Review | Batman: A Piada Mortal, de Alan Moore

Como um dia ruim na vida de um homem pode significar a linha que separa a sanidade da loucura? Tente imaginar isso observando pelo pequeno detalhe que se trata do Coringa, o maior e mais conhecido vilão do mundo dos quadrinhos.

Após o término da leitura de Batman: A Piada Mortal, bem, o que posso dizer, poxa, que história meus amigos, que história impactante! Temos aqui um Coringa insano e cruel como sempre, em mais uma das suas inúmeras tramóias e artimanhas, só que agora é diferente, ele “passou dos limites” com o único propósito de mostrar ao Comissário Gordon e ao Batman que a “única coisa” que separa ele deles é apenas um fatídico único dia de loucura.

Coringa

A maneira que o Coringa resolve fazer isso é executada tão somente com a intenção de levar a loucura a sua principal vitima. Os desenhos são muito bem feitos e na minha opinião, nesta edição definitiva, as cores e os desenhos se encaixam perfeitamente com o tom da história.

Comissário Gordon é levado a loucura.

Outro ponto importante nesta edição definitiva são as histórias presentes nos extras, me refiro mais precisamente a história “Sujeito Inocente”, que conta com roteiros e desenhos de Brian Bolland. Também como extra, temos a história “Batman n° 1/1940” com roteiro de Bill Finger e arte por Bob Kane e Jerry Robinson. Enfim, recomendo a leitura aos que ainda não a leram! Vale a pena.Fico feliz de poder ter lido essa história nesse momento, até porque em um certo momento da história pude relembrar de uma parte de O Corvo de James O’barr. Me arrependo de não ter a lido antes, pois vale muito a pena e nos deixa com aquela vontade de querer saber mais sobre os acontecimentos posteriores ao fim da história da HQ. O prefácio e o posfácio presentes nessa HQ também são muito bons, cheio de informações de bastidores entre outras coisas.

Personagem da história “Sujeito Inocente”.

Está edição publicada pela editora Panini em versão encadernada de luxo compila a história completa em 82 páginas de Batman: A Piada Mortal e possui roteiros de Alan Moore (Watchmen, V de Vingança, Monstro do Pântano, A Liga Extraordinária, entre muitas outras obras) e arte de Brian Bolland (Camelot 3000).

Se você já leu essa história ou se já assistiu ao filme do Coringa e quer saber um pouco mais sobre este personagem, não perca tempo, clique aqui e confira um pouco mais das histórias do Coringa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here