mulher maravilha 1-6

Li Mulher-Maravilha #1-6, do encadernado Wonder Woman: Blood, com roteiro de Brian Azzarello e desenhos de Cliff Chiang, e tecerei breves comentários sobre as edições.

Edição #1: Hermes vem à Terra para salvar a vida de Zola e seu bebê, filho de Zeus, que está desaparecido. E ele não teria conseguido se não fosse pela intervenção da Mulher-Maravilha.

Edição #2: Os planos iniciais da Rainha Hera em matar Zola são frustrados. Diana vai à Ilha Paraíso para tratar dos ferimentos de Hermes e abrigar Zola, enquanto pede conselhos à sua mãe a Rainha Hipólita. À noite, as amazonas recebem a inesperada visita da deusa Discórdia que revela que Diana é, na verdade, filha de Zeus também.

Edição #3: A descoberta de que Diana é filha de Zeus e não nascida do barro, deixa as amazonas divididas. Decepcionada por levar uma vida de mentiras até hoje, Diana decide deixar Themyscira em definitivo.

Edição #4: A traição da Rainha Hipólita não passa despercebida por Hera que vai até a Ilha Paraíso exigir uma compensação. Apolo continua sua busca por Zeus e se encontra com Ares. E Diana está arrependida de ter deixado Themyscira, mas pode ser muito tarde.

Edição #5: Enquanto Diana, Hermes e Zola planejam ir ao Olimpo encarar Hera, o misterioso Lennox aparece e revela que, com o desaparecimento de Zeus, uma luta pelo poder entre os deuses é inevitável.

Edição #6: Lennox tem um plano, mas para isso, eles precisam convocar a presença dos outros dois deuses restantes – Poseidon e Hades – e engana-los. Mas a vitória é temporária, já que Hades captura Zola.

Uma visão única e marcante de Brian Azzarello sobre a Mulher-Maravilha e os deuses do Olimpo. E para provar que o autor não estava para brincadeira, ele até mudou radicalmente a origem da guerreira amazona.

Por Roger

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here