Review | Segredos Mortais de Robert Bryndza

Review | Segredos Mortais de Robert Bryndza

Segredos Mortais de Robert Bryndza acaba de ser lançado pela Editora Gutemberg aqui no Brasil.

E não é que desta vez o Senhor Bryndza realmente me surpreendeu?

Precisei chegar no sexto livro, com nossa Erika Foster entrando na menopausa, para ele conseguir criar uma história cheia de reviravoltas, e por mais que ele tire alguns coringas do bolso, para mim a conclusão da historia foi plausível e realmente surpreendente.

E gostei !

Segredos Mortais é o sexto e até agora último livro com a Detetive Erika Foster.

Robert Bryndza, autor de Segredos Mortais
Robert Bryndza, autor de Segredos Mortais

Os livros desta série são livros policiais. No começo Robert Bryndza tinha uma fórmula que quase me afastou de seus livros, mas o terceiro livro conseguiu me surpreender com uma solução bem diferente.

Porém nos livros 2, 4 e 5 da série, a gente logo conhece o assassino e a intenção do livro era sempre saber como Erika Foster chegaria até estes.

Acostumado com isso, segui lendo Segredos Mortais crente que mais uma vez Bryndza já tinha me contado quem era o assassino e esperando Erika chegar a mesma conclusão.

Porém…

Em Segredos Mortais, logo no primeiro capítulo assistimos ao brutal assassinato de Marissa Lewis por um homem com uma máscara de gás.

Ela é assassinada no próprio jardim de casa na véspera do Natal.

Capa americana de Segredos Mortais é igual a brasileira
Capa americana de Segredos Mortais é igual a brasileira

Erika, que esteve até pouco tempo envolvida no caso do livro anterior, não sabe, mas tem havido diversas queixas de pessoas que vem sendo atacadas por um homem com um sobretudo preto e uma máscara de gás. Este homem sufoca suas vítimas até quase morte enquanto se masturba e em alguns casos as ataca sexualmente, e sem nenhum grande padrão, já que ataca pessoas de ambos os sexos e de diversas idades.

Já Marissa era uma bela garota que usava seu corpo para conseguir diversos “favores”. A noite ela era bailarina em espetáculos burlescos, algo que acho que não temos por aqui, mas durante o dia ela trabalhava fazendo faxinas em algumas casas vizinhas, onde acabou se envolvendo com os maridos das patroas e também como cuidadora de uma rica idosa. Sendo assim, ao começar a investigação nossa  veterana detetive percebe que ela tinha diversos inimigos e seguindo por esta linha de investigação, ela demora a unir ambos os casos.

Mas quem é o homem da máscara de gás? E por que ele faz isso com as pessoas? E porque nem todas suas vítimas são assassinadas.

Desta vez Bryndiza criou uma estória muito bem amarrada e intrincada e conseguiu levar o leitor para diversas conclusões aleatórias.

O mais legal é que ele usou o seu histórico padrão de narrativa para nos enganar. Ele deve ter lido resenhas de seus livros onde as pessoas citavam seus cacoetes e decidiu: Já que vocês esperam por A, eu vou guia-los até lá como sempre fiz, mas no final eu vou mostrar que a solução está em B.

Os outros livros da Detetive Erika Foster já lançados no Brasil
Os outros livros da Detetive Erika Foster já lançados no Brasil

E tenho que dizer que ele fez isso com maestria. É difícil de explicar como fui enganado, mas tenho que dizer que adorei.

Ao terminar a leitura, eu pensei que ele tinha sacaneado o leitor, pois tinha tirado algumas soluções do bolso na última hora, mas repensando o que li, vi que não foi tudo assim não.

Ele tinha sim plantado muitas pistas verdadeiras durante a estória e desta vez tenho que bater palmas para ele.

Erika Foster continua bronca como uma mulher das cavernas, mas neste livro ele fez algo que também nunca esperamos da personagem:  deu um protagonismo maior para Moss, que também trouxe ótimos momentos para o livro, pois Moss já é nossa amiga.

Se você é fã de Erika Foster e já está acostumado com suas atitudes, tem tudo para gostar deste livro.

Se você nunca leu nenhum livro da série, este aqui traz alguns spoilers de livros anteriores, mas pode ser lido sem ter lido os anteriores, pois é um caso com início, meio e um super fim.

Parabéns Robert Bryndza!

Você escolheu uma boa maneira de nossa detetive entrar na menopausa, mas se por um acaso ela realmente decidir se aposentar, vai fazer isso com orgulho, pois desta vez ela pegou um peixão!

E você, já leu este livro?  Qual a sua opinião?

É fã de Erika Foster? Qual seu livro preferido da série?

Converse com a gente nos comentários.

Se você ainda não leu, e ficou interessado, segue aqui um link para compra do livro:

No Submarino: Segredos Mortais.

Na Amazon. Segredos Mortais.

Lembrando que ao comprar com estes links, você ajuda na manutenção do nosso site.

E se você curtiu esta resenha, temos muitas outras clicando aqui.

 

 

 

Sobre o autor

Leia mais Reviews

Review | O dia em que te toquei, de Paula Toyneti Benalia

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês a resenha de uma série de época de uma autora brasileira que tem me encantado...

Review | “VINGADORES PRIMORDIAIS”

Boa noite amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Review | A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector

Ainda que a canção não tenha sido escrita para a escritora, toda vez que escuto a canção de Caetano Veloso e José Carlos Capinam...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O dia em que te toquei, de Paula Toyneti Benalia

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês a resenha de uma série de época de uma autora brasileira que tem me encantado...

Review | “VINGADORES PRIMORDIAIS”

Boa noite amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Review | A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector

Ainda que a canção não tenha sido escrita para a escritora, toda vez que escuto a canção de Caetano Veloso e José Carlos Capinam...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...