mulher-gato 7-12

Li Mulher-Gato #7-12, do encadernado Catwoman: Dollhouse, com roteiro de Judd Winick e desenhos de Adriana Melo e Guillem March, e tecerei breves comentários sobre as edições.

Edição #7: A Mulher-Gato, agora trabalhando com Gwen Altamont, está no “negócio” de roubar carros caros. Ao ser pega pelo Det. Alvarez, é salva pelo Fagulha, provavelmente um novo parceiro de crime?

Edição #8: Ao roubar um jogo de adagas valiosas, a Mulher-Gato e Fagulha descobrem que falta uma faca, e que está de posse do Pinguim. Enquanto estavam de tocaia, armando para pegar a faca que falta, Selina testemunha um homem misterioso tentando raptar uma prostituta.

Edição #9: Um dos Garras mais honrados é trazido de volta para abater o Pinguim, um dos chefões do crime de Gotham, e recuperar sua honra de volta. A busca da Mulher-Gato pela quinta adaga valiosa que está em posse do Pinguim, a coloca no meio da Noite das Corujas.

Edição #10: Selina está determinada a pegar o responsável que vem raptando prostitutas e viciados das ruas de Gotham. Quando um deles desperta em seu cativeiro, toda a verdade macabra por trás dos sequestros é revelada. Outra surpresa é saber quem está trabalhando para os polícias corruptos que estão atrás do dinheiro que a Mulher-Gato aparentemente se apossou.

Edição #11: Em sua busca pelo seqüestrador que vem “limpando” as ruas de Gotham, Selina consegue um aliado improvável, o Det. Carlos Alvarez. O que ela não desconfia é que o Fagulha está trabalhando para os policias corruptos agindo em suas costas.

Edição #12: A Mulher-Gato segue os rastros do Det. Alvarez até o esconderijo de Matilda, a filha do Criador de Bonecas, mas sabe que só poderá deter a assassina com a ajuda do Batman.

O segundo arco apresenta novos personagens dentro do núcleo de histórias da Mulher-Gato, e mais sobre o desenvolvimento da trama envolvendo o lado sujo e maluco de Gotham. História bem superior à anterior. Leitura recomendada.

Por Roger

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here