Review | Coisas Frágeis 1, de Neil Gaiman

Review | Coisas Frágeis 1, de Neil Gaiman

Acho… que prefiro me lembrar de uma vida desperdiçada com coisas frágeis, a uma vida gasta evitando a dívida moral {…} E me perguntei a que me referia com ‘coisas frágeis’. Parecia um belo título para um livro de contos. Afinal, existem tantas coisas frágeis. Pessoas se despedaçam tão facilmente, sonhos e corações também” Neil Gaiman

Sinopse: Coletânea de contos fantásticos de um dos mais inteligentes e ímpares escritores da atualidade

Em Coisas Frágeis (Editora Conrad, Fragile Things, tradução de Micheli de Aguiar Vartuni), o aclamado Neil Gaiman confirma mais uma vez sua incrível capacidade de criar histórias. O inglês dedica o livro aos mestres Ray Bradbury (Fahrenheit 451), Harlan Ellison (Jornada nas estrelas, Babylon 5) e Robert Sheckley (O Senhor das estrelas), escritores que o influenciaram com suas narrativas de ficção científica e de fantasia.


São nove contos onde o autor nos guia em narrativas com doses de realismo e fantasia, no universo das pequenas coisas. “Enquanto escrevo isto, me ocorre que a peculiaridade da maioria das coisas que consideramos frágeis é o modo como elas são, na verdade, fortes. (…) Histórias, assim como pessoas, borboletas, ovos, corações humanos e sonhos, também são coisas frágeis. (…) Mas algumas histórias, pequenas simples, sobre gente embarcando em aventuras ou realizando maravilhas, contos de milagre e de monstros duram mais que todas as pessoas que as contaram (…)”. O ponto de partida é uma introdução onde nos explica como chegou a escrever a cada um desses nove contos, que trilham a beleza, a sordidez, a mitologia e a crueldade humana. E onde é que encaixa o título Coisas Frágeis?

Como o próprio Gaiman disse, é peculiar que algo como um ovo de casaca tão frágil suporte altas pressões em suas extremidades. E em seus contos, temos a sensação de que é apresentado o olhar do escritor para essas pequenas narrativas sobre pessoas e criaturas que não conseguimos compreender, e como um observador nos passa objetivos diversos para cada um dos contos.

O primeiro deles, Um estudo em Esmeralda (A Study In Emerald) premiado com o Hugo de Melhor Conto em 2004, é uma história que une o universo racional de Sherlock Holmes com a irracionalidade das narrativas de H. P. Lovecraft. Incongruentes estilos, mas que Gaiman desenrola com maestria, temos todos os elementos que Arthur Conan Doyle abordou com seu personagem, numa atmosfera de ficção especulativa a la Liga Extraordinária aliado a um surpreendente final. Outro conto bem interessante é a narrativa noir Lembranças e Tesouros, é outro que vale ressaltar, numa narrativa que lembra Borges, um homem procura um povo desaparecido, cuja principal característica é a beleza divina dos homens da tribo, que atraíram grandes nomes da história. Gaiman viaja nos universos criados por grandes nomes da literatura fantástica, Conan Doyle e Lovecraft já citamos, mas temos ainda o conto Golias, ambientado no estilo Matrix; A vez de Outubro, homenageando Bradbury e O problema de Susan, onde aborda As Crônicas de Nárnia, para citar outros.

Gaiman é sem dúvida o maior escritor de sua geração, sua genialidade vai de quadrinhos, romance e roteiros de filme, aqui em Coisas Frágeis temos um prático e rápido livro de contos, que será devorado em poucas horas.

Sobre o autor

Cadorno Teles
Professor de Ciências Biológicas e Física, Historiador, idealizador do Canto do Piririguá, astrônomo amador e curte Mestrar RPG e jogar um bom boardgame/videogame.

Leia mais Reviews

Review | O dia em que te toquei, de Paula Toyneti Benalia

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês a resenha de uma série de época de uma autora brasileira que tem me encantado...

Review | “VINGADORES PRIMORDIAIS”

Boa noite amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Review | A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector

Ainda que a canção não tenha sido escrita para a escritora, toda vez que escuto a canção de Caetano Veloso e José Carlos Capinam...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O dia em que te toquei, de Paula Toyneti Benalia

Olá leitores do Mundo Hype! Hoje trouxe para vocês a resenha de uma série de época de uma autora brasileira que tem me encantado...

Review | “VINGADORES PRIMORDIAIS”

Boa noite amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e esta é uma coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia, vai...

Review | A Paixão Segundo G.H., de Clarice Lispector

Ainda que a canção não tenha sido escrita para a escritora, toda vez que escuto a canção de Caetano Veloso e José Carlos Capinam...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...