Review | O Protector, de Madeline Hunter

Review | O Protector, de Madeline Hunter

O Protector é um romance medieval escrito pela autora Madeline Hunter (uma das minhas autoras favoritas) e publicado em Portugal pela Editora Asa – não tem publicado no Brasil até o momento. E, sinceramente, espero que isso mude logo, porque O Protector é uma história sensacional.

Nesse livro temos Anna de Leon, uma mulher forte, decida e que comanda o local onde vive na Bretanha em 1348. Anna e seus guerreiros encontram Morvan Fitzwaryn, um guerreiro inglês sem terras em um estado preocupante, doente, enquanto cuidava de outro homem. Anna decide levar Morvan e seus guerreiros para o seu castelo, de modo que todos pudessem ter um local de descanso e também pudessem ficar isolados pois a peste assolava a Europa. Porém, essa oferta de abrigo trouxe muito mais para Anna e para Morvan do que ambos esperavam.

Era uma mulher única, forte e senhora de si, mas ele tinha visto a criança que havia dentro dela.

Morvan, encantado com a força, a beleza e a forma diferente de Anna de Leon de se vestir e de se portar, acaba ficando nas terras bretãs por mais tempo do que esperava, e percebe que a mulher quem o salvou também precisa de ajuda, ainda que a mesma seja bem resistente a qualquer ajuda. O Protector vai se desenrolando e vemos que a vida dos protagonistas já está mais enlaçada do que eles próprios imaginam.

Porque Anna era mulher e Morvan há já algum tempo reconhecera que a queria, mais do que alguma vez quisera uma mulher em toda a sua vida.

A história parece bem simples a principio, mas ela passa a se desenrolar com muito mais detalhes ao longo das páginas. Conhecemos mais sobre Anna, sobre seu passado e seu desejo de deixar as terras da família para a irmã mais nova e voltar para a abadia onde vivia, assim como conhecemos Morvan, sua relação com o rei inglês e o motivo de ele estar em território bretão ao invés de permanecer na Inglaterra. Anna precisa proteger as terras de outro nobre francês que reivindica tanto as terras quanto a própria mulher, além de cuidar das pessoas sob sua proteção. E, quando pensamos que o problema já foi resolvido, aparece outro, e mais outro, e mais um.

Anna é uma personagem incrível, forte, dono de si, que é consciente de suas qualidades e de seus defeitos, mas que nem por isso se deixa abater nos momentos difíceis. Já Morvan me irritou por sempre achar que sabia o que era melhor para todos, sem ouvir Anna ou qualquer outro a sua volta que tente avisá-lo do contrário. Ele querer mandar na vida de Anna sem ter nenhum vínculo com ela me fazia revirar os olhos (diversas vezes).

Uma coisa muito divertida de ler romances de época/medievais portugueses é a linguagem usada no livro. O português de Portugal é muito mais formal do que o português usado no Brasil, então acabei me deleitando muito ao me deparar com diversas mesóclises ao longo do livro. Além de quê, com essa escrita mais ‘formal’, senti-me muito mais ambientada na história e no período onde se passa (delírio meu, talvez).

O Protector é um romance de época divertido, com personagens intrigantes e diferentes do convencional (pelo menos, Anna o é). Só não ganhou 5 estrelas porque Morvan me irritou da primeira a última página.

Sobre o autor

Leia mais Reviews

Review | O dia em que te toquei, de Paula Toyneti Benalia

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês a resenha de uma série de época de uma autora brasileira que tem me encantado...

Review | “VINGADORES PRIMORDIAIS”

Boa noite amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Review | A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector

Ainda que a canção não tenha sido escrita para a escritora, toda vez que escuto a canção de Caetano Veloso e José Carlos Capinam...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O dia em que te toquei, de Paula Toyneti Benalia

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês a resenha de uma série de época de uma autora brasileira que tem me encantado...

Review | “VINGADORES PRIMORDIAIS”

Boa noite amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Review | A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector

Ainda que a canção não tenha sido escrita para a escritora, toda vez que escuto a canção de Caetano Veloso e José Carlos Capinam...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...