Review | “O Velho Gavião Arqueiro (em duas edições)”

Review | “O Velho Gavião Arqueiro (em duas edições)”

Boa tarde amigos da Mundo Hype !!!

Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai para o site).

Minha proposta é falar de tudo relacionado a “Cultura Nerd” mas de um jeito diferente; como se estivéssemos em uma roda de amigos, jogando conversa fora (sem regras e sem pesquisas mirabolantes).

Trazer conhecimento, curiosidades e abrir um espaço para trocarmos opiniões, nos divertindo falando do que realmente gostamos.

Aproveitando o hype do último episódio da série do Gavião Arqueiro e também por esta resenha ser a de número 100, vamos apresentar uma resenha de duas edições de 2019 que eu ainda não havia lido (por incrível que pareça ainda estavam lacradas).

Estamos falando de “O Velho Gavião Arqueiro“.

Vamos para a resenha?

Nesta primeira edição somos apresentados a um futuro negro do Universo Marvel, onde os vilões sob o comando do Caveira Vermelha, assassinaram a grande maioria dos super-heróis (principalmente os considerados os mais importantes dentre eles).

Clint Barton vive neste mundo desolado e dividido pelos supervilões, como um pária e vivendo de pequenos serviços de segurança.

E justamente em um destes serviços, ele entra em combate contra a “Gangue dos Madroxs” (o antigo Homem-Múltiplo), matando oito “cópias “do original e com isso, chamando a atenção do “Delegado” instituido pelo Caveira Vermelha: nada mais, nada menos que o Mercenário (agora com tecnologia ciborgue em várias partes do corpo).

Após este ato violento e por ter chamado a atenção dos vilões, o Gavião Arqueiro resolve se vingar dos arquitetos deste ato hediondo e também por estar com sua visão comprometida (devido a um glaucoma em estado avançado).

Os primeiros alvos são os integrantes da sua antiga equipe: Os Thunderbolts !!!

Nesta segunda edição após ja ter assassinado Atlas e o Besouro, o Gavião encontra sua antiga parceira: Kate Bishop (que foi apresentada na série do Disney Plus).

Ele conta à ela como foi o massacre dos super-heróis e porque ele foi deixado vivo pelos vilões.

E nesta vingança sangrenta ainda faltam o restante dos componentes dos Thunderbolts: Soprano, Rocha Lunar e o Barão Zemo (seu principal alvo).

Uma aventura repleta de ação e violência desenfreada, onde um herói totalmente perturbado e traumatizado parte para uma jornada sem volta.

A visão deste futuro imaginado por Ethan Sacks e a arte de Marco Checchetto, é de extrema qualidade gráfica e de fácil interesse (é impossível deixar um capítulo pela metade).

Altamente recomendado para todos os tipos de leitores.

E aí?….gostaram?

Deixem seus comentários, críticas e sugestões….e com base nas suas opiniões, vou postar assuntos de seu interesse e que agradem….para que continuemos nos divertindo e celebrando a amizade….conto com vocês….fuiiii !!!

Leia mais Reviews

Review | "O Velho Gavião Arqueiro (em duas edições)"Boa tarde amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai para o site). Minha proposta é falar de tudo relacionado a "Cultura Nerd" mas de um jeito diferente; como se estivéssemos...