Review | A Baleia Noturna do Meu Sertão de Emerson Sarmento

Review | A Baleia Noturna do Meu Sertão de Emerson Sarmento

A Baleia Noturna do Meu Sertão é o belo e poético titulo de uma ficção teatral lançada em forma gráfica pela Editora Penalux.

Emerson Sarmento é o autor de A Baleia Noturna do Meu Sertão
Emerson Sarmento é o autor de A Baleia Noturna do Meu Sertão

Escrito por Emerson Sarmento, um jovem escritor pernambucano, que até o momento só havia lançado um livro de poesias chamado Cromossonhos, este livro foi uma grata surpresa.

Em A Baleia Noturna do Meu Sertão, Emerson Sarmento nos traz a historia da pequena cidade de São José do Egito, que fica em uma região do sertão pernambucano chamada Pajeu.

Ali existe uma lenda que diz que aquele sertão já foi um mar. Um dia houve um maremoto e uma baleia ficou encalhada num buraco. Com o tempo ali nasceu uma cidade, e em cima da baleia foi construída uma igreja. Durante a construção da igreja, uma entidade apareceu para os construtores e disse que a cidade deveria proteger a imagem de Nossa Senhora, e que se algo acontecesse a santa, 3 dias depois a baleia iria despertar tremendo tudo e fazendo o sertão virar mar novamente.

De repente na cidade começou-se um boato a boca miúda, como se diz por ai.

O boato dizia que a igreja estava prestes a ser assaltada e isso deixa a população em polvorosa.

Ali todos acreditam, que se isso acontecer a baleia vai voltar e transformar a cidade em mar.

A Baleia Noturna do Meu Sertão
A Baleia Noturna do Meu Sertão

Emerson Sarmento traz uma saborosa história com um ar bem nordestino, nas descrições dos cenários e principalmente no linguajar utilizado, que faz lembrar muito as novelas regionais da Globo baseadas em obras de Jorge Amado e principalmente o Auto da Compadecida.

E é bem gostoso ler este regionalismo em forma de uma peça teatral, mas também fica um gosto de quero mais, pois com certeza o autor tinha nas mãos talento e uma boa estória para criar um romance bem engenhoso.

Livro foi lançado de forma independente
Livro foi lançado de forma independente

Na pequena cidade temos o padre, o prefeito, o padeiro, o delegado, o carcereiro, a mocinha, o galã metido a canalha e de acordo com Juquinha, o louquinho do Pajeu, ali naquela cidade acaba de chegar o Diabo.

Qual a ligação daquele homem que chegou à cidade bem vestido com os boatos que rondam a igreja e com uma carta que a bela Maria Valeria recebeu?

Em poucas paginas o autor conta uma história bem amarrada, com direito até a reviravoltas, onde encontramos tesouros escondidos, romances secretos e até um plano de vingança maquiavélico, tudo isso cercado de pequenas pitadas de criticas sociais.

Como todo microcosmo brasileiro, ali na pequena cidade também impera a corrupção entre os mais poderosos, e é baseando-se nisso que o forasteiro chega à cidade buscando algo que afirma ser seu por direito, e não vai evitar nenhum esforço para ganhar o que deseja.

E para se safar das ameaças deste forasteiro, os corruptos da cidade mais uma vez aceitam se vender, e se aproveitam das crendices populares para mais uma vez enganarem a população e continuarem com seus esquemas.

A Baleia Noturna do Meu Sertão é uma peça de teatro
A Baleia Noturna do Meu Sertão é uma peça de teatro

A principio nenhuma novidade, mas aqui é bem interessante acompanhar a evolução desta história.

Mas será que o plano vai ter sucesso?

Fiquei muito contente com a engenhosidade encontrada neste texto, principalmente o uso feito das crendices populares para esconder crimes populistas.

Quem são vocês para julgarem alguém? O pecado é algo inerente ao ser humano, só quem domina essa pureza de não pecar é Nossa senhora, Jesus Cristo, o salvador, e o próprio Divino Espírito Santo. Vocês quem são? Alguém aqui, por um acaso, é alguma dessas três divindades? Quem julga é Deus! Silvia Rosa pode ter errado, errado muito feio, mas tem outros predicados. É uma menina boa, caridosa, religiosa sim, mas está imersa no pecado do mundo como todos nós estamos. Então, eu quero aqui saber quem não tem lama no íntimo da alma? Olhem para si, e vejam lá dentro seus lamaçais, suas almas sujas porque seus corpos também pecam. Que atire agora o primeiro melaço de lama em Silvia Rosa quem nunca pecou! Agora mesmo!

