Review | Minha Sombria Vanessa de Kate Elizabeth Russell

Review | Minha Sombria Vanessa de Kate Elizabeth Russell

Minha Sombria Vanessa é com certeza o livro mais comentado do momento, e desta vez tenho que dizer que ele merece o hype criado.

Kate Elizabeth Russel, a autora de Minha Sombria Vanessa
Kate Elizabeth Russel, a autora de Minha Sombria Vanessa

Lançado pela Editora Intrínseca, o primeiro romance da autora Kate Elizabeth Russell é um livro extremamente forte.

É dificil acreditar que este seja o livro de estreia da autora, mas conforme suas entrevistas, a autora levou 20 anos para chegar na versão final deste livro.

A história é tão crua e bem contada que o tempo todo parece que estamos lendo uma biografia.

Mas antes de começar a leitura deste livro, duas mensagens são importantes.

Uma delas está na contracapa:

Minha Sombria Vanessa
Minha Sombria Vanessa

O segundo conselho, é meu mesmo, pois precisei me policiar muito durante a leitura para não esquecer:

Tente entender antes de julgar.

Às vezes durante a leitura eu me pegava extremamente irritado com Vanessa, pensando como ela podia não perceber o que a rodeava, ou falar / fazer as coisas que fazia, ou ser tão insensível com as outras garotas, mas eu não sou Vanessa, assim como você também não.

Outro ponto importante é que sou homem e pai de filhos homens. E já me senti assim.

Imagino que para mulheres, homens pais de meninas e principalmente mulheres mães de meninas, esta leitura deva ser ainda muito mais pesada.

Outro ponto importante é que este livro não é só sobre pedofilia.

Para mim o tema principal desta história é:

ABUSO

Abuso físico, com certeza, mas principalmente o abuso psicológico.

Portanto esteja preparado, pois o que não faltam aqui são gatilhos.

A narrativa começa em 2017. Vanessa tem 32 anos. Mora sozinha num apartamento minúsculo, trabalha como recepcionista num hotel, fuma maconha e toma remédios.

Nos últimos dias passa horas acessando o Facebook, onde está acompanhando o crescimento de um post colocado na pagina de uma garota chamada Taylor Birch, que decidiu contar sua história, quando, ainda adolescente,  foi abusada por seu professor de literatura: Professor Jacob Strane.

Em 2017 os EUA foram tomados pelo movimento MeToo, onde todo tipo de assedio sexual estava sendo condenado, então logo o post passou a ser amplamente compartilhado, novas vitimas foram aparecendo e despertou o interesse dos meios de comunicação.

Sensacional capa de Minha Sombria Vanessa
Sensacional capa de Minha Sombria Vanessa

E ai voltamos para o ano 2000, onde vamos conhecer a história de Vanessa e entender seu “não envolvimento” com este post.

Ela tinha 14 anos quando ganhou uma bolsa de estudos para um colégio renomado que ficava longe de sua cidade, o que a obrigou a morar no campus, algo que faz apoiada por seus pais, que veem a escola como uma garantia de um bom futuro para a filha única.

Desde pequena, Vanessa sempre fora uma menina muito tímida e sem amigos. No primeiro ano desta nova escola ela faz amizade com sua colega de quarto, mas isso termina quando a menina arruma um namorado. Ai em 2000, ao voltar para estudar o segundo ano, ela decide morar sozinha e numa das primeiras aulas de literatura conhece Jacob Strane, seu professor.

Strane enxerga talento em Vanessa, pois ela gosta muito de escrever, principalmente poemas, mas o que ele realmente enxerga é uma menina solitária e carente. E aos poucos ele vai se aproveitando desta carência para se aproximar da garota.

Primeiro é uma mão boba passando na perna, depois é um livro emprestado, depois é um comentário lisonjeiro.

Vanessa tem 15 anos. Strane 42.

Para a menina que sempre foi carente, é incrível perceber que alguém tem olhos para ela. E assim ela vai aceitando aquele assédio.  Ou como ela enxerga: Aquela “história de amor”.

Lentamente guiada até o fogo… Por que todo mundo tem tanto medo de admitir como isso pode ser bom? Ser seduzida é ser amada e manuseada como algo precioso e delicado

Como ela mesma nos conta, ela se sentia poderosa, pois era isso que Strane lhe dizia: Que ela tinha o poder de destruir a vida dele. Que ele estava em suas mãos. Que ela era muito madura para sua idade. Que já não era uma garotinha, mas sim uma mulher.

É o mais perto que chego de dizer o que estou sentindo, que não é tesão, porque na verdade não tem nada a ver com sexo. É o fato de ele olhar para mim, de me adorar, de me dizer o que eu sou e de me dar o que eu preciso para atravessar a farsa cotidiana de fingir que sou igual a todo mundo. Ouço-o sorrir: a expiração rápida, um ruído suave no fundo da garganta. Estou carente. Ele gosta disso

A gente vai lendo aquelas descrições e nosso estomago vai se embrulhando.

