Review | O rei perverso, de Holly Black

Review | O rei perverso, de Holly Black

Olá leitores do site Mundo Hype! Depois de uma (quase) longa ausência minha aqui do site, voltei com mais uma resenha de um livro incrível para vocês. O livro da vez é O rei perverso, segundo livro da trilogia O povo do Ar da autora Holly Black, publicado pela Editora Galera Record.

Já aviso a partir daqui que haverá spoilers do livro anterior na resenha, então, para quem ainda não leu, pare por aqui mesmo.

Holly Black - Autores no SKOOB
Autora Holly Black

Depois dos acontecimentos do final do livro O príncipe cruel, Jude consegue colocar Cardan como rei do reino das fadas e consegue alcançar para si um cargo que nunca imaginou alcançar, a senescal do rei. Porém Jude percebe que o reino das fadas é muito mais perigoso para aqueles que tem o poder, e ela, como uma mortal, está com muito mais problemas do que gostaria.

Ela também gostava quando sentia raiva. A raiva era melhor do que o medo. Melhor do que lembrar que não passava de uma mortal entre monstros. Ninguém mais lhe oferecia a opção de rodinhas de bicicleta.

Jude precisa sobreviver, se preocupar com as relações fracas que o novo rei tem, a segurança de seu irmão mais novo, as ameaças de seu pai/inimigo, e, o pior de tudo, Cardan sendo o rei e vivendo em festas sem assumir verdadeiramente todas as responsabilidades como rei enquanto joga todo o seu charme em Jude.

O mais perturbador sobre Cardan é como ele banca bem o bobo para disfarçar sua própria inteligência.

Como no livro anterior, O rei perverso não perde muito tempo com o romance dos personagens principais. Ele existe, aparece sim em alguns momentos como um jogo de gato e rato, mas a autora mostra que os problemas do reino e uma ameaça de golpe são preocupações maiores. O desenvolvimento da intriga política prende bem o leitor à trama, pois ficamos ansiosos em saber e entender como Jude, uma humana, poderia lidar com tudo aquilo sendo a mão do rei, e tendo o próprio rei em seu caminho.

Os livros de Holly Black, pelo menos na série O povo do Ar, já entregam o básico da história em seu nome. Então, sim, não espere que Cardan seja um personagem bonzinho ou regenerado. Ele é cruel, e, agora que tem o peso da coroa sobre a cabeça, é sim O rei perverso.

O final do livro é sensacional e deixa a gente com um misto de sentimentos, entre tristeza, raiva e indignação, com um gancho complicado de ser resolvido no próximo livro, A rainha do nada. Já sabemos que vai ser bom!

Trilogia O povo do Ar
Trilogia O povo do Ar

Leia mais Reviews