Review | Heróis Mais Poderosos da Marvel #60 – Miss Marvel

Review da coleção Os Heróis Mais Poderosos da Marvel #60 – Miss Marvel, lançado em junho de 2017, pela Editora Salvat, 200 páginas, R$ 39,90, formato americano. Originalmente em Ms. Marvel (Vol.1) #1-3, escrito por Gerry Conway e desenhos de John Buscema e Captain Marvel (Vol.7) #1-6, escrito por Kelly Sue DeConnick e desenhos de Dexter Soy.

Sinopse:

Quando o incomensuravelmente poderoso aparato Psico-Magnitron explodiu a poucos metros dela, Carol Danvers pensou que sua hora havia chegado. Em vez disso, a habilidosa piloto de aviões foi transformada em uma das heroínas mais poderosas da Terra, a Miss Marvel! Desde os seus primeiros dias como uma combatente do crime nas ruas de Nova York até uma de suas histórias mais recentes e aclamada pela crítica, acompanhe Carol Danvers numa incrível jornada de descoberta super-heroica!

Comentário edição a edição:

Ms. Marvel #1: A colunista do Clarim Diário, Carol Danvers, quando perde a consciência, se transforma em Miss Marvel. Em sua primeira missão, ele salva J. Jonah Jameson das mãos do Escorpião. Estreia da Miss Marvel em um título interessante com muitas indagações, despertando a curiosidade de novos leitores.

Ms. Marvel #2: Carol Danvers precisa descobrir os motivos de seus repentinos apagões. Ela nem desconfia que isso se deve as suas transformações em Miss Marvel. E a heroína precisa enfrentar um novo desafio – o Destruidor e seus raios Táchion.

Ms. Marvel #3: Ao interceptar um míssil que se dirigia ao Cabo Kennedy, Miss Marvel descobre em seu interior o robô Flagelus que havia lutado com o Surfista Prateado anteriormente. E finalmente a heroína kree descobre a verdade sobre sua identidade de Carol Danvers.

Captain Marvel #1: Carol Danvers está de uniforme novo e, por uma sugestão do Capitão América, decide assumir o nome e o legado do Capitão Marvel. Porém, uma triste notícia – o falecimento de sua antiga mentora Helen Cobb.

Captain Marvel #2: Durante um vôo no avião que herdou de Helen Cobb, Carol desaparece e vai parar em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial. Lá, conhece o Esquadrão Banshee formado por pilotos mulheres. Agora, Carol vive o dilema – até que ponto usar seus poderes pode alterar a linha do tempo?

Captain Marvel #3: Sem outra alternativa, Carol revela seus poderes e sua origem à suas “companheiras” pilotos. E agora, elas devem se preparar para um ataque frontal contra naves possuindo tecnologia kree.

Captain Marvel #4: Carol está tentando entender como foi parar no passado, exatamente no mesmo local em que o Esquadrão Banshee também foi levado, já que seu destino era outro.

Captain Marvel #5: Carol vai parar em 1961 e ao lado da jovem Helen Cobb, tenta recuperar um artefato kree que pode estar afetando o fluxo temporal, mas as duas acabam parando no dia em que Carol ganhou seus poderes de Ms. Marvel.

Captain Marvel #6: Diante do fatídico momento em que ganhou seus poderes, quando o Capitão Marvel combatia Yon-Rogg, Carol vê a possibilidade de impedir os eventos que a tornaram Ms. Marvel. Ao mesmo tempo percebe algo estranho em Helen.

Análise final:

O título de Carol Danvers como Capitã Marvel é um grande exemplo de como fazer mudanças no status de um personagem, respeitar a questão do legado e manter elementos clássicos e visíveis para os antigos fãs. A escritora Kelly Sue DeConnick propõe uma mudança radical na vida de Carol Danvers, e mesmo sob uma nova identidade heróica, consegue trabalhar com elementos que sempre deixam claro para o leitor de que se trata da ex-Miss Marvel.

Além disso, a edição da Salvat acerta em cheio ao publicar as três primeiras histórias originais da Miss Marvel, que haviam sido publicados apenas na extinta revista Heróis da TV pela editora Abril. Leitura muito bem recomendada.

Por Roger

Miss Marvel
REVER GERAL
Miss Marvel
8,5
COMPARTILHAR

Colecionador de HQs Marvel desde 1981 quando comprei minha primeira HQ Heróis da TV Nº 21 pela Editora Abril e HQs DC desde 1984 quando a Abril lançou os três títulos: Super-Homem, Batman e Heróis em Ação. Durante a década de 90, por motivos pessoais, fiz uma pausa, mas retornei em 2000 lendo algumas histórias do universo Ultimate.

Últimos Reviews