Review | Bom Dia Verônica de Andrea Killmore (Raphael Montes e Ilana Casoy)

Review | Bom Dia Verônica de Andrea Killmore (Raphael Montes e Ilana Casoy)

Bom Dia Verônica de Andrea Killmore foi lançado pela Editora Darkside em 2016.

Na época muito se falou sobre esta autora, que tinha decidido lançar um livro sob um pseudônimo.

Porém em 2019 com um show de marketing,  a Darkside informou a todos que Andrea Killmore nada mais era do que Raphael Montes e Ilana Casoy juntos, exatamente no momento em que a Netflix informava que ia transformar o livro em série.

Raphael Montes e Ilana Casoy, os nomes por trás de Andrea Killmore
Raphael Montes e Ilana Casoy, os nomes por trás de Andrea Killmore

Fez-se ai um novo hype!

Merecido?

Pelo que vi nas redes sociais na época de lançamento do livro, muitos acham que não, mas na minha opinião, eu digo: com certeza!

Bom Dia Verônica é um ótimo exemplar de um thriller nacional, que não fica devendo nada aos thrillers gringos que adoramos consumir. A história vai nos surpreendendo a cada novo capitulo, pois nem meus “avançados anos” como leitor de thrilllers me prepararam para a mente malignamente criativa deste dois autores.

Bom Dia Verônica, capa original com Andrea Killmore
Bom Dia Verônica, capa original com Andrea Killmore

Verônica é uma escrivã da policia que até teve um treinamento para ser policial, mas devido a uns problemas politicos que envolviam seu pai, acabou se tornando somente a secretária do delegado e nunca fez nenhum serviço em campo.

Sua vida se resume a uma rotina tediosa e repetitiva. Todo dia, um novo “ – Bom dia Verônica!”.

Porém tudo isso está para mudar.

Certo dia, na delegacia, uma mulher sai da sala de seu chefe muito agitada, e este pede para Veronica acompanha-la. A moça está aflita, parecendo muito humilhada e com um grande ferimento nos lábios, e enquanto Veronica vai buscar um café para acalma-la a mulher se atira pela janela do 11º andar.

Isso é só o primeiro capitulo.

Bom Dia Veronica. Desvendando dois crimes
Bom Dia Veronica. Desvendando dois crimes

Verônica tenta falar com o chefe para saber o que aconteceu, mas ele não demonstra o mínimo interesse no caso da moça. Carvana, o delegado só quer se aposentar.

Inconformada, Verônica decide investigar, e logo vê-se envolvida em um caso de golpes pela internet. Mas como estamos falando de Raphael Montes e Ilana Casoy, estes golpes não visam somente dinheiro, mas sim um algo a mais que eu ainda não tinha visto em nenhum livro até hoje, mas não tenho como explicar aqui sem tirar a sua experiência em descobrir durante a leitura.

Em paralelo a isso, Verônica recebe um telefonema, onde uma mulher lhe informa que precisa de ajuda, pois, segundo ela, seu marido é um assassino de mulheres.

Primeira edição de Bom Dia Verônica da Editora Darkside
Primeira edição de Bom Dia Verônica da Editora Darkside

E assim, de repente a secretária Verônica está envolvida em dois casos policiais extremamente complexos.

Enquanto ela tenta descobrir quem aplicou o golpe da internet e com qual intenção , ela conhece Janete, a mulher do telefonema, que tem uma historia terrível para contar.

Nós leitores estamos acostumados à livros com serial Killers, mas normalmente os vemos agindo sozinhos, porém aqui o grau de insanidade é muito maior, pois Janete “ajuda” seu marido a encontrar suas vitimas e acaba participando dos rituais do assassino.

E estas cenas dos rituais são extremamente fortes.

E é ai que temos o ponto que mais me surpreendeu neste livro.

Os autores fazem o leitor “assistir” os rituais juntos com Janete, e a experiência sensorial criada é muito forte, pois Janete escuta o sofrimento das vitimas enquanto imagina que está acontecendo, e as descrições são tão perfeitas que é como se escutássemos os gritos também e imaginássemos a crueldade da cena, além de sentir toda a claustrofobia da personagem.