De fora percebemos o assedio moral daquele cara, que já seria abusivo em qualquer tipo de relação, mas que aqui fica ainda mais insuportável.

Venha ser venerada

Venha ser acariciada

Minha Sombria Vanessa

(Vladimir Nabokov)

A autora nos conta esta historia sem censuras ou julgamentos.

O livro é narrado todo em primeira pessoa. Literalmente entramos na cabeça de Vanessa que vai nos contando sua história, e isso é extremamente incômodo.

Neste “depoimento” existe uma ambiguidade, pois ela vai nos contando coisas cada vez mais escabrosas, de algo que começa como um romance idealizado e vai crescendo como uma enorme obsessão que a persegue pela vida.

Sabemos que aquilo é errado, mas o tempo inteiro parece que o narrador, Vanessa, está tentando nos convencer que não existe nada de errado ali. Que tudo aquilo é normal.

Eu simplesmente preciso muito que seja uma história de amor. Você entende? Preciso muito, muito que seja isso. ? Eu sei. ? Porque se não for uma história de amor, então o que é? Olho para seus olhos brilhantes, para sua expressão de empatia sincera. ? É a minha vida ? digo. ? Isso tem sido a minha vida inteira

Vanessa não é uma vitima. Vanessa não aceita ser uma vitima. Vanessa foi amada e quis ser amada. Então sua história é outra. Ela não é como as meninas do Facebook.

E é doloroso perceber esta negação. É doloroso ver a estagnação que isso trouxe para sua vida. É doloroso ver a família não sabendo como ajudar e a escola lavando suas mãos.

A cena em que Vanessa tem que se desculpar por ter mentido em frente a toda a sua sala é de extrema crueldade.

Mas Vanessa sabe.

Mas Vanessa não consegue extravasar.

E tenho certeza que isso vale para muitas mulheres por ai que seguem em relacionamentos abusivos e não conseguem se desvencilhar.

Ele sempre vai ser velho. Tem que ser velho. É o único jeito de eu continuar jovem e transbordando beleza

Minha Sombria Vanessa é um livro importante e pesado, que ajuda a perceber que cada pessoa tem a sua dor, e não cabe a nós julgarmos ninguém.

Com as atuais ondas de representatividade os grupos acham que todas as pessoas devem abraçar as causas e levantar bandeiras, mas será que está obrigação não é também mais uma forma de opressão?

Ler Minha Sombria Vanessa foi uma experiência dura, mas me fez perceber que precisamos ter empatia.

Ao terminar de ler este livro eu só pensava em uma antiga canção do Depeche Mode.

Try walking in my shoes

You’ll stumble in my footsteps

Keep the same appointments I kept

If you try walking in my shoes

(Depeche Mode – Walking in My Shoes)

Coloque-se no meu lugar

Você tropeçará nas minhas pegadas

Manterá os mesmos compromissos que eu mantive

Se você se colocar no meu lugar

(Depeche Mode  – Tradução)

Outro ponto a se salientar é a associação desta história com o famoso Lolita de Nabokov.

Aqui, o clássico de Nabokov é uma das armas de sedução de Strane.

Nunca li Lolita, mas confesso que terminei este livro com vontade de encarar este livro tão famoso.

Por fim, eu sei que com certeza não faria o mesmo que Vanessa, mas é preciso aceitar que cada pessoa tem a sua dor, e cada pessoa tem o direito de decidir como tratar esta dor.

Se você se sentir preparado, leia este livro.

Senão, aguarde sua hora, mas volte um dia para lê-lo, pois é uma leitura extremamente importante.

As desculpas que inventamos para os outros são absurdas, mas não são nada em comparação com as que criamos para nós mesmos

E você, já leu este livro? Qual a sua opinião?

Converse com a gente nos comentários.

Se você ainda não leu, e ficou interessado, segue aqui um link para compra do livro na Amazon. Minha Sombria Vanessa na Amazon. Lembrando que ao comprar com este link, você ajuda na manutenção do nosso site.

E se você curtiu esta resenha, temos muitas outras clicando aqui.

Fique com a gente e nos indique para seus amigos que curtem cultura hype!

 

Sobre o autor

Leia mais Reviews

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel

O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel é um thriller realmente psicológico que acaba de ser lançado pela Editora Verus. Você curte thrillers com...

Review | Sem Saida de Taylor Adams

Desde o fim do ano passado venho escutado que Sem Saída de Taylor Adams, lançado pela Faro Editorial é o livro de suspense do...

Review | Villette de Charlotte Bronte

Villette foi minha primeira experiência com Charlotte Bronte, e apesar de ser uma leitura lenta, tornou-se uma leitura interessante, principalmente pelo retrato da época...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel

O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel é um thriller realmente psicológico que acaba de ser lançado pela Editora Verus. Você curte thrillers com...

Review | Sem Saida de Taylor Adams

Desde o fim do ano passado venho escutado que Sem Saída de Taylor Adams, lançado pela Faro Editorial é o livro de suspense do...