Review | Coleção Graphic Novels DC #35 – A Nova Fronteira Parte 1

Review da Coleção Graphic Novels DC #35 – A Nova Fronteira Parte 1, escrito e desenhado por Darwin Cooke, lançado em março de 2017, pela Editora Eaglemoss, 224 páginas, R$ 49,99, formato americano. Originalmente em DC: The New Frontier #1-3.

Sinopse:

A paranoia da Guerra Fria tornou fora da lei os heróis da Era Dourada. Combatentes do crime como Batman, Superman e a Mulher-Maravilha continuaram a lutar pela verdade e pela justiça,mas, assim que o mundo foi arremessado em direção a um futuro incerto, percebeu-se que seria necessário um novo tipo de herói para definir o sonho americano.

Comentário edição a edição:

Edição #1: Durante a Segunda Guerra Mundial, a força militar especial, os Perdedores, são enviados até uma ilha no Pacífico para procurar e resgatar o Esquadrão Suicida do Coronel Rick Flagg, mas acabam descobrindo um lugar esquecido pelo tempo, povoado por gigantescos dinossauros e criaturas selvagens. Após essa introdução, com o fim da guerra, diferenças ideológicas entre americanos e russos deram início à Guerra Fria. Os heróis mascarados foram acusados e a SJA decidiu parar suas atividades. Quem negasse a se registrar na Comissão de Atividades Antiamericanas do Congresso (como o Superman e a Mulher-Maravilha) era caçado e detido. Em 1953, com o fim da guerra contra a Coréia do Norte, o esquadrão do jovem piloto Hal Jordan faz um vôo de reconhecimento sobre a região, mas se separam com um pelotão coreano que não foi informado sobre o fim da guerra.

Edição #2: Meados da década de 1950, Gotham City recebe a chegada de um marciano, J’on J’onzz, trazido para a Terra acidentalmente. Sob o disfarce do detetive John Jones, acaba se encontrando com o vigilante Batman pela primeira vez ao deter um culto satânico. Um relâmpago atinge o cientista forense Barry Allen em Central City, que se transforma no Homem Mais Rápido Vivo. Durante uma festa beneficente, o Flash atrapalha os planos de assalto do Capitão Frio e impressiona o piloto Hal Jordan.

Edição #3: É o ano de 1955, e Hal Jordan é contratado para trabalhar na Ferris Aeronáutica. Porém, seus sonhos de grandeza não se realizam da forma como ele previu, e à princípio, tem apenas passado por uma bateria de testes e sendo monitorado de perto pelo Coronel Rick Flagg, atual líder da Força Tarefa-X, que acaba de perder um de seus membros, Hugh Evans. O governo cria o projeto secreto Nuvem, logo após descobrir sobre um suposto alienígena de Marte que teria caído na Terra. O projeto comandado por Flagg, deseja recrutar Jordan. Depois de sobreviverem milagrosamente à uma queda de avião, Ace Morgan, Ruivo Ryan, Walter Haley e Rock Davis, quatro pessoas que possuem talentos específicos, mas não tinham nada em comum, decidem formar os Desafiadores do Desconhecido. Um ano e meio depois do primeiro encontro, Batman encontra e alerta o detetive John Jones que desconfia de algo muito ruim e antigo se aproximando. J’on J’onzz resolve investigar e fica aterrorizado com sua descoberta.

Análise final:

A Era de Prata é homenageada nessa história contada por Darwin Cooke. Principalmente o período que abrange o fim da Segunda Guerra Mundial e a década de 1950, onde o mundo via com espanto, o início da Guerra Fria entre os Estados Unidos e a União Soviética. A corrida espacial, o racismo, a censura, o clima de desconfiança, perseguição política e outros temas relevantes da época, passam a ser fontes de matéria-prima e alimentar toda a linha narrativa criada por Cooke. Ver as grandes lendas da DC como o Superman, Mulher-Maravilha, Batman, Flash, entre outros, inseridos novamente nesse contexto é interessante e cativante. Uma leitura leve, porém, profunda e significativa para o cânone da DC Comics. Leitura altamente recomendada.

Nota geral: 9,0

Por Roger

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here