É preciso bater palmas à criatividade dos autores, mesmo que seja difícil passar por estas partes.

Fico imaginando como isso será feito na televisão.

Poster da Serie Bom Dia Verônica da Netflix
Poster da Serie Bom Dia Verônica da Netflix

Eu não sei direito como o livro foi escrito, pois em toda entrevista que eu vi, ambos os autores insistem que o livro foi todo escrito a quatro mãos, mas como existem duas historias, e como conheço mais Raphael Montes do que Ilana Casoy, me parece que todas as cenas de Janete foram criadas por ele, pois lembrei muito de Jantar Secreto.

Mas o vilão da internet também tem desvios que embrulham o estomago.

E mesmo que cada um tenha escrito a investigação de um caso, ambos conseguiram  alinhavar a estória de maneira perfeita entrelaçando os dois casos.

Outro ponto interessante é que Verônica não é uma personagem perfeita. Muitas vezes ficamos irritados com a maneira como ela trata sua família e com algumas atitudes extremamente burras que ela toma.

É nítida a falta de pratica da personagem, e isso acaba ajudando a aumentar a tensão do leitor.

Para quem é de São Paulo, ainda existe mais uma motivação que aguça a curiosidade na leitura,  que são as descrições dos lugares frequentados por Verônica, que tornam tudo mais real, por mais cruel que sejam as situações.

Além do lado thriller do livro, Bom Dia Verônica ainda discute o desmazelo dos serviços públicos e a dificuldade em mulheres conseguirem ajuda em casos de abusos, um tema sempre relevante.

Com certeza leitoras terão muita raiva de Janete, e realmente as atitudes da personagem mexem com o leitor, pois são difíceis de aceitar.

O final para mim foi outro ponto que me surpreendeu positivamente, pois eu não tinha enxergado Verônica daquela maneira.

Com certeza poderia ter virado uma série.

Quem sabe agora com a Netflix?

Por fim, é preciso frisar que este livro não é para qualquer um, pois a imaginação dos autores voou longe.  Temos suicídio, tortura e até um distúrbio sexual pouco visto em livros e filmes.

Esteja preparado.

Mas se você curte livros como Silencio dos Inocentes de Thomas Harris ou Flores Partidas de Karin Slaughter, este livro é obrigatório em sua estante.

Agora vamos nos preparar para a série e ver como nos sentiremos entrando na caixa.

E você, já leu este livro?  Qual a sua opinião?

Já leu algum outro livro do Raphael Montes ou da Ilana Casoy? Quais você nos recomenda?

Converse com a gente nos comentários.

Se você ainda não leu, e ficou interessado, segue aqui um link para compra do livro:

No Submarino: Bom Dia Verônica.

Na Amazon. Bom Dia Verônica.

Lembrando que ao comprar com estes links, você ajuda na manutenção do nosso site.

E se você curtiu esta resenha, temos muitas outras clicando aqui.

Fique com a gente e nos indique para seus amigos que curtem cultura hype!

Sobre o autor

Leia mais Reviews

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel

O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel é um thriller realmente psicológico que acaba de ser lançado pela Editora Verus. Você curte thrillers com...

Review | Sem Saida de Taylor Adams

Desde o fim do ano passado venho escutado que Sem Saída de Taylor Adams, lançado pela Faro Editorial é o livro de suspense do...

Review | Villette de Charlotte Bronte

Villette foi minha primeira experiência com Charlotte Bronte, e apesar de ser uma leitura lenta, tornou-se uma leitura interessante, principalmente pelo retrato da época...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel

O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel é um thriller realmente psicológico que acaba de ser lançado pela Editora Verus. Você curte thrillers com...

Review | Sem Saida de Taylor Adams

Desde o fim do ano passado venho escutado que Sem Saída de Taylor Adams, lançado pela Faro Editorial é o livro de suspense do...