Review | A Chama de Ember, de Colleen Houck

Review | A Chama de Ember, de Colleen Houck

Desde quando fiquei sabendo do novo lançamento da autora Colleen Houck, já fiquei bem animada em ler, ainda mais sabendo que era um livro único. E, aproveitando o clima natalino e o amigo oculto do site, pedi esse livro e lógico que corri para lê-lo (obrigada Helder!).

A Chama de Ember  é um livro de fantasia que conta a história da jovem bruxa Ember O’Dare, que vive em uma vila com sua tia Florence. Perto de sua vila, há uma encruzilhada onde reside o lanterna Jack, que vigia a passagem entre o nosso mundo e o Outro Mundo, além de proteger Ember desde pequena. Mesmo sem nunca ter visto Jack, Ember sabe que ele a protege, e por isso, ela sempre fica próxima à ponte onde Jack vive.

Desde o inicio já sabemos com quem Ember vai terminar, então não há nenhuma surpresa até aqui, ok? Por mais que Colleen tente nos vender em alguns momentos um triângulo amoroso entre Ember, Jack e Dev (um vampiro que ajuda Ember a chegar no Outro Mundo), já sabemos desde a sinopse como vai terminar. Então vamos nos focar em outros aspectos do livro porque esse triângulo forçado mais me irritou do que ajudou na história.

O Outro Mundo construído por Colleen Houck é incrível, uma mistura de steampunk com fantasia que dá ao lugar um ar maravilhoso. Os cenários escritos são encantadores, e as máquinas movidas a energia de bruxa, os autômatos, naves e dirigíeis que tomam os céus do mundo onde criaturas mágicas vivem. Além do desfile de  criaturas próprias do Outro Mundo, como gremlins, vampiros, lobisomens, espectros, e outros. Todo o cenário construído é uma obra prima à parte, pois, assim como Ember, ficamos maravilhados com as descrições dos lugares.

Dos personagens apresentados na trama, a vampira Delia foi uma das personagens mais carismáticas e que chamou a atenção no livro quando apareceu. Como melhor bromance, preciso admitir que foi Finney (o amigo humano de Ember) e a abóbora de Jack.  Esses dois não se separavam!

A jornada de Ember foi repleta de perigos e aventuras, e, quando Jack e Finney, se juntam a Ember, as coisas ficam cada vez mais perigosas, pois, além de lidar com os perigos das próprias criaturas, eles precisam fugir do Senhor do Outro Mundo e jamais invocar o nome do bicho papão.

O final de A Chama de Ember foi um pouco embolado, com muitas informações jogavas de uma só vez. Muitos desses detalhes poderiam ter sido trabalhados melhor ao longo da trama, como mais um mistério para se resolver. Mas gostei de como as coisas terminaram no final, e de quão surpreendentes foram as coisas reveladas.

Eu gostei muito da história como um todo, por mais que o romance fosse bem óbvio e Ember, as vezes, fosse bastante irritante com suas atitudes precipitadas (mas sem isso não haveria história para contar, não é mesmo?). Gostei muito de como a autora trabalhou o folclore do hemisfério norte, ao nos falar sobre vampiros, Frankestein e até uma referência ao monstro do lago Ness!

A Chama de Ember é um bom livro de fantasia, que mistura muitos aspectos folclóricos que nos acostumamos a ver nos filmes, com uma boa história envolvendo vampiros, lobisomens, lanternas, humanos e uma abóbora.

Sobre o autor

Leia mais Reviews

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel

O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel é um thriller realmente psicológico que acaba de ser lançado pela Editora Verus. Você curte thrillers com...

Review | Sem Saida de Taylor Adams

Desde o fim do ano passado venho escutado que Sem Saída de Taylor Adams, lançado pela Faro Editorial é o livro de suspense do...

Review | Villette de Charlotte Bronte

Villette foi minha primeira experiência com Charlotte Bronte, e apesar de ser uma leitura lenta, tornou-se uma leitura interessante, principalmente pelo retrato da época...

Review | Neurocomic, de Matteo Farinella e Hana Ros

Eu amo livros de divulgação científica, isso é um fato. E quando é possível aliar divulgação científica com quadrinhos e uma edição incrível da...

Com Sangue, de Stephen King

Há uma máquina criadora de histórias, com alto índice de produtividade e criatividade que finge se passar por humano chamado S.T.E.P.H.E.N. K.I.N.G. - Hoje...

Review | O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel

O Segredo de Rose Gold de Stephanie Wrobel é um thriller realmente psicológico que acaba de ser lançado pela Editora Verus. Você curte thrillers com...

Review | Sem Saida de Taylor Adams

Desde o fim do ano passado venho escutado que Sem Saída de Taylor Adams, lançado pela Faro Editorial é o livro de suspense do...