Review | A Sala das Borboletas de Lucinda Riley

A Sala das Borboletas é o mais novo livro de Lucinda Riley lançado no Brasil pela Editora Arqueiro.

SINOPSE: Posy Montague está prestes a completar 70 anos. Ela ainda vive na Admiral House, a mansão da família onde passou uma infância idílica caçando borboletas com o pai e onde criou os próprios filhos. Porém, a casa está caindo aos pedaços e Posy sabe que chegou a hora de vendê-la.

Em meio a essa angustiante decisão, ela precisa lidar com os dois filhos, tão diferentes entre si. Sam é um fracasso nos negócios e, a cada empresa falida, se torna um homem mais amargo. Já Nick, o mais novo, retorna de repente à Inglaterra depois de dez anos morando na Austrália, fugido de uma decepção amorosa.

Para completar, Posy reencontra Freddie, seu primeiro amor, que agora deseja explicar por que a abandonou cinquenta anos atrás. Ela reluta em acreditar nessa súbita afeição, percebendo que ele tem um segredo devastador para revelar.

Mesclando narrativas do presente e do passado, A sala das borboletas mais uma vez mostra a habilidade de Lucinda para criar uma saga familiar inesquecível.

Se há uma certeza que eu tenho em relação aos livros é que quando um autor está dentre os meus favoritos, eu certamente vou querer ler tudo o que ele lança, e foi exatamente isso que ocorreu com A Sala das Borboletas, pois desde o primeiro momento que eu fiquei sabendo que ele seria lançado lá fora, ainda que a sinopse não tivesse me despertado uma atenção especial eu decidi que iria lê-lo quando finalmente fosse traduzido para o português.

Dessa maneira, assim que o tive em mãos logo resolvi iniciá-lo sem demora, e para a minha surpresa, ou não, logo fui arrebatada nas primeiras páginas e dentro de poucos capítulos eu já estava completamente encantada com a história e ávida por saber tudo sobre aqueles personagens.

Assim, posso dizer que me surpreendi muito com o quanto gostei de A Sala das Borboletas, e inclusive ele foi um dos melhores livros únicos dessa autora dos últimos tempos, já que os dois únicos anteriores não me agradaram tanto, e talvez eu tenha me sentido tão empolgada devido à falta de expectativas que serviu para me surpreender, ou também porque Lucinda Riley é sempre uma autora que me faz sentir em casa com sua escrita dinâmica e gostosa.

Porém, não posso dizer que esse foi o livro mais surpreendente que eu li na vida, nem o mais incrível, e na realidade a expressão certa para a história seria “nada de mais em termos de ineditismo, porém, ele traz uma família com segredos, os quais inclusive descobri todos antes de serem revelados na trama, uma família cheia de problemas mas que tem um forte poder de nos cativar, e logo eu já estava me sentindo íntima de cada um deles, ansiosa para acompanhar mais um pouquinho de suas vidas.

E por falar em família, um dos pontos que achei mais interessantes nesse livro foi a presença de uma narrativa que acompanha os vários membros de uma família, então em um momento um capítulo foca na mãe, em outro capítulo temos o foco no filho mais velho e em sua família, depois no filho mais novo e assim segue, o que faz com queiramos ler e ler mais para descobrir o que acontece com cada um deles.

Além disso, são tratados diversos temas importantes durante a trama, como os segredos que escondemos, violência doméstica e outros bastante interessantes e que acabam prendendo o leitor.

Em suma, posso dizer que essa foi uma ótima leitura que recomendo para quem gosta de Lucinda Riley, e após finalizá-la fiquei com saudade daqueles personagens e sentia como se já os conhecesse há tempos e como se eles fossem reais.

E você, é fã de Lucinda Riley? Qual seu livro favorito da autora? Tem algum para indicar para nós?

Vamos conversar nos comentários.

E não se esqueça que temos muitas outras indicações, clique aqui e conheça um pouco mais.

E curta o Site Mundo Hype nas redes sociais, compartilhe com amigos e continue por aqui.

#pracegover,  na capa vê-se um dia ensolarado através  uma janela. Existe uma arvore bem verde e algumas borboletas azuis voando.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here