Review | Mais Forte Que O Mar de Kassandra Montag

Kassandra Montag, autora de Mais Forte Que o Mar
Kassandra Montag, autora de Mais Forte Que o Mar

Mais Forte Que O Mar de Kassandra Montag é uma distopia bem diferente lançada pela HarperCollins Brasil.

SINOPSE: Um mundo profundamente transformado. A humanidade à beira da extinção. As águas já engoliram as grandes cidades costeiras e chegaram ao coração dos continentes. Nada resta a não ser colônias nos arquipélagos formados pelo topo das montanhas. É em uma dessas ilhas remotas que Myra e sua filha de 7 anos, Pearl, ouvem falar que Row, filha mais velha de Myra, pode estar viva em um acampamento próximo ao Círculo Ártico. Por sete anos, a mãe carregou o luto de ter perdido Row, que foi sequestrada pelo pai assim que o oceano começou a tomar as terras do Nebraska. Deixando de lado qualquer precaução, as duas dão início a uma arriscada viagem para explorar o perigoso mar do Norte, com a esperança de encontrar Row ainda viva. Nessa jornada, mãe e filha embarcam em um navio cuja tripulação deseja construir um refúgio seguro naquele abominável mundo novo. Mas os segredos, a ganância e a traição de amigos e inimigos ameaçam esse sonho, e, após inúmeros episódios sangrentos, Myra não pode mais ignorar a pergunta que ecoa em sua mente desde o princípio da jornada: vale a pena colocar em risco a vida de Pearl e de seus aliados para salvar Row? Uma leitura angustiante, repleta de esperanças frágeis e desejos perdidos, Mais Forte que o Mar retrata a odisseia impactante e, por vezes, medonha sobre como será o futuro e o que estamos dispostos a fazer por aqueles que amamos. Uma saga redentora e, ao mesmo tempo, surpreendente.

Capa Americana
Capa Americana

Ultimamente, tenho descoberto um gosto grande de minha parte pela leitura de distopias, algo que eu nem imaginava que gostaria, por isso sempre que alguma trama desse gênero recém-descoberto me interessa, logo corro para colocá-lo na minha lista de futuras leituras.

E assim ocorreu com Mais Forte Que O Mar no momento em que ele foi lançado.

Recentemente, tive o desejo repentino de ler algo que me causasse essa apreensão e sentimento frenético que as distopias causam, e então resolvi iniciar esse livro e posso dizer que para mim foi uma leitura muito boa, intrigante e envolvente, e cada vez que pegava o livro eu ficava na história de “vou ler só mais um capítulo antes de dormir” e acabava passando mais algumas horas lendo, pois não tinha vontade de largá-lo.

Nesse enredo, a autora soube aliar dois sentimentos diferentes, a emoção e desespero da população em geral devido a água estar tomando todas as partes do mundo e levando pessoas, casas e locais inteiros em enchentes imensas, e também acompanhamos o desespero particular de uma mãe em busca de sua filha que foi sequestrada há muitos anos e essas duas coisas se aliam, formando um enredo sensacional.

Mais Forte Que o Mar
Mais Forte Que o Mar

O livro já tem início com uma cena forte que é o relato da mãe do dia em que a filha mais velha foi sequestrada, a menininha chamando seu nome, o desespero de quando ela percebeu que sua filha estava agora desamparada em meio aquela montanha de águas turbulentas, tudo contribuiu para me inserir já com muita emoção na história, e após esse prólogo que tornou impossível não querer ler todo o restante de uma vez.

Acompanhamos o momento atual onde essa mãe está cuidando da filha mais nova que está com ela e quer ir em busca da outra, para isso tendo de fazer escolhas dolorosas e quase impossíveis de serem feitas, sendo que ela se vê tendo de submeter uma ao risco para resgatar outra, o que mexeu muito comigo.

Outro ponto que serviu para me prender muito no início da história foi conhecer Pearl, a filha mais nova de Myra, a protagonista, uma menininha de sete anos que teve de aprender a sobreviver nesse novo mundo pegando seus próprios alimentos e lutando para viver, o que me tocou demais e me deixou muito sensibilizada, pois isso é muito diferente da vida que uma criança deveria levar.

Esse livro traz uma dose bem leve de romance, alguns trechos de suspense e uma busca emocionante por um lugar para se assentar e por uma filha perdida.

Mais Forte Que o Mar
Mais Forte Que o Mar

Além disso, traz diversas aventuras e nos transmite muito sobre as relações humanas, os comportamentos que as pessoas desenvolvem quando se veem em meio ao perigo e as mentiras que muitas vezes precisam desenvolver para conseguirem seguir em frente.

Admito que o livro só não mereceu uma nota máxima por dois fatores, sendo que o primeiro foi uma resolução relativamente rápida no final, quando o caminho todo foi cheio de dificuldades, por isso pensei que poderia ter havido mais páginas dedicadas ao desenvolvimento dessa conclusão, e também eu esperava que ela fosse diferente e houve uma certa decepção quando não foi como eu esperava; o segundo quesito diz respeito às decisões de certa personagem que em alguns momentos foram irritantes e frustrantes, e embora soubéssemos do desespero maior dela como mãe, algumas se tornavam precipitadas e não me agradaram.

Mais Forte Que o Mar é uma distopia forte, que quando nos faz imaginar aquilo tudo supostamente acontecendo no nosso mundo consegue nos causar uma certa angústia pois é terrível imaginar tudo cercado por água, mas é um livro que para os amantes do gênero distopia vale muito a pena ser lido.

Curiosidades: Pesquisando sobre a autora na internet descobri que este é seu primeiro livro, e ela teve a sorte de vender o livro para uma editora e já conseguir negociar os direitos para que o mesmo se transforme em filme.

Margot Robbins comprou os direitos para adaptar Mais Forte que o Mar
Margot Robbins comprou os direitos para adaptar Mais Forte que o Mar

A principio que se interessou em transformar o livro em filme foi Margot Robbins, a hoje famosa Arlequina. Ela já informou que deseja produzir o filme e fazer o papel de Myra.

Nada mal para uma escritora iniciante, né?

E você, curte distopias?

Qual seu livro favorito no gênero e porque?  Tem algum para indicar para nós?

Confiram o livro no site da Amazon – Mais Forte Que o Mar

Vamos conversar nos comentários.

E não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui.

#pracegover A capa do livro tem um céu e um mar que se misturam em tons de azul e laranja como se fosse o por do sol. Ela também possuem uns desenhos que podem estar representando um abalo sísmico.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here