Review | Contos Vol. 1, de H.P. Lovecraft

Review | Contos Vol. 1, de H.P. Lovecraft

A editora Martin Claret nos traz a peculiar e altamente influenciadora escrita de H.P. Lovecraft nesse primeiro volume de contos e nos mostra a importância que ele ainda traz para o gênero, pequenas histórias que mostram uma criatividade para o suspense impressionante, assustadoramente detalhadas, as cenas que acompanhamos nos levam aos cantos mais obscuros da mente humana, captando o horror de vários modos.

Temos uma crescente claustrofobia em “Os Ratos nas Paredes” que ganha ares de um terror ancestral no seu final, o primeiro conto “A Fera na Caverna” nos mostra um febril medo do desconhecido como também em “O Que vem da Lua” com as perturbadoras visões do mar sob a luz luar.

Em “Ar Frio” realmente sentimos toda a gélida atmosfera que permeia o conto e as terríveis atitudes e motivos dos personagens principais para manter o constante frio, em “O Modelo Pickman” temos um vislumbre de perturbadoras imagens do inferno e das criaturas abissais que sempre encontramos nos contos de Lovecraft, aqui, através de assustadoras pinturas, “A Rua” mostra toda a transição de um povoado e a perda das tradições com a chegada da modernidade e dos conflitos do tempo, “O Perverso Clérigo” é exatamente o que o título nos diz, um perverso homem com poderes de se manter jovem para sempre custe o que custar, em “Ele” temos uma jornada para um pesadelo guiada por um homem misterioso que culmina em um traumatizante e novamente perturbador evento.

Deixei para finalizar com as duas últimas histórias, “A Gravura da Casa Maldita” estampa muito bem a capa desta edição e é um típico conto de terror, com direito a tradicional chuva, trovões e um sinistro velho. E a cereja do bolo, na minha opinião, fica por conta da última história, “Howard West – Reanimador” o maior conto do livro e também creio que seja o mais assustador, sejam pelas atitudes dos protagonistas, pelo seu desfecho ou pelos sanguinolentos detalhes, fecha com uma chave banhada em sangue maldito esse volume 1 de contos de H.P. Lovecraft.

 

A Martin Claret está de parabéns pelo trabalho desenvolvido aqui na parte gráfica, e acabamento da obra, capa dura com uma textura que parece emborrachada, as letras em uma cor azul e alguns detalhes em um forte tom de carmim (ou rosa, como preferirem) nas divisões de capítulos e em alguns locais do texto, uma ótima pedida para novos e antigos fãs do mestre.

Leia mais Reviews