Review | Apenas um Olhar , de Harlan Coben

Apenas um Olhar de Harlan Coben foi lançado em julho de 2019 pela TAG Inéditos e agora chega ao grande público através da Editora Arqueiro.

A informação mais interessante é que este livro não pertence a nenhuma série, portanto faz parte dos livros de Coben que podem ser lidos de maneira individual.

SINOPSE: Quando Grace Lawson vai buscar um filme que mandou revelar, ela encontra, no meio das fotos de família, uma que não pertence ao rolo. É uma imagem de no mínimo vinte anos atrás, e, entre as cinco pessoas retratadas, está um homem que parece muito Jack, seu marido. Jack nega que seja ele, mas desaparece no dia seguinte, levando a fotografia. Agora, para salvar a família de um assassino violento e silencioso que não vai parar enquanto não conseguir a foto, Grace precisa confrontar as partes sombrias do próprio passado trágico.

Apesar de Harlan Coben ser um dos autores de suspense mais consagrados da atualidade, eu poucas vezes li algum livro dele.

Isso se deve principalmente ao fato de que minhas primeiras experiências com o autor não foram marcantes, aliado ao longo hiato que tive na minha vida literária caracterizado por vários anos em que eu não sentia vontade de ler suspense.

Porém, recentemente minha empolgação com o gênero voltou, e na primeira vez que tive contato com o enredo de Apenas um Olhar,  ele me interessou, pois trazia elementos que gosto muito, que são uma fotografia que desencadeia toda uma história, o que para mim foi fascinante, e também me empolguei por termos uma trama que envolve família, crianças e etc, algo que também sempre atiça minha curiosidade.

Sem sombra de dúvidas, posso dizer que esse livro foi extremamente marcante, e posso até mesmo destacá-lo como um suspense excelente. Quando sentei para ler, logo me vi envolvida e li vários capítulos em uma só vez, então decidi que era momento de parar e que eu leria só mais um capítulo, mas então quando percebi já era meio da madrugada e eu tinha lido mais dezessete capítulos.

Assim, devorei a obra em dois dias, sem conseguir largá-la e ávida para desvendar o mistério, que conseguiu me enganar muito bem, deu infinitos nós na minha cabeça e quando eu imaginei que já sabia tudo ele ainda conseguiu me surpreender.

Apenas Um Olhar foi o tipo de livro que ao finalizar ainda fiquei refletindo sobre ele e seus personagens, como se eles e seus dilemas existissem na vida real, e o autor é tão bom em nos transportar para os sentimentos do livro que em certo acontecimento eu própria me senti ofendida pela protagonista, como se um determinado acontecimento me atingisse também.

Como principal característica, posso destacar a criação dos personagens que foi extremamente bem feita, e é incrível como o autor joga pistas que nos fazem desconfiar de certo personagem, depois de outro, só para nos mostrar que talvez nossas desconfianças deveriam estar em quem menos focamos.

Além disso, o mistério é muito bem construído e parece que estamos montando um quebra-cabeças que no início parece impossível de ser desvendado, mas depois que começamos a montar vai ficando interessante e causa uma ansiedade ainda maior.

Não existe um ponto propriamente negativo a ser dito sobre essa história, porém, preciso destacar que achei o final um pouco corrido, e enquanto foram usadas centenas de páginas para apresentar o caso, poucas foram usadas para a resolução.

Além disso, senti que algumas coisas ficaram subentendidas e fiquei na dúvida se minha interpretação foi correta, o que me agoniou e também foi um ponto desfavorável pois me deixou ainda com dúvidas. Porém, apesar das pequenas ressalvas, esse é um livro que acredito que merece ser lido por todos os fãs de suspense, e espero que estes gostem tanto quanto eu gostei.

E você, é fã de Harlan Coben? Qual seu livo preferido do autor? Já leu Apenas um Olhar ? Também acha que algumas coisas ficaram subentendidas e gostaria de discutir com alguém?

Vamos conversar nos comentários. Só avise no inicio de seu comentário se for postar algum spoiler, para não estragar a sensação de leitura de outras pessoas.

E Não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E Curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui.

#pracegover,  as capas novas da Arqueiro são coloridas e sempre com o nome do autor bem grande. Esta capa é pink e possui um varal com fotos penduradas, sendo que 4 são pretas e somente a do meio é mais clara, mas aparenta ter respingos de sangue.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here