo sobre o livro sobre Suzane, logo me interessei em lê-lo, assim como já li outros livros sobre casos famosos que moveram a imprensa, inclusive já havia lido um sobre Suzane no passado, mas muito menos apurado.

Essa leitura foi incômoda, perturbadora, tenebrosa, e é o tipo de história que jamais gostaríamos de ler, especialmente porque sabemos que tudo o que está sendo falado aqui é real.

Porém, ao mesmo tempo ela se torna algo interessante de se ler pois embora não devesse ter acontecido um caso como esse no mundo, ele aconteceu, e através desse livro conseguimos ter informações concretas e realistas que fogem um pouco do sensacionalismo ou da brevidade que matérias de jornais abordadas em um ou dois minutos nos apresentam, além de aqui as informações estarem todas reunidas, ao contrário da cobertura da imprensa falada onde uma matéria foi exibida por um canal, outra por outro e assim segue.

Suzane Von Richtofen hoje em uma de suas saídas do presidio
Suzane Von Richtofen hoje em uma de suas saídas do presidio

Na minha opinião, o subtítulo desse livro deveria ser assassina, manipuladora e desumana, uma vez que durante toda a escrita do livro encontramos uma criminosa com uma infinita dose de desumanidade, alguém que não demonstra sentir nada e que demonstra um forte poder de manipulação.

Esse livro me suscitou uma diversidade de reflexões que me deixaram acordada horas a fio, como por exemplo como alguém pode ter coragem de matar, especialmente os próprios pais, como alguém pode não ter sentimentos perante uma tragédia tão imensa, e como em todos os cantos existe a corrupção, a manipulação e aqueles que conseguem privilégios somente por seus nomes ou seus status.

Em Suzane, Assassina e Manipuladora, além de sabermos detalhadamente sobre cada parte do planejamento do assassinato, detalhes até demais que nos embrulham o estômago, também vemos um pouco a respeito do andamento da justiça brasileira e do sistema carcerário.

Ulisses Campbell, Repórter e Autor de Suzane, Assassina e Manipuladora
Ulisses Campbell, Repórter e Autor de Suzane, Assassina e Manipuladora

É difícil recomendar um livro sobre um tema tão contraditório e terrível como esse, porém digo que aqueles que costumam ler reportagens investigativas e livros bem escritos do gênero talvez desejem conhecer essa história que infelizmente por ações de jovens inconsequentes começou a ser escrita há dezoito anos atrás.

E você, curte livros investigativos sobre crimes reais?

Tem algum titulo favorito para nos indicar?

Confiram o livro no site da Amazon – Suzane, Assassina e Manipuladora

Vamos conversar nos comentários.

E não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui.

#pracegover A capa do livro possui uma foto de Suzane Von Richtofen

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here