Review | O amuleto – Em busca da Cidade das Nuvens (vol. 3), de Kazu Kibushi

SINOPSE: Emily, Navin e seus amigos da resistência fretam uma aeronave e partem em busca da mítica cidade de Cielis, lar do Conselho dos Guardiões. Eles buscam a ajuda dos sábios Guardiões para derrotar o terrível Rei Elfo e libertar Alledia. O problema é que ninguém sabe ao certo se Cielis ainda existe. Apenas um mapa incompleto, deixado por Silas, os conduzirá por uma aventura repleta de perigos e incertezas. Enquanto isso, o Rei Elfo não está nada satisfeito com o fracasso de seus comandados em capturar a jovem Guardiã da Pedra. Para resolver de uma vez o problema, ele envia o implacável Gabilan, um assassino conhecido por nunca falhar.

Terceiro volume da série de livros O Amuleto, publicado no Brasil pela editora Fundamento, o autor norte-americano Kazu Kibushi traz Em busca da Cidade das Nuvens a continuação da saga que começou em O guardião da Pedra (Volume 1) e em A Maldição do guardião da Pedra (Volume 2), com uma narrativa divertida e fantástica, com uma arte incrível e encantadora.

No melhor estilo fantástico de JRR Tolkien, mas com o toque de JK Rowling e Jim Henson, Kibushi desenvolve mais ainda sua saga infanto-juvenil, Em busca da Cidade das Nuvens é o ponto intermediário da série, mas de uma forma apressada, devido ao formato escolhido para o livro, algo que possa ser proposital para este volume. A narrativa leva Emily e companhia em busca da cidade perdida de Cielis, onde residem os velhos guardiões das pedras que já enfrentaram os elfos. Há apenas um problema … a cidade deles desapareceu há muito tempo e muitos acham que foi destruída. Mas com uma pista de Leon, partem para encontrar uma tripulação e conseguir uma aeronave e achar a tal cidade das nuvens. Ao longo do caminho, encontrarão novos amigos, velhos inimigos e um novo e poderoso inimigo.

Mesmo com a introdução de mais personagens, Kazu cria um mundo que é fácil de habitar e acompanhar (embora seja melhor reler os volumes anteriores antes de pegar este). Neste livro, aprendemos ainda mais sobre o reino dos elfos e alguns de seus membros. Inclusive segredos mais escuros. Ou seja, o autor adiciona, neste volume, um contexto político para com o cenário e uma camada de profundidade necessária aos personagens. Temos a insegurança de Emily em relação a suas habilidades e a desconfiança em relação ao amuleto que lhe dá um poder sombrio; Trellis, o filho do rei elfo, que não é amigo nem inimigo e com seus próprios problemas e a mãe de Emily, que parece mal conseguir segurar os filhos.

A arte continua extraordinária e permite que você se aprofunde no mundo ao redor dos personagens. Kazu e sua equipe fazem um trabalho belíssimo criando profundidade aos detalhes, em um cenário exuberante como um filme de Miyazaki, com ilustrações bem firmes, bonitas e cores vibrantes.

Recomendamos sua leitura, a única desvantagem da série é ter que esperar pelo próximo volume para descobrir o que acontece com Emily, Navin e companhia.

 

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here