Review – Gekkan Shoujo Nozaki-kun (Mangá)

Essa é a história de Sakura Chyio, uma menina ruiva, muito meiga que é apaixonada por Nozaki, um menino alto e muito calado, a moça se declara para ele e assim começa sua linda história de amor! Não, espera… Se você está esperando a resenha de um shoujo, sinto lhe informar, mas esse mangá não tem nada disso que eu falei. Continue lendo pra saber mais sobre esse mangá super divertido que consegue fazer uma parodia com os Shoujos na medida certa.

Mangaká: Izumi Tsubaki

Capitulos: 80 (em andamento)

Genero: Comédia, Romance, Shounen, slice of life

Tipo: Mangá (Yonkoma)

Ano: 2011

Editora: Square Enix

Serializado em: Gangan Online

Gekkan Shoujo Nozaki-kun (em português ficaria algo como: Mangá Mensal para Garotas de Nozaki-kun), realmente conta a História de Sakura Chiyo que é perdidamente apaixonada por Nozaki. Um dia ela resolve se declarar para ele, mas por ela ser atrapalhada, acaba dizendo que ela é uma fã. Nozaki Kun, além de ser um completo sem noção do que acontece ao seu redor, é um mangaká (autor de mangás) de shoujos, o que acaba fazendo ele pensar (com razão) que Chiyo é fã de seu trabalho e acaba convidando nossa protagonista para ir até sua casa.  Ela sem entender direito, acaba indo e lá ela descobre que ele é um mangaká e que sua confissão deu totalmente errado, mas para continuar perto dele, ela usa essa chance e se oferece como sua assistente e a partir daí a trama se desenrola.

Outros colegas de escola também trabalham com Nozaki Kun em seus mangás. E com o tempo Chiyo acaba conhecendo todos eles, assim como casais são “formados”. Cada personagem tem alguma característica típica dos personages de mangás shoujo, mas todos voltados para algo cômico. Chiyo a mocinha tímida e inocente, Nozaki o Galã, quieto e sério, Mikoshiba, o típico bishounen (como são chamados os personagens masculinos lindos dos shoujos) que deixa a dúvida sobre um possível triangulo amoroso, Kashima é a personagem príncipe, bem típica de shoujo, uma menina adorada por outras meninas. E tudo isso se desenvolve enquanto Nozaki tenta entender o mundo real para continuar escrevendo seus mangás.

Nozaki Kun é um yonkoma mangá, é um mangá no formato de tirinhas composto por quatro painéis de tamanhos iguais ordenados de cima para baixo e embora seja da demografia shounen, feito por uma autora conhecida por seus mangás shoujos e estruturado como uma sátira às convenções do mangá shoujo, o mangá tem uma linguagem sóbria que pode ser absorvida por qualquer pessoa independente de gêneros. A autora consegue perfeitamente parodiar situações, estereótipos e elementos típicos dos mangás de romance voltados para as meninas, sem extrapolar, ofender, ou exagerar.

Alguns fãs torcem pelos casais e ficam pedindo que aconteça algo de verdade entre eles. Mas para mim, toda a graça de Nozaki-kun é justamente não acontecer nada de verdade. Afinal de contas, que graça teria o mangá se Chiyo não levasse um balde de água fria cada vez que imagina uma cena romântica com o Nozaki? O que deixa a série realmente divertida é isso, as coisas nunca são como aparentam.

O mangá foi tão bem recebido que a Media Factory anunciou a adaptação para anime em 21 de março de 2014 (sim amiguinho, se você não gosta de ler, fica tranquilo que pode assistir o anime), produzido pelo estúdio Doga Kobo e dirigido por Mitsue Yamazaki, a série estreou em 6 de julho de 2014 na TV Tokyo e foi finalizada em 21 de setembro de 2014, contendo apenas 12 episódios que correspondem a mais ou menos 45 capítulos do mangá.

Gekkan Shoujo Nozaki-kun é uma série incrível.  Um dos melhores mangás de comédia que já li. Assisti ao anime também, antes de ler o mangá, inclusive, porque o mesmo só tem 34 capítulos traduzidos em português e confesso que às vezes dá uma preguiça enorme de continuar lendo em inglês, mas li, até porque valia muito à pena. Então não percam tempo e leiam esse mangá, prometo que não vão se arrepender e as risadas vão ser muitas.