Review | O Segredo da Livraria de Paris de Lily Grahan

Review | O Segredo da Livraria de Paris de Lily Grahan

O Segredo da Livraria de Paris de Lily Grahan foi lançado este ano pela Editora Gutemberg e fez bastante sucesso.

Lily Grahan, autora de O Segredo da Livraria de Paris
Lily Grahan, autora de O Segredo da Livraria de Paris

SINOPSE: Valerie tinha três anos de idade quando foi levada de Paris para Londres, durante a Segunda Guerra Mundial. Agora, aos vinte anos e sozinha no mundo, ela se candidata, com nome falso, a uma vaga de emprego na livraria do avô, Vincent Dupont. Ele é seu único parente vivo e a única pessoa que sabe o que realmente aconteceu com seus pais biológicos. À medida que passa a conhecer melhor o ranzinza e reservado Dupont, Valerie vai puxando o fio da própria história.
Mas essa história não se completa: qual seria o segredo devastador que Vincent estava disposto a tudo para esconder?
Esta é uma comovente história de amor, medo e coragem em tempos de guerra. O Segredo da livraria de Paris vai levar você para essa icônica cidade dos anos 1940 e 1960. Você vai chorar de emoção, vai rir, se admirar e perder o fôlego em diversos momentos dessa leitura impossível de ser interrompida.

O Segredo da Livraria de Paris , contracapa
O Segredo da Livraria de Paris , contracapa

Quando o livro O segredo da Livraria de Paris foi lançado, ele teve um hype enorme, uma enxurrada de opiniões positivas e diversos leitores que diziam que havia sido sua melhor leitura do ano, dentre outros elogios maravilhosos. Porém, apesar de ter me interessado, e de tê-lo colocado na lista de futuras leituras, havia algo que me deixava com um pé atrás e com uma certa sensação de que eu poderia não gostar e acho que isso se deve principalmente ao fato de várias vezes eu ter tido muitas expectativas em cima de livros que prometiam falar sobre livrarias, e eles acabaram se revelando, na maioria das vezes, pois existem exceções, péssimas escolhas.

Mas, quando buscava algo que falasse de guerra para ler, o encontrei e decidi que iria encará-lo.

Para a minha surpresa, O Segredo da Livraria de Paris foi realmente uma história que mereceu toda a empolgação que vinha girando em torno dele e um pouco mais, e assim como muitos que leram antes de mim, eu me tornei uma fã desse livro e foi uma experiência incrível, ainda mais por eu não ter esperado nada.

O Segredo da Livraria de Paris
O Segredo da Livraria de Paris

O livro se passa em diversas épocas, mas todas as idas e vindas na linha do tempo são bem organizadas e nos permitem compreender as mudanças com clareza através da narrativa.

Temos no início do livro uma senhora idosa que está viajando para Paris, e quando uma moça ao seu lado se oferece para ajudar com a mala pesada da senhora e questiona o que tem ali dentro, a senhora passa a contar sua história.

É então que voltamos aos anos 60, onde uma jovem chamada Valerie sai da Inglaterra e vai trabalhar em uma livraria em Paris.

Capa Internacional
Capa Internacional

Ela se dedica a essa aventura pois o dono da livraria é seu avô que a deu para outra mulher quando ela tinha somente três anos de idade, em plena segunda guerra mundial, e Valerie vai descobrindo aos poucos as motivações e histórias que ali existem, ao mesmo tempo que tenta descobrir como contar para o dono da livraria que ela é sua neta ausente.

Ao contrário de muitos dos livros de guerra que já li, apesar de ter uma certa intensidade, essa obra também traz uma leveza e doçura em suas páginas, e embora tenha sim momentos emocionantes e de dramas, a escrita da autora nos deixa uma sensação de saudosismo, não de tristeza absoluta, e isso talvez se deva pelo fato de acompanharmos a protagonista se reconciliando com seu passado e suas histórias, e assim os leitores também ficam com essa mesma sensação.

A narrativa da obra é fluída e envolvente, pois trafega entre as histórias do dia a dia da livraria, e por sinal esse foi outro ponto positivo, pois a parte que fala dos livros também é extremamente deliciosa, e há ainda a relação de Valerie com Vincent, um homem ranzinza e que se torna por vezes engraçado, e ao mesmo tempo acompanhamos histórias de amor que envolvem o presente e algumas que existiram no passado, o que acaba sendo tocante.

Confesso que a única coisa que me desagradou em certa medida foi o tamanho do livro que achei muito pequeno, pois fiquei sentindo que leria mais umas 500 páginas somente sobre a história desses personagens, mas ao mesmo tempo entendo que a beleza do livro reside no fato de ele ser tão curtinho e transmitir tantas emoções em si.

Em suma, O Segredo da Livraria de Paris é uma obra cativante, que fala sobre amizades, perdas, sacrifícios, lutas, generosidade e acima de tudo fala sobre o amor em todas as suas formas e o que somos capazes de fazer por ele e para protegê-lo.

E você, já leu este livro? Curte livros que falam sobre a Segunda Guerra Mundial? O que achou?

Converse com a gente nos comentários.

Se você ainda não leu, e ficou interessado, segue aqui um link para compra do livro na Amazon ou no Submarino.

O Segredo da Livraria de Paris na Amazon.

O Segredo da Livraria de Paris Submarino.

Lembrando que ao comprar com estes links, você ajuda na manutenção do nosso site.

E se você curtiu esta resenha, temos muitas outras clicando aqui.

Fique com a gente e nos indique para seus amigos que curtem cultura hype!

#pracegover . A capa deste livro é linda. Nela vê-se uma mulher com vestido vermelho sobre uma ponte de Paris, olhando o Rio Sena. NO fundo vemos a Torre Eiffel e sobrevoando o rio temos caças da Segunda Guerra Mundial

Leia mais Reviews