Review | Heróis Mais Poderosos da Marvel #58 – Noturno

Review de coleção Os Heróis Mais Poderosos da Marvel #58 – Noturno, com o arco O Demônio Interior, escrito por Roberto Aguirre-Sacasa e desenhos de Darick Robertson, lançado em maio de 2017, pela Editora Salvat, 184 páginas, R$ 39,90, formato americano. Originalmente em Nightcrawler (Vol.3) #1-6.

Sinopse:

Com a aparência de um demônio e a alma de um herói, Kurt Wagner é o Noturno. Talvez o mais ágil e estranho X-Man de todos, ele é o ícone de pele azulada com um coração de ouro. Descubra o demônio dentro de um dos maiores heróis dos quadrinhos enquanto Noturno é levado até as sombras mais escuras imagináveis! Quando ele descobre uma série de medonhos assassinatos diretamente ligados ao seu passado, Kurt terá de enfrentar seus demônios se espera poder vingar as vítimas do assassino! Apresentando também um aclamado conto sobre a origem do ágil e dinâmico Noturno, este volume levará você numa jornada até um mundo de anjos e demônios.

Comentário edição a edição:

Edição #1: Na ala psiquiátrica do Hospital Geral, treze crianças foram brutalmente assassinadas de forma misteriosa. A suspeita recai sobre o único sobrevivente, Seth Walker, de dez anos ou um mutante com poderes de teleporte. Devido a suas habilidades únicas, Ororo pede a Noturno que investigue o caso. Apesar de não fazer ideia do que procurar, tudo leva a crer que o Dr. Childs, responsável pela ala atacada tem algo a ver com a chacina.

Edição #2: Noturno desconfia que forças místicas possam estar envolvidas nesse caso e pede conselhos à Amanda Sefton. Seus conselhos funcionam e Noturno consegue fazer Seth falar, mas antes que pudesse descobrir mais, Kurt é retirado pelo Dr. Childs. Antes de ir embora, a enfermeira Palmer revela algo aterrador ao mutante.

Edição #3: Um ataque inesperado faz com que Noturno descubra que a tia de Seth não é quem diz ser. Pior ainda, ele e Amanda descobrem que treze demônios foram libertados com as mortes das treze crianças, mas ainda resta um demônio a ser libertado.

Edição #4: O plano do Dr. Childs de libertar os quatorze demônios e dominar sobre Pazuzu, o décimo quarto está para se concretizar. Sem condições de lidar sozinho com a situação, Noturno pede ajuda a seus companheiros, os Surpreendentes X-Men.

Edição #5: Ororo, Logan, Kurt e a enfermeira Palmer estão no metrô a caminho de casa, após assistir a uma peça teatral. Porém, um incidente com o trem e a suposta aparição de um fantasma, leva Noturno a investigar o caso mais a fundo, descobrindo que vários incidentes similares vem acontecendo.

Edição #6: Às vésperas do centenário do metrô de Nova York, Noturno intensifica suas investigações e descobre que as aparições quem vem assombrando os usuários estão, na verdade, em busca de reparação. Acontecimentos passados vêm à tona.

Análise final:

Tanto o primeiro arco em quatro partes da revista do Noturno lançada em 2004, quanto o segundo arco, em duas partes, lançam Noturno em investigações sobrenaturais. Desde o início, o escritor deixa claro que Noturno não é nenhum investigar nato, mas sua sede por justiça o leva até o fim, mesmo que sua própria vida esteja em risco. Além disso, a cronologia das histórias se passam durante a época dos Surpreendentes X-Men de Joss Whedon, portanto, essa é a formação do grupo que aparece como apoio às aventuras do além de Noturno. A narrativa é fluída e as tramas conseguem segurar o leitor. Uma leitura interessante.

Nota geral: 6,5.

Por Roger

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here