Acho que ainda existe certa ingenuidade no texto em algumas saídas encontradas em algumas cenas e até na inclusão de algumas discussões politicas no texto, mas nada que estrague o interesse na obra. Este é só o segundo livro de Sarmento, sendo seu primeiro texto em prosa.

Por fim, para completar, quando conhecemos o plano do vilão o livro ainda se transforma num suspense, onde vemos que a ambição das pessoas realmente não tem limites, e torcemos para que a baleia não seja acordada.

Mas será que isso é possível?

Junte-se a população de São José e descubra.

Vai valer a pena!

OBS 1: Emerson Sarmento é um jovem escritor Pernambucano. Este seu ultimo livro foi lançado em novembro de 2019, e foi inscrito para concorrer ao premio de literatura Oceanos 2020 .

A Baleia Noturna do Meu Sertão concorrendo ao Premio Oceanos 2020
A Baleia Noturna do Meu Sertão concorrendo ao Premio Oceanos 2020

OBS 2:  Em uma entrevista. Emerson Sarmento contou de onde veio a ideia para o livro:

Eu e Valéria falávamos das lendas dos nossos estados, eu contava uma de Pernambuco e ela contava uma do Piauí. Quando ela me falou dessa lenda muito psicodélica da Baleia, eu, imediatamente, fiquei muito empolgado e fui buscar mais informações sobre o assunto. Após algumas leituras, eu passei a imaginar como seria essa narrativa, quem seriam os personagens e como seriam. Eu fui criando tudo aos poucos até chegar em um sertão mais próximo da minha ótica e vivência em São José do Egito e, obviamente, não falo aqui apenas do aspecto geográfico, mas a essência do lugar me ajudou bastante na criação. Ao escrever quis deixar meu romantismo pela terra da poesia de lado e focar mais no aspecto humano ao que concerne na personalidade dos personagens. – Emerson Sarmento

OBS 3: Se quiser conhecer melhor a lenda do Piaui, de uma olhada neste link.

E você, já leu este livro? Qual a sua opinião?

Curte novos escritores nacionais?  Tem um favorito para nos indicar?

Converse com a gente nos comentários.

Se você ainda não leu, e ficou interessado, segue aqui um link para compra do livro.  A Baleia Noturna do Meu Sertão.

E se você curtiu esta resenha, temos muitas outras clicando aqui.

Sobre o autor

Review | Super-Homem & Tarzan – Filhos da Selva, de Chuck Dixon e Carlos Meglia

Tarzan e Super-Homem devem ser provavelmente os dois ícones mais representativos da cultura popular do século XX. Independentemente do local que você visitar, com certeza,...

Review | Aluga-se um noivo, de Clara de Assis

Eu não sou a maior fã de romances contemporâneos, muito menos de chick lit, mas a sinopse de Aluga-se um Noivo da autora brasileira...

Review | Caçando Dragões, de Taku Kuwabara

SINOPSE: Há meio século que eles cortam os céus atravessando países na procura dos raros dragões. O Quin Zaza é uma das poucas naves...

Review | Sobre os Ossos dos Mortos de Olga Tokarczuk

Sobre os Ossos dos Mortos de Olga Tokarczuk lançado pela Editora Todavia é um livro que tem dado o que falar no Brasil e...

Review | “BATMAN – A MALDIÇÃO DO CAVALEIRO BRANCO Nº1”

Boa tarde amigos da Mundo Hype !!! Eu sou o Paulo Cruz e estou com uma nova coluna sem data fixa de postagem (pintou a ideia,...

Review | Super-Homem & Tarzan – Filhos da Selva, de Chuck Dixon e Carlos Meglia

Tarzan e Super-Homem devem ser provavelmente os dois ícones mais representativos da cultura popular do século XX. Independentemente do local que você visitar, com certeza,...

Review | Aluga-se um noivo, de Clara de Assis

Eu não sou a maior fã de romances contemporâneos, muito menos de chick lit, mas a sinopse de Aluga-se um Noivo da autora brasileira...

Review | Caçando Dragões, de Taku Kuwabara

SINOPSE: Há meio século que eles cortam os céus atravessando países na procura dos raros dragões. O Quin Zaza é uma das poucas naves...

Review | Sobre os Ossos dos Mortos de Olga Tokarczuk

Sobre os Ossos dos Mortos de Olga Tokarczuk lançado pela Editora Todavia é um livro que tem dado o que falar no Brasil e...