Review | Doutor Sono, de Stephen King

Doutor Sono de Stephen King, lançado no Brasil pela Editora Suma de Letras é a continuação direta de O Iluminado, um dos livros mais famosos do chamado Mestre do Terror.

Os livros foram lançados com uma diferença de 36 anos e na época muitas pessoas se perguntaram:

Será que Iluminado precisa de uma continuação?

Talvez não precisasse, e tenho certeza que se o autor fosse outro, este livro seria somente um livro caça níquel.

Mas estamos falando de Stephen King, cuja criatividade parece nunca acabar e que graças a Deus resolveu pegar a sua velha estória, dar uma reciclada e criar uma nova trama sensacional.

Doutor Sono inicia-se na sequencia de O Iluminado, mas o que temos aqui é uma historia completamente diferente.

O Iluminado era um livro de terror psicológico, quase claustrofóbico.

Doutor Sono expande esta estória e traz um livro que mistura fantasia e ação, em sequências extremamente criativas e de tirar o folego do leitor , ficando difícil parar a leitura para fazer as coisas básicas da vida.

O Hotel Overlook de O IluminadoO livro começa nos contando o que aconteceu com o pequeno Danny e sua mãe após saírem do Hotel Overlook.

Mostra a dificuldade do garoto, depois adolescente e agora adulto, Dan, em conviver com a sua “ Iluminação”.

Infelizmente, parece que o ser humano adora repetir erros, então logo encontramos Dan, agora adulto e alcoólatra igual seu pai. E isso é muito triste, pois ao acabar  O Iluminado tínhamos torcido para que o pequeno Danny fosse feliz.

Há tempos ele não consegue se estabelecer em nenhum lugar. Só tem relacionamentos fugazes, arruma empregos que só duram até que sua chefia descubra seu vicio na bebida e segue a vida como um nômade.

Até que chega a uma pequena cidade onde é bem recebido.

Nesta cidade ele arruma amigos que o levam para o AA. As reuniões do AA são muito detalhadas e aparentemente mostram uma experiência de King, que na época do lançamento de O Iluminado era alcoólatra.

Começa ali uma ressurreição do personagem, que com o tempo arruma um emprego como enfermeiro em um asilo de idosos, onde junto com Azzie, um gato Iluminado, usa seus “talentos” para ajudar os idosos a “descansarem” e acaba ganhando o apelido de Doutor Sono.

Mas aparentemente havia um motivo para ele escolher aquela cidade.

Este motivo é Abra, uma menina Iluminada que desde cedo passa a se comunicar com Dan de uma maneira extremamente inusitada, a La Stephen King.

King vai preparando a estória destes personagens de uma maneira sensacional.  Aos poucos vamos conhecendo Abra, sua família e seus poderes.

Com o tempo, ela percebe que estes poderes podem lhe trazer problemas sociais, então decide fingir que não sente mais nada, e tudo vai bem até o dia em que ela tem uma visão de um garoto sendo assassinado por um grupo extremamente cruel.

Temos ai nossos deliciosos vilões:

O Verdadeiro Nó.

Sim, eles são muito vilões!

Versão de Rose, a Cartola e o Verdadeiro Nó feita por fandom
Versão de Rose, a Cartola e o Verdadeiro Nó feita por fandom

Mas é impossível não se identificar com Rose, sua Cartola e seus amigos.

Eles são maus, mas são sexy, e extremamente vintage.

O que eles fazem e porque, não vou contar para não estragar sua experiência com a leitura, mas só King para imaginar algo tão maluco e nos convencer que aquilo é possível.

Quando o Nó descobre a existência de Abra, ela passa a precisar de ajuda e somente alguém que saiba o que um Iluminado sente é que pode acreditar na sua estória.

Usando Telepatia ou email, ela vai buscar a ajuda de Dan, e a partir do encontro dos dois ninguém mais segura Stephen King.

Mais uma vez tendo uma criança como personagem principal, King solta sua imaginação e leva a gente junto, inclusive de volta ao Hotel Overlook, onde Dan precisa chegar para exorcizar seu passado.

Uma pena que seja necessário trabalhar e até comer durante o dia, pois minha vontade era seguir lendo este livro sem parar, pois King nos deixa extremamente ansiosos em saber como Abra e Dan conseguirão vencer o Verdadeiro Nó.

E haja viradas e surpresas nesta estória. Algumas dignas de novelas mexicanas, mas que quando acontecem você já está tão envolvido que é somente mais um detalhe que você aceita.

Em minha opinião Doutor Sono é um dos livros mais inventivos de Stephen King.

Diferente do seu tom soturno das historias de terror, aqui me parece que ele quis escrever um livro divertido. Um roteiro de filme Blockbuster.

E para mim conseguiu realizar esse intento com louvor, criando uma estória divertida, bem amarrada e sem nenhum furo de roteiro.

Desta vez até o final é perfeito, além de emocionante.

Fãs podem ficar com um cisco no olho.

Que livro delicioso!

Leia, leia e leia.

De preferência antes de ver o filme, pois essa obra é tão imaginativa, que a experiência de leitura deve ser vivida antes de ver o filme.

De este prazer a você mesmo.

Altamente recomendado!

OBS: A leitura de O Iluminado não é obrigatória, pois Doutor Sono é uma estória fechada, mas vale muito mais a pena ter lido o livro anterior. Eu li o Iluminado logo antes de ler este aqui, e isso com certeza tornou minha experiência muito mais especial, pois ao começar o livro já estava apegado ao pequeno Danny, por ter acompanhando seu sofrimento no livro anterior, e isso torna a experiência bem mais forte. Já se você deseja ler O Iluminado algum dia, leia-o primeiro, pois este livro aqui conta muitas coisas sobre o final do anterior.

.E você, é fã de Stephen King? Qual seu livro favorito do autor e porque?

Já leu O Iluminado e Doutor Sono? O que achou?

Vamos conversar nos comentários.

Aqui no site também temos uma resenha de comparação entre o livro e o filme O Iluminado. De uma olhada lá também.

E não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E Curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui.

Doutor Sono e a velha palavra que persegue Danny
Doutor Sono e a velha palavra que persegue Danny

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here