Review | Dois Irmãos, Uma Guerra de Ben Elton

Dois Irmãos, Uma Guerra de Ben Elton foi lançado no Brasil em 2014 pela Editora Jangada.

Dois Irmãos, Uma Guerra - capa
Dois Irmãos, Uma Guerra – capa

SINOPSE: Dois Irmãos, Uma Guerra é a história comovente de dois garotos – um judeu e seu irmão adotivo ariano -, criados como gêmeos, à sombra do Nazismo.

Nascidos em Berlim, em 1920, e criados por pais judeu-alemães, no início as origens dos irmãos são irrelevantes. Mas, com a mudança do cenário político, eles acabam em lados opostos durante a Segunda Guerra Mundial – um fazendo parte da Waffen-SS e o outro, do exército britânico – e têm que se confrontar com uma escolha inimaginável, que mudará completamente o destino de ambos. Qual deles sobreviverá? Como irão enfrentar a terrível verdade oculta em seu passado?

Eu sou uma leitora que gosta muito dos livros sobre guerras, e por isso boa parte do que é lançado sobre esse tema entra imediatamente na minha lista de leituras.

Porém, eu nunca havia ouvido falar sobre Dois irmãos, Uma Guerra e quando ouvi imediatamente me interessei, e isso foi ainda mais aguçado quando recebi duas indicações seguidas de ler essa obra, o que me deixou com uma imensa vontade de conhecê-lo.

Dois Irmãos . Uma Guerra
Dois Irmãos . Uma Guerra

Certamente, achei esse livro uma obra única, pois apesar de ele trazer um tema recorrente, a Segunda Guerra Mundial, sua narrativa é especial uma vez que ao invés de narrar os momentos da guerra, já amplamente conhecidos e exaustivamente esmiuçados pelos autores, nesse livro conhecemos o pré-guerra, que vai desde 1920, quando acabou a Primeira Guerra Mundial e as coisas se encaminhavam para a segunda, até os anos e décadas seguintes, com um foco maior a partir de 1933, quando a situação começou a ficar complicada na Alemanha e Hitler ascendeu ao poder.

Aqui acompanhamos a história de Frieda e Wolfgang, um casal que tem gêmeos em 1920 e no decorrer da história acompanhamos o crescimento dessas crianças e também o crescimento da hostilidade na Alemanha.

Dois Irmãos, Uma Guerra - Contracapa
Dois Irmãos, Uma Guerra – Contracapa

Além disso, acompanhamos um fato sobre os gêmeos que diz respeito ao dia do nascimento deles, sendo que um dos bebês de Frieda faleceu no parto, porém no mesmo dia havia uma criança órfã no hospital, a qual ela adotou e passou a ser o segundo gêmeo. Tal adoção parecia irrelevante, tanto é que os pais jamais revelaram para os gêmeos a fim de que eles não se sentissem diferentes um do outro, no entanto, tudo muda no dia em que começa se fazer uma seleção sobre judeus e arianos, separando uns dos outros, para que supostamente não houvesse contaminação daqueles puros, e é então que os pais precisam revelar uma dura verdade, o fato de o irmão adotivo ser alemão puro e o filho deles, um judeu.

Ben Elton
Ben Elton

Em meio a separações, dores e mortes, Ben Elton nos conduz pelas ruas devastadas, nos fazendo sentir desespero e o absurdo que foi a perseguição judia; também, nos permite ver como a vida dessas pessoas foram marcadas muito antes de 1939, sendo que muitos deles morreram ou sofreram graves privações por pelo menos cinco ou seis anos antes de a guerra estourar.

Ainda, acompanhamos a história de alguns personagens secundários como Silke e Dagmar, duas garotas que cruzam o caminho dos gêmeos ainda na infância e possuem uma relevância imensa em suas vidas, desde os momentos em que estão juntos até quando são obrigados a se separar.

Dois Irmãos, Uma Guerra - Capa Americana
Dois Irmãos, Uma Guerra – Capa Americana

Embora tenha apreciado acompanhar toda a história dos gêmeos, a minha parte preferida era quando encontrávamos narrações sobre a mãe deles, Frieda, uma mulher forte, batalhadora e que se tornou médica em um tempo em que mulheres ainda eram destinadas a permanecer em casa, cuidando de filhos e marido.

Dois irmãos, Uma Guerra é quase perfeito em toda a sua construção, pois tem uma narrativa envolvente, personagens cativantes e gêneros variados, envolvendo drama, suspense e até mesmo romance, porém, houve certa personagem que não tolerei do início ao fim e achei que esta acabou aplicando um certo egoísmo durante todo o enredo, o que me desagradou e me deixou triste por alguns personagens que foram atingidos pelas maquinações deste personagem; além disso, achei que o autor pecou um pouco nas pretensões românticas dos irmãos, que por muitos momentos soaram obcecados.

Afora isso, que para mim foi um fator pequeno perante a grandiosidade do livro, Dois irmãos, Uma Guerra foi um dos livros relacionados a esse tema que mais me marcou nos últimos tempos, e com toda certeza recomendo muito.

CURIOSIDADE : Ben Elton é um famoso comediante americano, e já escreveu diversos livros, mas segundo ele, Dois irmãos, Uma Guerra era o livro que ele precisava escrever.

Ben Elton , sobre seu livro Dois Irmãos, Uma Guerra
Ben Elton , sobre seu livro Dois Irmãos, Uma Guerra

E você, curte estórias sobre a 2a Guerra Mundial ? Quais sua preferida?

Vamos conversar nos comentários.

E não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E Curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui

#pracegover A capa do livro mostra o Portão de Brandemburgo , importante ponto turístico de Berlim com bandeiras nazistas, e acima o rosto de dois meninos arianos. 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here