Review | Deuses Americanos de Neil Gaiman

Tinha só um cara na Bíblia inteira pra quem Jesus prometeu pessoalmente um lugar no paraíso do lado dele. Não foi pra Pedro, nem pra Paulo, nem pra nenhum daqueles caras. Ele era um ladrão condenado, que estava sendo executado na cruz ao lado.

DEUSES AMERICANOS - NEIL GAIMAN

O Mestre das mitologias Neil Gaiman, brindou seus fãs há quase exatos 16 anos com o clássico livro Deuses Americanos. Além de ser dono de várias obras de grande sucesso como O Oceano no Fim do Ca

minho, Os Filhos de Anansi  e variados livros sobre mitologias, Gaiman se popularizou bem por suas graphic novels chamada Sandman que, lhe rendeu um absurdo sucesso. 

Traremos hoje no LBR o ponto crucial sobre o livro Deuses Americanos e contar um pouco do que se trata. Nesse caso, utilizamos a edição da Editora Intrínseca com a versão favorita do autor publicado em 2016 que contém pelo menos 12 mil palavras a mais do que as publicadas no Brasil anteriormente.

Basicamente a motivação que levou Gaiman a escrever esse livro, foi a falta de uma mitologia propriamente americana. Logo na introdução sobre a edição, Gaiman comenta sobre algumas questões do tipo, quais seriam os deuses originalmente americanos? A questão não é tão simples de ser respondida, pois no caso, os Estados Unidos é um país colonizado, o que já traz um carga do velho continente e a pergunta que paira no ar é: 

O que acontece com os seres fantásticos quando os imigrantes saem de suas terras de origem?

DEUSES AMERICANOS - NEIL GAIMANLogo de início acompanhamos a trajetória de Shadow Moon, um homem que está preso há 3 anos e próximo de sua liberdade em condicional. Após um fato horrível em sua família, o prisioneiro consegue sua soltura antecipada para que possa comparecer infelizmente a um velório de uma pessoa bem próxima. Agora desolado, sem rumo e sem perspectiva de nada, eis que o destino lhe apresenta Wednesday. Um sujeito intrigante que mesmo sem conhecer Shadow já lhe faz um proposta de emprego e promete guiá-lo para que juntos organizem os deuses para uma batalha nunca vista antes.

O que Shadow não tinha conhecimento, é que mesmo na penumbra de novos tempos, os deuses antigos estão vivos. Deuses mitológicos de vários cantos do mundo, deuses europeus, orientais e africanos, todos eles ainda respiram de uma forma ou outra. A missão de Wednesday é muito simples, travar uma batalha entre os antigos deuses e os atuais, para reclamarem os seus lugares novamente, e por fim a uma era de idólatras da tecnologia.

Shadow vive a trajetória do herói, se conhecendo, conhecendo alguns deuses variados, viajando os Estados Unidos e descobrindo coisas interessantes em cada canto.  Acima de tudo aprendendo como são e como lidar com todos eles.  


DEUSES AMERICANOS - NEIL GAIMANGeralmente outros sites não desenvolvem reviews sobre obras que não são mais lançamentos ou que se passou muito tempo, o que é um pena, pois assim como toda expressão de arte, não há validade e temos o dever de indicar os melhores. Falar bem de Gaiman é fácil, pensando nisso vamos destacar alguns pontos interessantíssimos no livro.

Ao longo de seus capítulos, Gaiman apresenta histórias paralelas que ajudam a consolidar melhor a personalidade de alguns deuses. Séculos passados, décadas, lugares distantes e uma boa dose de sofreguidão. Tudo isso é apresentado em meio ao livro, provando com fatos, como outras civilizações praticavam e alimentavam suas crenças em variados deuses nos momentos de maior dificuldade. (Francamente eu leria fácil um livro inteiro só dos contos apresentados por Gaiman entre esses capítulos).

Além da bagagem e pesquisa que o autor faz para sustentar muito bem um livro como esse, ele consegue muito bem pegar a essência de cada deus em suas mitologias e transportar para um arco só, sustentando valores morais e adaptando para os dias DEUSES AMERICANOS - NEIL GAIMANde hoje. Não há conflito de existência, cada crença tem seu espaço nesse universo compartilhado. Embora seja fácil as vezes identificar os deuses por suas atitudes e características, Gaiman cavou tão fundo na história que nos desperta a vontade prévia de identificar quem é quem.

A narrativa do autor é um primor, já que com sua coerência, mantém o passo de acordo com que acredito ser o mais confortável. Nem muito detalhe, nem muita rapidez, é medido minimamente para não estressar o leitor. Porém em determinado momento no segundo ato, os acontecimentos se arrastam um pouco, pois é no terceiro ato que a história começa a fechar algumas portas que ficaram aberta e tudo ganha uDEUSES AMERICANOS - NEIL GAIMANma coerência incrível. Gaiman conseguiu construir um livro campeão de premiações, pelo fato de mesclar muito bem, fantasia, suspense com tons de Thriller que desperta fácil a curiosidade do leitor.

Vale a pena ler todos os extras do livro, incluindo a entrevista e nota de tradutor. Tudo isso faz com que a hype suba ainda mais e voltemos a ler o quanto antes, agora com muito mais atenção aos detalhes.

Dentre tudo isso, já temos a série Deuses Americanos, que é baseada nesse livro (Clique aqui e conheça alguns personagens) Aguardem que em breve traremos aqui também um review sobre a série e seus pontos em diferencial com o livro. 

Comente aqui, quais outras obras de Neil Gaiman você mais gostou? Acompanhe matérias interessantes nesse Mundo e não saia daqui!

– Quem é você – pergunta Shadow

– Tudo bem. Boa pergunta. Eu sou a caixa dos idiotas. Sou a TV, eu sou o olho que vê tudo e sou o mundo do raio catódico. Eu sou o tubo dos tolos… o pequeno altar na frente do qual a família se reúne para adorar.

– Você é a televisão? Ou alguém na televisão?

– A TV é o altar. Eu sou aquilo pelo que as pessoas se sacrificam.

– Como se sacrificam? – perguntou Shadow.

– O tempo que tem –Disse Lucy – Às vezes, umas às outras…

 DEUSES AMERICANOS - NEIL GAIMAN

REVER GERAL
Nota
8.5
Leitor compulsivo, bebedor de café e entusiasta quando se trata de leitura. Técnico em Marketing por formação e Locutor por paixão. A minha missão declarada é te tornar um leitor tão apaixonado quanto eu. A leitura é uma fonte inesgotável de conhecimento, todo livro é interessante, basta conhecer a si mesmo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here